Navegando Posts marcados como 1985

Santos 1 x 1 Independiente-ARG – 2 x 4 pênaltis

Data: 13/08/1985
Competição: Supercopa dos Campeões Mundiais
Local: Estádio de Cesena, Itália.
Público: 20.000 pagantes
Gols: Lima (29-1) e Percudani (22-2).
Pênaltis: Reynoso, Boberon, Enrique e Marangoni (I) e Paulo Roberto e Lima (S).

SANTOS
Rodolfo Rodriguez; Paulo Roberto, Davi, Toninho Carlos e Flávio; Serginho, Humberto (Dema) e Júnior; Gersinho, Lima e Lino.

INDEPENDIENTE
Goyen; Enrique, Viktor, Monzon e Erba (Merlini); Giusti, Marangoni e Bochini; Escudero (Reynoso), Percudoni e Barberon.

FC Seattle Storm 2 x 1 Santos

Data: 09/06/1985
Competição: Amistoso
Local: Memorial Stadium, em Seattle, EUA.
Público: 4.180 pessoas
Gols: Mirandinha (24-1); Schmetzer (13-2) e Schmetzer (18-2).

It was an upset, and FC Seattle took its 2-1 margin over world famed Santos (Brazil) in stride, chalking up the first win of 1985 to a week of hard work under head coach Bruce Rioch.

“There was some very good coaching during the week and it set us up to be prepared,” said defender Jeff Durgan. “The coaches told us to get the ball wide and support each other, play tight defense in midfield… We didn’t give them any space.”

It was the midfield that supported Durgan and teammates with Brian Schmetzer on the end of both Seattle goals. Schmetzer joined Rioch’s club earlier in the week on loan from the San Diego Sockers after helping that club win the 1985 MISL title. It also marked a reunion with twin brothers Andy and Walter Schmetzer, who had led Nathan Hale HS to the State High School Championship a few weeks earlier.

Both Schmetzer goals came on second half corners from Don Farler after Santos led 1-0 through the first half.

The first mark knotted the match from 23 yards out. Less than five minutes later, Schmetzer again fielded Farler’s cross, sidestepped two defenders and punched in the game winner from 8 yards.

“I’ve never scored two goals in a professional game, I know that,” Schmetzer said.

Rioch, undoubtedly pleased with the season’s first win, knew his club had taken an important step.

“In anyone’s book, in anyone’s career, beating the Brazilians is an outstanding achievement,” Rioch said. “We’ve begun to prove ourselves”.

Stats:
Shots: Seattle 15, Santos 14
Corners: Santos 7, Seattle 4
Fouls: Santos 12, Seattle 9
Offside: Seattle 3, Santos 2
Saves: Seattle (Schuur) 6, Santos (Rodriguez) 5
Cautions: Mirandinha 24′, Roberto 38′, Gersinho 39′, Brian Schmetzer 58′

Galeria de fotos:
[nggallery id=20]

Santos 4 x 2 Seleção do Uruguai

Data: 06/06/1985 – às 7h de Brasília
Competição: Copa Kirin – Final
Local: Estádio Olímpico Nacional, em Tóquio, Japão.
Público: 35.000 pagantes
Renda: N/D
Árbitro: Shizuo Takada (JPN)
Cartão vermelho: Néstor Montelongo (45-2)
Gols: Aguilera (14-1), Zé Sérgio (22-1), Mirandinha (40-1); Mirandinha (05-2), Carrasco (35-2) e Zé Sérgio (44-2)

SANTOS
Rodolfo Rodríguez; Paulo Roberto, Davi (Fernando), Toninho Carlos, Jaime Bôni; Serginho II, Mário Sérgio, Humberto (Formiga); Gersinho, Mirandinha, Zé Sérgio.
Técnico: Carlos José Castilho

URUGUAI
Gualberto Velichco; Néstor Montelongo, José Luis Russo, Eduardo Acevedo, César Pereira; Abraham Yeladian, Jorge Walter Barrios, Juan Ramón Carrasco; Carlos Aguilera, Jorge Da Silva, Jacinto Cabrera.
Técnico: Omar Borrás.



Santos goleia seleção do Uruguai e conquista a Kirin Cup

O Santos conquistou ontem em Tóquio o título da Kirin Cup ao derrotar a seleção uruguaia por 4 a 2 em partida bastante tumultuada. Mirandinha e Zé Sérgio, com dois gols cada, foram os artilheiros do atual campeão paulista na partida final da competição, assistida por 35.000 espectadores. O time santista chegou ao título invicto, vencendo cinco partidas e empatando apenas uma. Melhor ataque, o Santos anotou 26 gols e sofreu 6. O centroavante Mirandinha foi o artilheiro do Santos na competição com 8 gols, um atrás do uruguaio Aguilera.

Na primeira etapa os uruguaios saíram na frente com um gol de Aguilera aos 14’, depois de receber passe de Yeladian. A resposta santista surgiu 7’ depois, quando Zé Sérgio, em jogada individual, empatou a partida. Aos 40’ Mirandinha tabelou com Mário Sérgio e marcou o segundo gol do Santos.

Na etapa final Mirandinha fez 3 a 1 para o Santos aos 5’. Depois de ampliar a vantagem o time brasileiro passou a atuar em contragolpes e teve algumas chances para fazer o quarto gol, mas quem marcou foi o Uruguai, através de Carrasco, cobrando falta aos 35’.

