Oeste 0 x 2 Santos

Data: 05/03/2011
Local: Estádio dos Amaros, em Itápolis, SP.
Árbitro: José Claudio Rocha Filho.
Auxiliares: Marco Antônio Monteiro Bagatella e Mauro André de Freitas
Cartões amarelos: Paulo Miranda, Dedê, Cris (O); Adriano, Zé Love, Rodrigo Possebon (S).
Cartão vermelho: Fábio Santos (O).
Gols: Zé Eduardo (48-1) e (25-2).

OESTE
Fábio; Dedê (Reinaldo), Paulo Miranda, Cris(Mazinho) e Fernandinho; Márcio Passos, Adriano, Dionísio e Roger; Anselmo Ramon (Léo Salino) e Fábio Santos.
Técnico: Luís Carlos Martins.

SANTOS
Rafael; Jonathan, Edu Dracena, Durval e Alex Sandro; Adriano (Rodrigo Possebon), Danilo e Felipe Anderson (Róbson); Diogo (Pará), Maikon Leite e Zé Eduardo.
Técnico: Marcelo Martelotte.



Zé Love garante vitória do Santos

Minutos antes da partida entre Santos e Oeste, Neymar escreveu em seu Twitter que estava indo para a folia. Sem o jogador, liberado para curtir o Carnaval em Salvador, coube a Zé Eduardo assumir o papel de protagonista do Santos. Com dois gols do atacante, a equipe venceu o Oeste por 2 a 0 e segue próxima aos líderes do Paulistão.

Neymar tem usado o microblog para manifestar seu apoio ao time, mesmo que à distância. Mas não perdeu tempo e tem sido presença constante nos camarotes e trios elétricos da capital baiana. Até se fantasiou de Superman para acompanhar o bloco do grupo Leva Nóiz.

Longe da diversão carnavalesca, o Santos segue sua caminhada rumo à classificação no torneio. O time chegou a 22 pontos e aprece em quarto lugar com a mesma pontuação dos rivais São Paulo e Palmeiras. O Corinthians é o líder com 25 pontos, seguido pelo Mirassol. O Oeste ocupa a sétima colocação com 17 pontos.

O Santos quebrou um jejum de quase um mês sem triunfos. O último havia sido contra o Noroeste, dia 11 de fevereiro, também pelo Paulistão. Depois foram dois empates pela Libertadores e uma derrota e um empate no Estadual.

Apesar das más condições do gramado em função das chuvas, o jogo começou bastante movimentado. O Santos teve dificuldades e viu o adversário chegar com perigo ao gol de Rafael. Nos primeiros dez minutos, foram aos menos três chances claras.

Mas aos poucos a equipe conseguiu se encontrar e demonstrou mais equilíbrio na marcação, controlando a saída de bola do adversário. Isso graças ao melhor posicionamento de Alex Sandro e Adriano. Apesar disso, não conseguia finalizar com precisão.

Com a melhora dos visitantes, os jogadores do Oeste partiram para uma disputa mais dura e chegaram a abusar da violência em alguns momentos, tanto que o time teve três jogadores amarelados em um período de cinco minutos e ainda perdeu Fábio Santos, expulso.

O Santos se aproveitou justamente da violência rival para chegar ao gol. Já no fim do primeiro tempo, Paulo Miranda fez pênalti em Diogo. Zé Eduardo cobrou com categoria e abriu o placar para os santistas.

No segundo tempo, o Santos começou com o pé no freio, mesmo com um homem a mais, e viu mais uma vez Rafael passar sufoco com o ataque rival. Mas o time da casa também não se mostrava muito eficiente e sempre errava a construção da jogada.

Por outro lado, o time da Vila tentava tocar a bola no meio campo, mas também não conseguia vencer a retranca anfitriã, que se mostrava bem postada. O ritmo da partida caiu com as equipes errando muitos passes.

Até que brilhou a estrela de Zé Eduardo novamente para marcar seu segundo gol no jogo. Tranquilo no placar, o Santos passou a administrar o jogo e valorizar a posse de bola. Ao Oeste, cabia partir para o tudo ou nada, mas faltava competência.