Santos 4 x 0 Ponte Preta

Data: 16/10/2004
Competição: Campeonato Brasileiro – 2º turno – 36ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 9.929
Renda: R$ 120.871,00
Árbitra: Sílvia Regina de Oliveira (SP)
Cartões amarelos: Robinho (S), André Cunha e Romeu (PP).
Gols: Deivid (12-1) e Preto Casagrande (22-1); Ricardinho (14-2) e Ricardinho (19-2).

SANTOS
Mauro; Paulo César, Leonardo, André Luís e Léo; Fabinho, Preto Casagrande (Ricardo Bóvio), Ricardinho (Zé Elias) e Elano (Marcinho); Robinho e Deivid.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

PONTE PRETA
Lauro; Alexandre, Marcus Vinícius e Gustavo; André Cunha, Ricardo Conceição, Romeu, Lindomar (Magal), Danilo (Roger) e Bill; Alecsandro.
Técnico: Nenê Santana



Santos se “despede” da Vila com goleada sobre a Ponte e liderança provisória

O Santos se “despediu” em grande estilo da Vila Belmiro: goleou a Ponte Preta por 4 a 0, neste sábado, e reassumiu provisoriamente a liderança do Campeonato Brasileiro. Devido à perda de dois mandos de campo, o time voltará a jogar em casa no dia 5 de dezembro, contra o Grêmio.

Com o resultado, a equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo se igualou ao Atlético-PR em número de pontos (68), mas leva vantagem sobre os paranaenses por ter uma vitória a mais (21 contra 20). Os concorrentes diretos pelo título, entretanto, podem recuperar o topo da tabela neste domingo –fazem o clássico contra o Paraná, na Arena da Baixada.

A Ponte Preta permanece com 53, mas caiu para a nona posição –foi superada pelo Corinthians, que empatou com o Coritiba (0 a 0). Foi a segunda goleada santista sobre os ponte-pretanos neste Nacional, que, no primeiro turno, também perderam por 4 a 0, em Campinas.

Com menos de 30 minutos de jogo, o Santos já havia construído a vitória parcial, depois de dois cruzamentos certeiros do lateral-direito Paulo César. Na primeira assistência, o lateral encontrou Deivid, que abriu o placar aos 12min, depois de escorar dentro da pequena área. Dez minutos depois, ele colocou a bola na cabeça de Preto Casagrande, que ampliou.

Deivid ainda acertou o travessão ao tentar encobrir o goleiro Lauro. Os ponte-pretanos assustaram com Alecsandro, mas foi só.

Na segunda etapa, foi Elano o responsável pelas assistências a Ricardinho, que marcou dois gols de cabeça. O primeiro aconteceu após Preto Casagrande acertar a trave aos 14min: Elano pegou a sobra e cruzou da esquerda para o meia. No segundo lance, ele ajeitou de cabeça, na direita, a bola que Ricardinho concluiu aos 19min.

Depois disso, o Santos só administrou o resultado até o apito final da juíza Silvia Regina de Oliveira.

O próximo compromisso do Santos é agora contra o São Paulo. Na quarta-feira, os santistas pegam os são-paulinos pela Copa Sul-Americana e, no domingo (24), pelo Brasileiro, ambos os confrontos no Morumbi. A Ponte Preta joga no domingo (24), contra o Guarani, no Brinco de Ouro.

A punição do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) com a perda do mando de dois jogos para o Santos, será cumprida contra o Fluminense (no dia 30 de outubro) e Goiás (14 de novembro). Essas partidas terão de ser realizadas em cidades com 150 km de distância da Vila.

A punição aconteceu por causa do copo d’água lançado por um torcedor em Hélio dos Anjos, então treinador do Vitória, no triunfo santista (4 a 1) sobre o rival, no dia 26 de setembro, na Vila Belmiro. O Santos também foi multado em R$ 75 mil.