Data: 17/04/2011
Competição: Campeonato Paulista – 19ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 4.263 pagantes
Renda: R$ 99.268,73
Árbitro: Luiz Vanderlei Martinucho.
Auxiliares: Bruno Salgado Rizo e Risser Jarussi Corrêa.
Cartões amarelos: Róbsone Moisés (S); Fabiano e Guigov (J).
Gols: Keirrison (01-1) e Alan Patrick (02-1); Maikon Leite (34-2).

SANTOS
Vladimir, Pará, Bruno Aguiar, Vinícius e Alex Sandro; Adriano, Danilo, Alan Patrick (Dimba) e Robson (Moisés); Maikon Leite e Keirrison (Emerson).
Técnico: Muricy Ramalho

PAULISTA
Cristiano, Weldinho, Eli Sabiá, Henrique e Guigov; Baiano, João Paulo (Formigone), Fabio Gomes, Barboza; Fabiano (Carlão) e Mike (Juninho).
Técnico: Wagner Lopes



Maikon Leite desequilibra, Santos elimina o Paulista e termina 1ª fase em quarto

Com uma atuação de gala do atacante Maikon Leite, o Santos derrotou o Paulista por 3 a 0 neste domingo na Vila Belmiro, eliminou o time do interior, mas não conseguiu ultrapassar o Corinthians na tabela de classificação.

Com uma atuação de gala do atacante Maikon Leite, o Santos derrotou o Paulista por 3 a 0 neste domingo na Vila Belmiro, eliminou o time do interior, mas não conseguiu ultrapassar o Corinthians na tabela de classificação.

O Santos pulou para 38 pontos, o mesmo do Corinthians (que venceu o Santo André por 2 a 0), mas não conseguiu superar o rival no saldo de gols (21 a 20). Nas quartas de final, o adversário agora será a Ponte Preta, que terminou em quinto. O Paulista, que brigava para terminar entre os oito primeiros, agora está matematicamente eliminado.

O técnico Muricy Ramalho aproveitou a partida contra o Paulista para conhecer todo o elenco. Apenas os volantes Adriano e Danilo, do time considerado titular, entraram em campo.

O Santos começou a partida com um ritmo fulminante, com destaque para a boa atuação do atacante Maikon Leite. Logo a 1min, ele chutou e Keirrison completou para as redes. Com 2min, cruzamento dele e gol de Alan Patrick: 2 a 0 e meio caminho para a vitória percorrido.

Assustado, o Paulista demorou para ‘entrar no jogo’, e só o fez após uma cobrança de falta do veterano Baiano, que obrigou Wladimir a fazer uma bela defesa. O goleiro do Santos também trabalhou bem em outra oportunidade.

Mas o primeiro tempo era mesmo de Maikon Leite, que perdeu grande chance de gol ao chutar para fora na frente de Cristiano, e em outra oportunidade fez o goleiro do Paulista espalmar para fora.

Depois do início muito veloz, o Santos acalmou a partida, que terminou mesmo 2 a 0 na primeira etapa. Maikon Leite celebrou o placar elástico na saída para o intervalo. “O importante é que a bola entrou. Enquanto a bola tiver chegando vamos correr”.

O Santos continuou ‘sobrando’ na partida contra o Paulista, que precisava vencer para manter chances de classificação para a segunda fase da competição. As chances de gol foram surgindo com naturalidade.

O time da casa, porém, abusou de perder gols: o primeiro com Alan Patrick, o segundo com Bruno Aguiar e o terceiro com Maikon Leite, todos ainda no primeiro terço da etapa.

Com o Santos soberano na partida, Muricy começou a fazer testes com o banco de reservas ao sacar Robson e colocar Moises no seu lugar. Depois disso, a equipe começou a cadenciar o jogo, como se gostasse do resultado. Sem forças, o Paulista não oferecia perigo.

Para ser coroado o melhor em campo só faltava o gol. E ele veio. Aos 34min, Maikon Leite, mais uma vez em jogada individual, coroou sua bela atuação com um bonito gol e fechou a fatura: 3 a 0.