Juventude 1 x 2 Santos

Data: 01/09/2004
Competição: Campeonato Brasileiro
Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, RS.
Público: 14.165
Renda: R$ 54.656,00
Árbitro: Cléver Assunção Gonçalves (MG)
Assistentes: Marco Antonio Martins e Rodrigo Otavio Baeta (ambos de MG)
Cartões Amarelos: Elano (S) e Deivid (S)
Gols: Elano (11-1) e Naldo (25-1); Ricardinho (43-2).

JUVENTUDE
Eduardo Martini; Neto, Naldo e Thiago; Jancarlos, Lauro, Donizete Amorim, Vanderson (Reinaldo Aleluia) (Leonardo Manzi) e Zé Rodolpho; Da Silva e Lopes.
Técnico: Ivo Wortmann

SANTOS
Mauro; Flávio (Bóvio), Antonio Carlos (Domingos), André Luís e Léo; Zé Elias, Fabinho, Ricardinho e Elano; Deivid e Basílio (Ávalos)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo



Com gol de Ricardinho no final, Santos vence e mantém a liderança

Com um gol de Ricardinho aos 44min do segundo tempo, o Santos venceu o Juventude por 2 a 1, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, e garantiu a liderança do Campeonato Brasileiro na 28ª rodada.

Com o resultado, o time paulista chegou a 51 pontos. A equipe gaúcha, concorrente direta pelo topo da tabela, permaneceu com 48.

Mesmo que o Atlético-PR vença o Guarani nesta quinta e atinja os 51 pontos, ficará atrás no número de vitórias.

A vitória ainda redimiu a equipe santista de seu maus resultados no Sul. Até então, a equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo havia feito quatro partidas na região e perdido as quatro.

Mesmo sem o atacante Robinho, que está com a seleção brasileira, e o goleiro Tapia, convocado pelo Chile, o Santos saiu na frente.

Aos 11min, Elano chutou da esquerda, a bola desviou no meia Lopes e enganou o goleiro Eduardo Martini.

O empate da equipe da casa veio aos 25min. Naldo cobrou falta e Mauro, substituto de Tapia, deixou a bola entrar.

Aos 44min, Basílio foi lançado e dividiu a bola com Eduardo Martini na entrada da área. O rebote sobrou para Ricardinho, que, com o goleiro adiantado, tocou por cima, marcando um gol antológico. Quando o resultado parecia definido, o meia Ricardinho mostrou a técnica que o levou a seleção brasileira. Lançamento longo para Basílio, que o goleiro Eduardo Martini afastou saindo de carrinho naa meia-lua. A bola sobrou para Ricardinho, que bateu de primeira, por cobertura, de cerca de 40 metros. O chute caprichosamente bateu no travessão, pelo lado de dentro, e entrou, selando a vitória santista. O zagueiro Neto tentou salvar sem sucesso. Esse gol manteve o Santos na ponta, sendo perseguido de perto pelo Atlético-PR.