Navegando Posts marcados como América-RN

Santos 4 x 0 América-RN

Data: 07/03/2019, quinta-feira, 21h30.
Competição: Copa do Brasil – 2ª fase
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo, SP.
Público: 8.295 presentes (7.229 pagantes e 1.066 não pagantes).
Renda: R$ 211.302,00
Arbitragem: Daniel Nobre Bins (RS)
Auxiliares: Jorge Eduardo Bernardi e Tiago Augusto Kappes Diel (ambos de RS).
Cartões amarelos: Gustavo Henrique, Alison e Derlis González (S); Alison, Adenilson e Hiltinho (A).
Cartão vermelho: Alison (A).
Gols: Derlis González (34-1); Jean Mota (15-2), Rodrygo (24-2) e Aguilar (38-2).

SANTOS
Everson; Victor Ferraz, Aguilar, Gustavo Henrique (Wagner Leonardo) e Diego Pituca; Alison (Jean Lucas), Jean Mota, Carlos Sánchez e Soteldo; Rodrygo (Eduardo Sasha) e Derlis González.
Técnico: Jorge Sampaoli

AMÉRICA-RN
Ewerton; Vinicius, Adriano Alves e Alison e Kaike; Leandro Melo, Adenilson, Diego (Alisson) e Hiltinho (Roger Gaúcho); Adriano Pardal e Jean Patrick.
Técnico: Moacir Júnior



Santos dá show, goleia o América-RN e avança à 3ª fase da Copa do Brasil

O Santos jogou um belo futebol e goleou o América-RN por 4 a 0 na noite desta quinta-feira, no Pacaembu. A vitória fez o Peixe avançar à terceira fase da Copa do Brasil. O adversário será o Atlético-GO.

O Alvinegro dominou as ações desde o começo e marcou com Derlis González, Jean Mota, Rodrygo e Felipe Aguilar. A equipe dirigida por Jorge Sampaoli não parou de atacar em momento algum e poderia ter feito ainda mais.

Duas alterações táticas foram decisivas para o resultado. Na primeira, a partir dos 30 minutos, Sampaoli inverteu Jean Lucas com Diego Pituca. Com o artilheiro do Campeonato Paulista no meio, o Santos cresceu. Na segunda etapa, Derlis e Soteldo trocaram. O venezuelano passou a atuar melhor e o paraguaio seguiu incomodando – um gol e duas assistências.

O jogo

O Santos ditou o ritmo desde o começo do jogo e não demorou a encontrar espaços na defesa do América-RN. Aos sete minutos, Sánchez cabeceou para fora, aos 10 o uruguaio cobrou falta com perigo e logo na sequência Victor Ferraz finalizou colocado e com perigo.

Depois da pressão inicial, o América melhorou e passou a “gostar do jogo”. Foi aí que uma alteração tática de Jorge Sampaoli fez a diferença. O técnico inverteu Jean Mota com Pituca e com o artilheiro do Campeonato Paulista no meio, o Peixe foi mais perigoso.

Aos 34′, veio o primeiro gol do Santos. Rodrygo fez boa jogada, cruzou e Derlis González aproveitou a sobra para abrir o placar. Ainda deu tempo do Peixe quase ampliar aos 45, novamente com o paraguaio.

Na etapa final, o Santos voltou ainda melhor e com outra mexida de Sampaoli. Derlis foi para o meio e Soteldo abriu pela ponta. Com isso, o venezuelano cresceu no jogo e o paraguaio seguiu perturbando a defesa americana.

O Peixe empilhou chances, perdeu quatro com Carlos Sánchez e ampliou aos 15. Sánchez cabecou com perigo, Derlis não desistiu do lance e, de carrinho, acabou dando assistência para Jean Mota, artilheiro alvinegro na temporada.

A vantagem não fez o Alvinegro administrar o ritmo e as oportunidades surgiam com facilidade. Aos 24, Rodrygo recebeu bom passe de Derlis e deslocou Ewerton. 3 a 0 e classificação à terceira fase da Copa do Brasil já garantida.

Nos minutos finais, o Santos ainda teve chance com Jean Mota, Derlis, Jean Lucas e Eduardo Sasha. E deu tempo de Aguilar marcar pela primeira vez e decretar a goleada. O América só assustou em uma escapada, com o ex-santista Roger Gaúcho. Vitória merecida do Peixe.

Bastidores – Santos TV:

Sampaoli explica ausência de Cueva no Santos e cita problema familiar

Após a goleada do Santos por 4 a 0 sobre o América-RN e a classificação à terceira fase da Copa do Brasil nesta quinta-feira, o técnico Jorge Sampaoli explicou a ausência de Cueva.

