Santos 1 x 1 Corinthians

Data: 06/10/2004
Competição: Campeonato Brasileiro – 2º turno – 35ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 18.987
Renda: R$ 240.665,00
Árbitro: Sálvio Spinola Fagundes Filho
Cartões amarelos: Ávalos, Preto Casagrande e Luis Augusto (S). Filipe Alvim, Fábio Baiano, Wendel e Gil (C).
Gols: Preto Casagrande (23-1) e Édson (45-1).

SANTOS
Mauro; Paulo César (Bóvio), Ávalos, Domingos e Léo; Fabinho, Preto Casagrande (Luis Augusto), Ricardinho e Elano (Basílio); Deivid e Robinho.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

CORINTHIANS
Fábio Costa, Édson (Coelho), Betão, Váldson, Anderson e Filipe Alvim; Fabinho, Wendel e Fabio Baiano (Rosinei); Alberto (Jô) e Gil.
Técnico: Tite


Empate deixa Santos e Corinthians estagnados no Campeonato Brasileiro

Apesar das estatísticas desfavoráveis ao time da capital, Santos e Corinthians ficaram no empate por 1 a 1, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O resultado foi ruim para as duas equipes, que ficam estagnadas na tabela de classificação. Os santistas, que vinham disputando o topo palmo a palmo com o Atlético-PR, chegaram a 65 pontos e permanecem atrás mesmo que o rival perca para o Juventude, nesta quinta, em Caxias do Sul –o time paranaense soma 67 pontos.

Os corintianos, que protagonizaram uma arrancada no torneio após a chegada do técnico Tite, viram ficar mais longe o sonho de alcançar o grupo dos quatro primeiro colocados e conseguir uma vaga na Taça Libertadores-05. Com 53 pontos, o time está cinco atrás do São Caetano, quarto colocado, que joga nesta quinta contra o Botafogo.

O resultado desta quarta também manteve um tabu. Há três anos o Corinthians não vence o Santos (foram oito jogos no período). O último triunfo corintiano foi em 28 de outubro de 2001.

O Santos começou melhor no primeiro tempo, marcando sempre sob pressão a saída de bola. Aos poucos, no entanto, o time da capital foi melhorando. Porém nenhum dos dois chegava com grande perigo.

Aos 23min, o time da casa saiu na frente no placar. Preto Casagrande acertou chute forte de fora da área, a bola desviou em um “morrinho” e enganou Fábio Costa. Apesar do desvio, o goleiro admitiu ter falhado no lance. “Peço desculpas à torcida. Acontece, é coisa da profissão”, disse.

O gol de empate do Corinthians veio somente aos 45min, graças a uma falha de Domingos. O zagueiro tentou cortar o lance dentro da área e chutou em cima do atacante Alberto. A bola acabou sobrando para o lateral-direito Edson, que, livre, tocou na saída de Mauro.

Na segunda etapa, foi a vez de os corintianos iniciarem pressionando, mas a primeira grande chance foi dos santistas. Aos 10min, Robinho cabeceou para trás e Elano chutou forte, da entrada da área, para grande defesa de Fábio Costa.

Logo o time da Baixada tomou conta das ações e, mais organizado no ataque, seguiu desperdiçando oportunidades, principalmente com o atacante Deivid, que fez boas tabelas com Paulo César pela direita.

O técnico Tite tentou mudar o panorama com Jô no lugar de Alberto, Rosinei no lugar de Fábio Baiano e Coelho na vaga de Edson, mas as alterações não surtiram efeito.

No Santos, Vanderlei Luxemburgo tentou chegar à vitória com as entradas de Basílio, Bóvio e Luís Augusto nos lugares de Elano, Paulo César e Preto Casagrande, respectivamente. Mas o time não conseguiu furar o bloqueio corintiano.

Na melhor chance de por fim à igualdade, aos 37min, Basílio, Deivid e Robinho perderam chances seguidas de frente para o gol corintiano.