Universidad de Chile 2 x 1 Santos

Data: 19/05/2005
Competição: Copa Libertadores – Oitavas-de-final – Jogo de ida
Local: Estádio Nacional, em Santiago, Chile.
Público e renda: N/D
Árbitro: Oscar Ruiz (COL)
Cartões amarelos: Adrián Rojas, Pinto (UC); Fabinho, Zé Elias e Ricardinho (S).
Gols: Rivarola (06-2), Ricardinho (12-2) e Galaz (28-2).

UNIVERSIDAD DE CHILE
Herrera; Ibarra (Figueroa), Ponce, Adrián Rojas e José Rojas; Iturra, Ormazábal, Pinto e Riveros (Droguett); Rivarola (Martinez) e Galaz.
Técnico: Héctor Pinto

SANTOS
Henao; Paulo César (Fabiano), Ávalos, Hallison e Léo; Fabinho, Zé Elias (Basílio), Bóvio e Ricardinho; Robinho e Deivid.
Técnico: Gallo



Santos perde no Chile e sai em desvantagem nas oitavas da Libertadores

O Santos começou mal o confronto que vale vaga nas quartas-de-final da Taça Libertadores-2005. Nesta quinta-feira, em Santiago, o time da Baixada perdeu por 2 a 1 para o Universidad de Chile.

Na próxima quarta-feira, na Vila Belmiro, a equipe chilena precisará de um empate para avançar à próxima fase. O Santos se classifica vencendo por 1 a 0 (pelo critério de gols marcados no campo do adversário) ou com vantagem de dois gols.

A primeira chance de gol foi do Santos, aos 12min. O volante Bóvio fez jogada individual, avançou pela direita e chutou forte, assustando o goleiro Herrera.

Embora não criasse muitas jogadas ofensivas, o Santos fazia uma forte marcação e dificultava o trabalho da equipe chilena.

O Universidad só conseguiu chegar com perigo aos 40min, quando Rivarola recebeu a bola na direita, passou por Léo e tentou encobrir Henao. A zaga do Santos, no entanto, conseguiu aliviar o perigo.

Um minuto depois, o Santos desperdiçou grande chance. Léo recebeu a bola na esquerda e tocou para Robinho, dentro da área, de frente para o gol. Porém o chute do atacante foi bloqueado pela defesa chilena.

No início da etapa final, a equipe chilena abriu vantagem no placar. Após lançamento longo, Galaz ajeitou no peito para Rivarola, que chutou forte e venceu Henao.

Aos 11min, o Santos marcou com Léo, que estava impedido –o gol foi anulado pela arbitragem. Aos 12min, numa jogada ensaiada, Ricardinho recebeu passe de Paulo César e empatou a partida.

Aos 21min, após ótima jogada de Robinho pela esquerda, a bola sobrou para Bóvio, que acertou o travessão de Herrera.

Mas aos 28min o Universidad voltou a ficar em vantagem. Galaz recebeu a bola dentro da área e tocou por cima de Henao, que ficou no meio do caminho e só olhou a bola entrar.

Antes da partida de volta pela Libertadores, no entanto, o Santos volta a campo no domingo, contra o Atlético-MG, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro. O objetivo é se reabilitar da derrota por 2 a 1 sofrida para o Flamengo na última rodada.