O treinador relatou um problema familiar do peruano – saúde da sua esposa, que mora no Peru -, e pediu para o meia ser exemplo. O Peixe, em nota oficial, não citou esse fato.

“A ausência do Cueva se deve ao fato dele atrasar aos treinos, ao faltar nos treinos, fica difícil de estar na lista de relacionados. Não há necessidade de muito conflito. O mais importante é o clube, o respeito pelo clube é o que mais importa. Quem não respeitar, seguramente terá inconvenientes. Ele queria estar relacionado, mas optamos por ele não estar por causa do grupo. Pensamos que para o futuro o Cueva vai ser muito importante. Eu acredito nele, acredito que ele vale muito para o nosso grupo”, disse Sampaoli, em entrevista coletiva.

“Quando nós demos o ok para que o Cueva viesse para o Santos, valorizamos sua capacidade como jogador de futebol na seleção. Eu o enfrentei. Pessoalmente, não o conheço muito bem. É um jogador valioso para nós, por isso está aqui. Não posso julgar por eventos anteriores que eu não conheço. O Cueva disse que teve um problema familiar e que não conseguiria pegar o voo. Ele tem de ser um exemplo para todos os jovens”, completou o treinador.

Cueva voltará a ficar à disposição do Peixe contra o Corinthians, domingo, em Itaquera, pela 10ª rodada do Campeonato Paulista. Com histórico de indisciplina no São Paulo e na seleção peruana, o armador tem sido elogiado pela dedicação nos treinamentos e ajuda aos mais jovens.


Santos FC x América-RN (Natal)
Santos Futebol Clube x América Futebol Clube (RN)


Restrospecto:

07 jogos
05 vitórias
01 empate
01 derrota
22 gols pró
08 gols contra
14 saldo

Resultados:

12/12/1971 – Santos 2 x 1 América-RN – Amistoso – Juvenal Lamartine
26/09/1973 – Santos 6 x 1 América-RN – Brasileiro – Castelo Branco
05/11/1997 – Santos 2 x 0 América-RN – Brasileiro – Vila Belmiro
28/10/1998 – Santos 2 x 2 América-RN – Brasileiro – Machadão
19/05/2007 – Santos 2 x 3 América-RN – Brasileiro – Vila Belmiro
26/08/2007 – Santos 4 x 1 América-RN – Brasileiro – Machadão
07/03/2019 – Santos 4 x 0 América-RN – Copa do Brasil – Pacaembu


América-RN 1 x 4 Santos

Data: 26/08/2007, domingo, 18h10.
Competição: Campeonato Brasileiro – 21ª rodada
Local: Estádio Machadão, em Natal, RN.
Público: 5.043 pagantes
Renda: R$ 73.470,00
Árbitro: Cláudio Luciano Mercante Júnior (PE)
Auxiliares: Ubirajara Ferraz e Erich Bandeira (PE)
Cartões amarelos: Ney Santos, Reinaldo, Robson, Paulo Isidoro (A); Adaílton e Kléber (S).
Gols: Petkovic (20-1), Kléber Pereira (25-1); Kléber Pereira (01-2), Ney Santos (38-2) e Rodrigo Tabata (40-2).

AMÉRICA-RN
Gléguer, Robson Lopes (Ney Santos), Cris, Robson e Berg; Luís Maranhão, Reinaldo, Adãozinho e Souza (Wesley Brasília); Arlon (Wendes) e Paulo Isidoro.
Técnico: Marcelo Veiga

SANTOS
Fábio Costa; Baiano, Domingos, Adaílton e Kléber; Maldonado, Rodrigo Souto (Adoniran), Vítor Júnior (Rodrigo Tabata) e Petkovic; Marcos Aurélio (Renatinho) e Kléber Pereira.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo



Santos goleia América-RN e mantém-se próximo ao G-4

Em uma rodada na qual a maioria das equipes que está acima do Santos na tabela triunfou, o time alvinegro fez a sua parte e, com ótimas atuações de Petkovic e Kléber Pereira, derrotou o América-RN por 4 a 1 em Natal, pelo Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o clube mantém-se próximo da zona de classificação à Copa Libertadores.

O triunfo deixa o time do litoral paulista com 33 pontos, passando para o sexto lugar. A equipe comandada por Vanderlei Luxemburgo tem agora três pontos de desvantagem para o Palmeiras, último time do chamado G-4.

