Navegando Posts marcados como 1965

Peñarol 2 x 1 Santos

Data: 31/03/1965
Competição: Copa Libertadores – Semifinal – Partida de desempate
Local: Estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, Argentina.
Público: 50.133
Renda: Cr$ 200.000.000,00 (aproximadamente)
Árbitro: Roberto Goycochea (ARG)
Gols: Joya (14-2), Pelé (30-2). Prorrogação: Sasia (07-2)

PEÑAROL
Mazurkiewicz; Forlán, Pérez, Varela e Caetano; Gonçalvez e Rocha; Ledesma, Silva, Sasía e Joya.
Técnico:

SANTOS
Laércio; Ismael; Mauro, Haroldo e Geraldinho; Zito e Mengálvio; Dorval, Coutinho, Pelé e Pepe.
Técnico: Lula



Ocorrências: Por haver o tempo regulamentar terminado com empate em 1 a 1, houve prorrogação de 30 minutos. Aos 12 minutos da prorrogação, Mengálvio foi expulso por dar um pontapé em Gonçalvez.

Enquanto o Santos perdia para os uruguaios, seus reservas foram massacrados pelo Palmeiras no Pacaembu por 7 a 1 em partida válida pela 13ª rodada do Torneio Rio SP.

Dupla tristeza para torcida santista: a eliminação da Libertadores e a goleada alvi-verde.

Palmeiras 7 x 1 Santos

Data: 31/03/1965
Competição: Torneio Rio SP
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo, SP.
Renda: Cr$ 8.136.700,00
Árbitro: Anacleto Pietrobon (SP)
Gols: Servílio (08-1), Servílio (10-1), Tupãzinho (28-1) e Ademar Pantera (44-1); Rinaldo (04-2, de pênalti), Noriva (11-2), Ademar Pantera (15-2) e Ademar Pantera (40-2).

PALMEIRAS
Valdir Joaquim de Moraes (Sílvio), Djalma Santos, Djalma Dias, Valdemra Carabina, Geraldo Scotto, Dudu (Júlio Amaral), Ademir da Guia, Gildo, Servílio (Ademar Pantera), Tupãzinho (Mazinho), Rinaldo.
Técnico: Filpo Núñez

SANTOS
Silas, Quito (Pardal), Modesto, Joel Camargo, Cido, Eliseu, Gonçalo, Peixinho, Rossi, Gilberto (Íris), Noriva.
Técnico: Lula



Observação: O time titular do Santos estava nesta mesma noite na Argentina, no Monumental de Nuñez, disputando a negra (partida de desempate) com o Peñarol pela semifinais da Taça Libertadores.

O Palmeiras não teve misericórdia dos reservas do alvinegro e massacrou por 7 a 1.

Santos 5 x 4 Peñarol

Data: 25/03/1965
Competição: Copa Libertadores – Semifinal – Jogo de ida
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo, SP.
Renda: Cr$ 36.591.500,00
Público: 50.000
Árbitro: Luis Ventre (argentino)
Gols: Pelé (02-1), Pepe (05-1), Dorval (07-1), Rocha (19-1), Dorval (24-1), Silva (25-1) e Coutinho (38-1); Silva (30-2) e Silva (37-2).

SANTOS
Gilmar; Ismael, Olavo, Joel e Geraldino; Zito e Mengálvio; Dorval, Coutinho (Toninho, 39-1), Pelé, Pepe.
Técnico: Lula

PEÑAROL
Maidana, Caetano, Maciel (C. G. Pérez, 28-1), Varela e Forlán; Gonçalvez e Rocha; Ledesma, Héctor Silva, Sasía e Joya.
Técnico: Máspoli

Ocorrências: Aos 36-1 Maidana defendeu pênati cometido por Ledesma em Pepe, que Pelé desperdiçou. Foi o quinto penal perdido pelo Rei.

1965-03-25-santos-5-x-4-penarol-maidana-defende-penalti-de-pele-600
1965-03-25-santos-5-x-4-penarol-pele-olha-o-libero-600

Santos 2 x 1 Universitario

Data: 06/03/1965 – às 21h15
Competição: Copa Libertadores
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo, SP.
Árbitro: Juán de La Rose (PAR)
Gols: Pelé (22-1); Pelé (31-2) e Zavala (32-2).

SANTOS
Gilmar; Lima, Olavo, Joel e Geraldino; Zito e Mengálvio; Dorval, Toninho, Pelé e Pepe.
Técnico: Lula

UNIVERSITARIO DE DEPORTES (PER)
Zegarra; Arguedas, Jorge Fernandez, Fuentes e Rios; José Fernandez e Zavala; Calatayud, Uribe, Guzmán e Rodríguez (Quipusco, 45-1).
Técnico:

Santos 1 x 0 Universidad de Chile

Data: 26/02/1965
Competição: Copa Libertadores – Grupo 2 – 3ª rodada
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo, SP.
Público: 27.807 pagantes
Renda: Cr$ 23.448.900,00
Árbitro: Mario Gasc (CHI)
Gol: Pelé (06-1).

SANTOS
Gilmar; Lima, Olavo, Joel e Geraldino; Zito e Mengálvio; Dorval, Toninho, Pelé e Pepe.
Técnico: Lula

UNIVERSIDAD DE CHILE
Astorga; Eyzaguirre, Contreras, Musso e Villanueva; Hodge e Marcos; Araya, Alvarez, Oleniak e Leonel Sanchez.
Técnico:

Fotos:

1965-02-26-santos-1-x-0-universidad-de-chile-pepe-fuzilou-600 1965-02-26-santos-1-x-0-universidad-de-chile-pele-ao-solo-600