Santos 0 x 2 Atlético-PR

Data: 15/06/2005
Competição: Copa Libertadores – Quartas-de-final – Jogo de volta
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 18.422 pagantes
Renda: R$ 315.050,00
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (BRA)
Cartões amarelos: Zé Elias (S); Diego, Jancarlos, Cocito e Lima (A).
Gols: Aloísio (17-1) e (09-2).

SANTOS
Mauro; Flávio, Ávalos, Halisson e Wendell; Zé Elias (Douglas), Bóvio, Tcheco (Fabiano, depois William) e Ricardinho; Basílio e Deivid.
Técnico: Gallo

ATLÉTICO-PR
Diego; Durval, Danilo e Marcão; Jancarlos, Cocito (Tiago Vieira), André Rocha, Ticão (Leandro) e Fabrício; Lima e Aloísio (Fernandinho).
Técnico: Antônio Lopes.



Atlético-PR vence o Santos e vai às semifinais da Libertadores

O Atlético-PR venceu o Santos por 2 a 0, nesta quarta-feira, no estádio da Vila Belmiro, na partida de volta das quartas-de-final da Taça Libertadores da América-2005, e avançou às semifinais da competição.

A equipe do técnico Antônio Lopes entrou em campo precisando de um simples empate para se classificar, já que havia vencido a partida de ida por 3 a 2, no dia 1º de junho, no Kyocera Arena, em Curitiba (PR).

O time paranaense decide uma vaga para a final do torneio sul-americano contra o Chivas Guadalajara (México), que eliminou o argentino Boca Juniors após uma vitória (4 a 0, em casa) e um empate (0 a 0, fora).

Cotado como favorito para o duelo, o Santos sentiu a ausência de sua principal estrela, o atacante Robinho, e do lateral Léo, que estão com a seleção brasileira na Copa das Confederações.

Precisando vencer, o time paulista viu sua situação se complicar aos 17min do primeiro tempo. O atacante Aloísio ganhou jogada na entrada da área e chutou no canto direito de Mauro para abriu o placar.

Logo após o gol do rival do Paraná, o técnico Gallo fez duas mudanças –Tcheco saiu para a entrada de Fabiano, enquanto Zé Elias, lesionado, deu lugar a Douglas– para tornar sua equipe mais ofensiva.

A melhor chance santista na etapa inicial foi com Basílio aos 39min. Ele pegou sobra na área, mas chutou para fora. O Santos ainda reclamou de pelo menos dois pênaltis não marcados pelo juiz Carlos Simon.

No intervalo da partida, Aloísio deu a receita para seu time se classificar. “Temos que fazer a mesma coisa que fizemos no primeiro tempo. Precisamos manter a determinação”, disse o atacante à TV Globo.

No segundo tempo, logo aos 4min, o atacante Deivid recebeu ótimo lançamento de Ricardinho na área e tocou na saída de Diego. A bola, porém, saiu fraca e permitiu que a defesa atleticana afastasse o perigo.

Aos 8min, o atacante Lima fez boa jogada na área, mas a defesa santista colocou para a linha de fundo. Na cobrança do escanteio, Aloísio subiu sozinho e ampliou para os visitantes: 2 a 0.

Aproveitando o desespero do rival, o Atlético-PR criou oportunidades para conseguir um placar ainda mais elástico. Numa delas, aos 24min, Lima recebeu na área e finalizou em cima do marcador.

Desorganizado, o time de Gallo pouco perigo levou ao adversário nos minutos finais da partida. Aos 37min, os torcedores atleticanos chegaram a gritar em coro “eliminado, eliminado” para os santistas.