O resultado ainda dá seqüência à ascensão santista no Nacional. Nas últimas seis rodadas da competição, a equipe venceu cinco jogos (América-RN, Sport, Paraná, Flamengo e Atlético-MG) e foi derrotada apenas para o Fluminense, no Maracanã. Assim, conquistou 15 de 18 pontos que estiveram em disputa.

De quebra, o Santos ainda mostra que superou mesmo o trauma diante de clubes nordestinos. Se no primeiro turno foram três reveses para os três times da região, no returno já são duas vitórias, pois também bateu o Sport na Vila Belmiro na última rodada.

O América-RN, por sua vez, segue com aproveitamento pífio na competição. A equipe potiguar permanece na lanterna com apenas dez pontos. O time somou ainda sua oitava derrota seguida no Brasileiro. Após o jogo, o técnico Marcelo Veiga colocou o cargo à disposição.

A partida começou morna no estádio Machadão. O América-RN mostrou bastante vontade nos minutos iniciais e chegou a assustar o goleiro Fábio Costa. No entanto, a qualidade da equipe da Baixada prevaleceu. Aos 20min, com um chute de fora da área, o sérvio Petkovic abriu o placar, marcando seu primeiro gol com a camisa alvinegra. Apenas cinco minutos depois, foi a vez de o avante Kléber Pereira, em uma bela jogada individual, ampliar.

Na etapa final, o panorama da partida não se alterou e, logo com 1min, Kléber Pereira, aproveitando bom lançamento de Pet, tocou sobre o goleiro e fez seu segundo gol na partida, e o terceiro do Santos.

Depois disso, os visitantes diminuíram o ritmo e pararam de atacar o adversário. O América-RN ainda criou algumas jogadas ofensivas e diminuiu com Ney Santos aos 38min. Mas sobrou tempo para Rodrigo Tabata marcar o quatro gol santista.

Santos 2 x 3 América-RN

Data: 19/05/2007, sábado, 18h10.
Competição: Campeonato Brasileiro – 2ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 3.093 pagantes
Renda: R$ 30.084,00
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Marcelo Bertanha Barison e José Antônio Chaves Franco Filho (RS)
Cartões amarelos: Dionisio (S); Edson Borges, Marcos Alexandre, Vasconcelos e Geovane (A).
Cartão vermelho: Geovane (A)
Gols: Marcelo (02-1), Edson Borges (42-1); Edson Borges (02-2), Edson Borges (09-2) e Marcos Aurélio (22-2).

SANTOS
Fábio Costa; Dionisio, Domingos, Marcelo e Carlinhos; Adriano, Vinícius (Cleber Santana), Rodrigo Tabata e Pedrinho; Jonas (Marcos Aurélio) e Moraes (Renatinho).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

AMÉRICA-RN
Renê; Eduardo, Edson Borges, Márcio Santos e Márcio Goiano; Marcos Alexandre, Célio, Adriano Peixe e Souza (Leandro Sena); Anderson Ataíde (Vasconcelos) e Rogélio (Geovane).
Técnico: Lori Sandri



Zagueiro do América-RN brilha, e Santos perde a segunda no Brasileiro

Novamente com um time formado predominantemente por reservas, o Santos decepcionou e foi derrotado pela segunda vez no Campeonato Brasileiro de 2007 – já havia perdido para o Sport na primeira rodada. Desta vez, na Vila Belmiro, na noite deste sábado, o algoz foi o América-RN, que ganhou da equipe alvinegra por 3 a 2, com três gols do zagueiro Edson Borges, destaque do duelo.

“Eu usei um pouquinho do que eu tenho de melhor, que é o meu tamanho e soube subir de cabeça. Consegui aproveitar também o posicionamento da defesa de Santos e fui feliz”, disse o defensor, que marcou pela primeira vez em sua carreira três gols em um jogo e é, no momento, um dos artilheiros do Brasileiro, ao lado de Alex Mineiro (Atlético-PR) e Josiel (Paraná).

Com o resultado, o Santos permanece sem nenhum ponto e entre os últimos da competição nacional. Já a equipe potiguar, que havia perdido para o Vasco na primeira rodada, chega aos três pontos.

Esta foi a primeira derrota do Santos para o América-RN em campeonatos brasileiros e também foi o segundo revés santista na Vila Belmiro no ano – havia perdido para o São Bento pelo Paulista -, e a primeira vitória do América-RN na sua volta à elite após nove anos fora da primeira divisão.

