Goleiros:
Edinho
Gilberto
Róbson


Laterais:
Índio
Silva
Marcos Paulo
Rocha


Zagueiros:
Júnior
Narciso
Maurício Copertino
Marcelo Fernandes
Nenê

 

Volantes:
Dinho
Gallo
Cerezo
Carlinhos
Sérgio Santos

 

Meias:
Neto
Ranielli
Paulinho Kobayashi
Marcelinho Paraíba
Giovanni
Marcelo Passos



Atacantes:
Guga
Macedo
Demétrios
Serginho Fraldinha


Técnicos:
Serginho Chulapa
Joãozinho



Santos Futebol Clube

– Presidente: Miguel Kodja Neto (1994)
– Patrocínio: Lousano
– Fornecedor: Amddma

Elenco:

G – Édson Cholbi Nascimento (Edinho)
G – Gilberto Félix Melo
G – Róbson Oliveira Agondi

LD – Rubens Barbosa de Souza (Índio)
LE – David Moreira da Silva
LE – Marcos Paulo dos Santos
LE – Arlindo Bento da Rocha Júnior

Z – Pedro Sartori Júnior
Z – Narciso dos Santos
Z – Maurício de Almeida Copertino
Z – Marcelo Faria Fernandes
Z – Carlos Roberto Morais dos Santos (Nenê)

V – Edi Wilson José Santos (Dinho)
V – Alexandre Tadeu Gallo
V, Z – Ivanir Antônio dos Santos (Cerezo)
V – Carlos Eduardo de Gouveia (Carlinhos)
V – Sérgio Santos de Oliveira

ME – José Ferreira Neto
MD – Ranielli José Cechinato
MA – Paulo Ricardo Kobayashi (Paulinho Kobayashi)
MA – Marcelo dos Santos (Marcelinho Paraíba)
MA – Giovanni Silva de Oliveira
MA – Marcelo Passos de Oliveira

CA – Alexandre da Silva (Guga)
A – Natanael dos Santos Macedo
CA – Demétrios Montanini
PD – Sérgio Ricardo Ramalho (Serginho Fraldinha)

T – Sérgio Bernardino (Serginho Chulapa) / T – João Rosa (Joãozinho)

Outros jogadores:

Moysés



Meia Neto é o grande reforço

A equipe do Santos para o Campeonato Brasileiro manterá a mesma base formada pelo técnico Serginho.

As novidades são o lateral-esquerdo Rocha (Guarani), o ponta esquerda Marcelinho Paraíba e o meio campista Neto, ex-Corinthians e ex Atlético-MG.

Segundo o Presidente Miguel Kodja Neto, “os investimentos” priorizaram a condição financeira do Clube, sempre respeitando as indicações do Serginho”.

O técnico Serginho acredita que o grande destaque do Santos para o Campeonato Brasileiro “será o entrosamento adquirido pelo time, aliado à garra que o time irá demonstrar.”

O treinador garante que vai continuar gritando na beira do campo. “Quero que saibam que podem ser campeões”, disse.

A vinda do meia Neto foi o grande trunfo. Inicialmente temeroso com a má recepção da torcida, o jogador surpreendeu-se. O Santos assumiu a dívida do Atlético-MG com o Corinthians (US$ 450 mil) pelo passe do jogador, pagando cinco parcelas de US$ 90 mil, além do lateral-direito Dinho.

“Não sou bem recebido assim há muito tempo”, disse ele, animado com a mesma função tática que foi campeão em 90 pelo Corinthians: “Vou ajudar o ataque tanto com lançamentos como com chutes a gol.”