Navegando Posts marcados como 1988

Santos 0 x 0 Botafogo – 9 x 10 pênaltis

Data: 18/12/1988, domingo, 17h00.
Competição: Campeonato Brasileiro
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 8.018 pagantes
Renda: Cz$ 5.557.200,00
Árbitro: Ney Andrade Nunesmaia (BA)

SANTOS
Ferreira; Heraldo, Cássio, Luizinho e Ijuí; César Ferreira (Leonardo Manzi), César Sampaio, Mendonça e Junior; Sócrates (César Pereyra) e Giba.
Técnico: Marinho Peres

BOTAFOGO
Ricardo Cruz; Vitor, Wilson Gottardo, Mauro Galvão e Vagner; Carlos Alberto, Luizinho e Paulinho Criciúma (Jefferson); Helinho, Varela e Gustavo.
Técnico: Jair Pereira

Decisão por pênaltis: Mendonça, Heraldo, César Sampaio, Giba, Junior, Cássio, César Ferreira, César Pereyra e Luizinho. Ijuí desperdiçou (S); Wilson Gottardo, Jefferson, Vitor, Varela, Vagner, Carlos Alberto, Luizinho, Mauro Galvão, Gustavo e Hélio (B).



Torcida acusa Santos e Botafogo de fazerem “marmelada”

Empate no tempo normal livrava as duas equipes da possibilidade de rebaixamento.



Fonte: Jornal Folha de SP – http://acervo.folha.com.br/fsp/1988/12/19/20//4167225

Corinthians 1 x 2 Santos

Data: 14/12/1988, quarta-feira.
Competição: Copa União (Campeonato Brasileiro)
Local: Estádio do Pacaembu, em Sao Paulo, SP.
Público: 30.710 pagantes
Renda: Cr$ 27.701.200,00
Árbitro: José de Assis Aragão (SP)
Gols: Giba (11-1) e Dida (30-1); César Ferreira (42-2).

CORINTHIANS
Ronaldo; Dida, Marcelo, Dama e Aílton; Biro-Biro, Gilberto Costa e Sérgio Gil (Paulinho Carioca); Viola (Paulo Sérgio), Marcos Roberto e João Paulo.
Técnico: José Carlos Fescina.

SANTOS
Ferreira; Heraldo, Nildo, Luisinho e Ijuí; César Ferreira, César Sampaio e Mendonça (Tuíco); Júnior (César Pereyra), Sócrates e Giba.
Técnico: Marinho Peres.


Santos derrota o Corinthians no Pacaembu

O Santos derrotou o Corinthians por 2 a 1 à noite no Pacaembu. Com este resultado a equipe santista melhorou sua posição na classificação geral, agora com 30 pontos e tem boa chance de fugir do rebaixamento. Já o Corinthians perdeu a chance de se isolar na liderança do grupo B e ficar mais perto da classificação para a segunda fase.

Sócrates fez sua primeira partida contra seu ex-time e limitou-se a ficar parado no meio-campo. Fez alguns lançamentos e foi vaiado ao errar um passe de calcanhar. Ele jogou com uma proteção no joelho esquerdo devido a uma torção que quase o tirou da partida.

Quem brilhou foi Mendonça, que aos 11-1 marcou um gol olímpico. Teve o mérito roubado pelo meia Giba, que em entrevista à Rádio Record disse que resvalou a cabeça na bola. O árbitro José de Assis Aragão ouviu a declaração e mudou sua opinião, marcando o gol para Giba porque “é melhor fazer justiça de que cometer um erro”.

Antes de entrar em campo o goleiro Ferreira cobrou do presidente Miguel Assad, uma dívida de Cz$ 1 milhão referente a suas “luvas”, aproveitando a contusão do titular Nilton.

O Santos jogou com motivação extra de Cz$ 100 mil para cada jogador oferecido pelo Coritiba, interessado na derrota do Corinthians, além do prêmio oficial de Cz$ 150 mil.

O meia Juninho, quinto jogador do meio-campo santista, saiu contundido aos 34-1 e foi substituído por César Pereyra, uruguaio que disputou o Campeonato Paulista pelo Palmeiras.

Aos 22-2, o técnico Marinho Peres foi expulso por reclamação contra a arbitragem.

Créditos:
Vídeo: indicado por Danilo Barbosa

Santa Cruz 0 x 0 Santos – 3 x 4 pênaltis

Data: 10/12/1988, sábado, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro
Local: Estádio do Arruda, em Recife, PE.
Público: 5.624
Renda: Cz$ 2.204.700,00
Árbitro: José Roberto Wright (RJ).
Pênaltis:

SANTA CRUZ
Luís Carlos; Leandro Silva, Ragne, Gonçalves e Valdemir (Mázio); Almir, Ataíde, Sérgio China (Marcelo); Pedro Haroldo, Ramón e Rinaldo.
Técnico: José Amaral

SANTOS
Ferreira; Heraldo, Nildo, Luisinho e Ijuí (Luis Carlos); César Ferreira, César Sampaio e Mendonça; Junior, Leonardo Manzi (Cássio) e Giba.
Técnico: Marinho Peres



Fontes:

– Jornal Folha de SP – http://acervo.folha.com.br/fsp/1988/12/11/20//5397332
– Revista Placar

Bahia 5 x 1 Santos

Data: 07/12/1988
Competição: Copa União (Campeonato Brasileiro)
Local: Estádio da Fonte Nova, em Salvador, BA.
Árbitro: José Araújo de Oliveira
Cartão vermelho: João Marcelo (B)
Gols: Zé Carlos (15-1) e Sócrates (29-1); Charles (04-2), Cássio (09-2, contra), Marquinhos (20-2) e Zé Carlos (43-2).

BAHIA
Sidmar; Edinho, João Marcelo, Pereira e Paulo Róbson; Paulo Rodrigues, Gil e Osmar (Sandro); Zé Carlos, Charles e Marquinhos.
Técnico: Evaristo de Macedo

SANTOS
Nílton (Ferreira); Heraldo, Nildo, Cássio e Luís Carlos; César Ferreira, César Pereira, Sócrates e Mendonça; Júnior (Cipó) e Giba.
Técnico: Marinho Perez.



Goleiro Nílton sofreu deslocamento da clavícula aos 05-1 dando lugar ao reserva Ferreira.

Santos 2 x 1 Grêmio

Data: 04/12/1988, domingo, 17h00.
Competição: Copa União (Campeonato Brasileiro)
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 7.382 pagantes
Renda: Cz$ 4.852.800,00
Árbitro: Luis Carlos Félix (RJ).
Gols: Heraldo (37-1); Sócrates (06-2) e Bonamigo (08-2, de pênalti).

SANTOS
Nílton; Heraldo, Nildo, Cássio e Luis Carlos; César Ferreira, Mendonça, Júnior (Marco Antônio Cipó) e Sócrates; Leonardo Manzi (Zimmerman) e Giba.
Técnico: Marinho Peres

GRÊMIO
Mazarópi; Fábio, Amaral, Luís Eduardo e João Antônio; André (Serginho), Cristóvão, Bonamigo e Cuca; Jorginho e Roberto Gaúcho (Almir).
Técnico: Zeca Rodrigues



Sócrates marca e ajuda Santos a se reabilitar na Vila

Fonte: Jornal Folha de SP – http://acervo.folha.com.br/fsp/1988/12/05/29//5396858