Zé Sérgio, depois de driblar vários marcadores, fez o último gol do jogo aos 44’. Imediatamente, o técnico Omar Borras da seleção uruguaia, invadiu o campo para protestar contra o árbitro, que não teria marcado um impedimento do ataque santista no lance do gol. Na sequência, jogadores das duas equipes envolveram-se numa briga que custou a expulsão de Montelongo. Aos 45’, depois da anulação de um gol do Santos, aconteceu nova briga entre os atletas.

Em Santos, o presidente Milton Teixeira informou que, logo após a decisão da Kirin Cup, os dirigentes da Federação Japonesa de Futebol convidaram o clube para participar do Torneio Toyota, em dezembro. O empresário Elias Zaccour quer firmar um contrato para que o time dispute partidas na Ásia em fevereiro do próximo ano.



Fonte:Jornal Folha de São Paulo.

Santos 4 x 0 Yomiuri

Data: 04/06/1985
Competição: Copa Kirin
Local: Yokohama, Japão.
Público: N/D
Renda: N/D
Gols: Gersinho, Davi e Mirandinha (2).

SANTOS
Rodolfo Rodriguez; Paulo Roberto, Davi, Toninho Carlos e Jaime Bôni (Paulo Robson);
Serginho II, Mario Sergio e Humberto; Gersinho , Mirandinha e Zé Sergio (Lima).
Técnico: Castilho



Santos goleia campeão japonês e decide título com o Uruguai

Em clima de decisão o Santos enfrentou o Yomiuri, campeão japonês às 18h30 (6h30 de Brasília) no estádio Matsuzawa, em Yokohama, 30km ao sudoeste de Tóquio, no Japão, visando a final do torneio.

Favorecido pelo saldo de gols, que é o primeiro critério de desempate, segundo o regulamento), o time santista poderia até perder a partida por uma diferença de cinco gols que, mesmo assim, decidiria o título, possivelmente contra o Uruguai que enfrentaria o West Ham.

O jogo

O Santos goleou a esquipe japonesa e necessita de um empate para conquistar o título do Kirin Cup, já que a seleção do Uruguai apenas empatou com o West Ham em 1 a 1.

Os gols do Santos foram marcados por Gersinho e Davi no primeiro tempo e Mirandinha fez dois na segunda etapa. Na outra partida a seleção japonesa derrotou a da Malásia por 3 a 0.

A decisão está marcada para o estádio Olímpico de Tóquio as 19h (7h de Brasília). O Santos lidera o torneio com 9 pontos (4 vitórias e 1 empate), enquanto o Uruguai tem 8 pontos (3 vitórias e 2 empates).

Fontes:
– Jornal Folha de São Paulo.
– Historiador Guilherme Nascimento

Seleção do Japão 1 x 4 Santos

Data: 02/06/1985
Competição: Copa Kirin
Local: Kobe Universiade Memorial Stadium, em Shin Kobe, Japão.
Gols: Zé Sérgio (16-1), Zé Sérgio (37-1); Gersinho (21-2), Mirandinha (29-2) e Hiromi-Hara (40-2).

JAPÃO
Matsui; Uchiyama, Ishigami, Okada e Shinji Tanaka; Nishimura, Kimura, Nagasawa e Mizunuma; Hiromi-Hara e Hirakawa.
Técnico:

SANTOS
Rodolfo Rodriguez; Paulo Roberto, Davi, Toninho Carlos e Jaime Bôni ; Serginho II, Mario Sergio (Formiga) e Humberto; Gersinho (Lima) , Mirandinha e Zé Sergio.
Técnico: Castilho



Santos goleia seleção japonesa e fica perto da final da Copa Kirin

O Santos ficou mais próximo da conquista do título da Kirin Cup, disputada no Japão, ao derrotar a seleção japonesa por 4 a 1, no complexo esportivo Midoridai, na cidade de Shin Kobe. Com esse resultado a equipe da Vila Belmiro permanece invicta e mantém a liderança da competição, com 6 pontos ganhos, ao lado da seleção uruguaia.

Mais uma vez o ponta-esquerda Zé Sérgio foi o destaque do time, ganhando quase todas as jogadas dos zagueiros adversários. O ponta santista abriu o caminho para a goleada aos 16′ do primeiro tempo, e aos 37′ ampliou fazendo um gol olímpico e sendo aplaudido por todo estádio.

No segundo tempo, o Santos voltou determinado e na base de toques rápidos e contra-ataques em velocidade, envolveu o adversário. Numa jogada pela direita, o ponta Gersinho fez o terceiro gol aos 21′. O Santos marcou novamente oito minutos depois através do centroavante Mirandinha. Hiromi-Hara fez o gol da seleção japonesa, aos 40′.

A equipe santista volta a jogar contra o campeão japonês Yomiuri, em Tóquio. O Santos só perde a vaga na final se perder por uma diferença de sete gols.

A classificação geral é a seguinte:

1) Santos e Seleção do Uruguai: 7 pontos;
2) Yomiuri: 4 pontos;
3) West Ham: 4 pontos;
4) Seleção do Japão: 1 ponto;
5) Seleção da Malásia: 0 ponto.



Fontes:
– Jornal Folha de São Paulo.
Ficha técnica: Prof. Guilherme Nascimento