Navegando Posts marcados como 1985

Santos 0 x 1 São Bento

Data: 30/10/1985, quarta-feira, 21h00.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 2º turno – 15ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 5.591 pessoas (4.926 pagantes e 665 menores)
Renda: Cr$ 50.040.000,00
Árbitro: Carlos Saraiva
Gol: Nivaldo (36-2).

SANTOS
Rodolfo Rodríguez; Paulo Roberto, Márcio Rossini, Toninho Carlos e Jaime Boni; Serginho Carioca, Lino (Mazinho Oliveira) e Júnior; Mário Sérgio, Nunes (Paulo Leme) e Zé Sérgio.
Técnico: Carlos Castilho

SÃO BENTO
Márcio; Paulinho Pereira, Paulo, Édson e Odair; Cacau, Antônio Carlos e Solano; Américo (Jorge Luís), Hamilton e Nivaldo.
Técnico: Antônio Carlos Saraiva



Fonte: Jornal Folha de SP

São Paulo 3 x 0 Santos

Data: 27/10/1985, outubro, 16h00.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 2º turno – 14ª rodada
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo, SP.
Público: 50.659 pagantes
Renda: Cr$ 662.910.000,00
Árbitro: Almir Laguna
Cartões vermelhos: Pedro Paulo (S) e Gilmar (SP).
Gols: Careca (12-1); Careca (20-2) e Serginho Carioca (23-2, contra).

SÃO PAULO
Gilmar; Zé Teodoro, Oscar, Darío Pereyra e Nelsinho; Márcio Araújo, Silas (Falcão) e Pita; Müller (Abelha), Careca e Sidney.
Técnico: Cilinho

SANTOS
Rodolfo Rodríguez; Paulo Roberto, Davi, Pedro Paulo e Jaime Boni; Serginho Carioca, Humberto e Júnior; Mário Sérgio (Lino), Nunes e Zé Sérgio (Gersinho).
Técnico: Carlos Castilho



São Paulo vence o Santos e Cilinho sai fortalecido

O São Paulo provocou Santos no placar eletrônico após o terceiro gol: “a pescaria está ótima.”

Com a derrota o Santos caiu para 5ª colocação no 2º turno e para 4ª colocação na classificação geral.

Placar eletrônico do Morumbi provoca os santistas.

Fonte: Jornal Folha de SP

América-SP 0 x 2 Santos

Data: 20/10/1985, domingo, 11h00.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 2º turno – 13ª rodada
Local: Estádio Mário Alves Mendonça, em São José do Rio Preto, SP.
Público: 10.505 pagantes
Renda: Cr$ 107.000.000,00
Árbitro: João Leopoldo Ayeta
Gols: Mário Sérgio (21-1) e Nunes (45-2).

AMÉRICA-SP
Barbiroto; Brasinha, Orlando Fumaça, Roberto e Daniel; Catanoce, Amado e Toninho; Isael, Luís Fernando e Mané.
Técnico: Urubatão

SANTOS
Rodolfo Rodríguez; Paulo Roberto, Davi, Pedro Paulo e Jaime Boni (Paulo Róbson); Serginho Carioca, Júnior e Humberto; Mário Sérgio, Nunes e Zé Sérgio (Gersinho).
Técnico: Carlos Castilho



Santos vence América e já fala em “arrancada para decisão”

Santos chega a 16 pontos em 13 jogos, na segunda colocação. O líder é o São paulo, com 20.

Fonte: Jornal Folha de SP

Santos 0 x 0 Inter de Limeira

Data: 16/10/1985, quarta-feira, 21h00.
Competição: Campeonato Paulista – 2º turno – 12ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 103.400.000,00
Renda: Cr$ 10.653 pagantes
Árbitro: Eduardo Alves Ferreira

SANTOS
Rodolfo Rodríguez; Paulo Roberto, Márcio Rossini, Toninho Carlos e Jaime Boni; Serginho Carioca (Pedro Paulo), Júnior e Humberto; Mário Sérgio (Gersinho), Nunes e Zé Sérgio.
Técnico: Carlos Castilho

INTER DE LIMEIRA
Marcos; Donizeti, Vilson, Bolívar e João Luís; Gilberto Costa (Carlos Eduardo), Lê (Bianchi) e João Batista; Tato, Marinho Rã e Éder.
Técnico: Galdino Machado


Fonte: Jornal Folha de SP

Noroeste 3 x 1 Santos

Data: 12/10/1985, sábado, 16h00.
Competição: Campeonato Paulista – 2º turno – 11ª rodada
Local: Estádio Alfredo de Castilho, em Bauru, SP.
Público:
Renda: Cr$
Árbitro: David Sidney Rodrigues Aveiro
Gols: Osmair (06-1), Osmair (16-1), Humberto (17-1) e Osmair (21-1).

NOROESTE
Alexandre; Edinho, Sidnei, Jorge Fernandes e Carlos Alberto; Marcão, Murilo (César) e Washington; Amauri, Osmair e Paulo Roberto (Bira).
Técnico:

SANTOS
Nilton; Paulo Roberto, Márcio Rossini (Pedro Paulo), Toninho Carlos e Paulo Róbson; Enéas Humberto e Júnior; Gersinho, Nunes e Zé Sérgio.
Técnico: Carlos Castilho



Osmair é herói do Noroeste na vitória sobre o Santos

Nunes perdeu pênalti aos 38-1, defendido por Alexandre.

O Santos pagou caro à disputa do amistoso em Lima, no Peru, e os dois pontos que perdeu para o Noroeste podem fazer muita falta na hora da decisão das vagas do quadrangular decisivo do Campeonato Paulista.

O cansaço da viagem a Lima, lembrado por quase todos, foi enfatizado por Humberto: “Chegamos às 4h em Bauru e às 16h estávamos em campo.”

Já o presidente Milton Teixeira demonstrou seu descontentamento pelo fato de o time ter sofrido 6 gols em dois jogos (Guarani 3×1 e Noroeste 3×1). “Tomamos alguns gols que não dá para entender. Cansaço não é desculpa.”

Fontes:
Jornal Folha de SP
Jornal Folha de SP
Jornal Folha de SP