Agora, o Santos se concentra na disputa da Copa Libertadores da América. Na quarta-feira, às 21h45, o time alvinegro recebe na Vila Belmiro o América-MEX pela partida de volta das quartas-de-final da competição continental. Como empatou sem gols fora de casa, a equipe comandada por Luxemburgo precisa apenas de uma vitória simples para chegar à semifinal.

Devido ao jogo pela Libertadores, Luxemburgo escalou uma equipe formada predominantemente por reservas. Apenas Fábio Costa, Marcelo e Domingos, dos que atuaram como titulares no México no meio da semana, iniciaram a partida deste sábado. Com isso, Moraes, que marcou gol decisivo na conquista do Estadual deste ano, ganhou chance entre os 11 que entraram em campo.

Mas no começo do jogo, nem parecia que o Santos estava sem seus principais jogadores. Logo aos 2min, o zagueiro Marcelo aproveitou cruzamento de Rodrigo Tabata e escorou de cabeça para o gol. A bola ainda tocou em Márcio Santos antes de entrar, mas para o árbitro, o zagueiro alvinegro foi o autor. “Eu acho que foi meu o gol, com certeza, o que vale é a intenção”, comentou o defensor.

Após o gol, o time da casa diminuiu o ritmo e o América-RN tomou a iniciativa das jogadas ofensivas. Assim, o time potiguar conseguiu o empate ainda na etapa inicial. Aos 42min, após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Edson Borges tocar para a rede, fazendo o primeiro gol alvirrubro em sua volta à elite do futebol brasileiro.

Na etapa complementar, o América-RN voltou melhor e virou o jogo. Logo aos 2min, Souza cobrou falta na cabeça de Edson Borges, que fez seu segundo gol na partida. Apenas sete minutos depois, novamente o zagueiro anotou, aproveitando novo levantamento na área alvinegra.

Luxemburgo, então, mudou o Santos. Entraram os titulares Marcos Aurélio e Cleber Santana e, aos 22min, o primeiro aproveitou boa jogada de Tabata para tocar para o gol vazio, diminuindo o placar. Contudo, apesar de pressionar no fim, os mandantes não conseguiram a igualdade.

“O torcedor vai ter que entender que é um campeonato de pontos corridos, no qual temos totais possibilidades de reagir. Não se pode vir aqui e falar que jogamos mal, pois enfrentamos um grande time”, disse Vanderlei Luxemburgo.

Santos 2 x 2 América-RN

Data: 28/10/1998
Competição: Campeonato Brasileiro
Local: Estádio Machadão, em Natal, RN.
Árbitro: Luciano Augusto Almeida (DF)
Cartões amarelos: Gomes (A); Jean e Claudiomiro (S)
Gols: Zezinho (21-1) e Carioca (40-1); Fernandes (53s-2) e Alessandro (07-2).

AMÉRICA-RN
Gomes; Gilson, ROnald, Carlos Mota e Mingo (Flaviano); moisés, Carioca, Montanha e Biro-Biro; rogers (Moura) e Zezinho.
Técnico: Júlio César Leal

SANTOS
Zetti; Baiano, Jean, Claudiomiro e Gustavo; Marcos Bazílio, Narciso, Eduardo Marques (Messias) e Róbson Luís (bechara); Fernandes e Alessandro (Maezono).
Técnico: Émerson Leão



Narciso impede vitória santista em Natal
No dia de sua volta à seleção, volante desperdiça dois penaltis; Santos se classifica e América-RN é rebaixado

No dia da primeira convocação para seleção brasileira em dois anos, o volante Narciso errou as cobranças de dois pênaltis em Natal (RN).

Os erros impediram que o Santos vencesse o América-RN, de virada. Essa foi a sexta partida consecutiva sem vitória da equipe santista. Com o resultado o Santos subiu para 38 pontos e assegurou a classificação. O América foi a 15 pontos e está rebaixada para disputar a Série B em 1999.

A exemplo do restante da equipe do Santos, o zagueiro Jean e o volante Narciso, convocados para seleção brasileira, tiveram o segundo tempo melhor que o primeiro.

Como nas últimas partidas, o Santos teve desfalques, desta vez foram sete: Viola, Lúcio, Jorginho, Athirson, Anderson, Argel e Élder.

O primeiro tempo foi de baixo nível técnico. O América, recuado, dava chutoes para tentar encontrar os atacantes Zezinho e Rogers num lance de sorte. E aos 21’deu certo. Na corrida o zagueiro Claudiomiro tropeçou e caiu. O atacane Zezinho ficou livre diante de Zetti e tocou rasteiro: 1 a 0.

Aos 39′, Claudiomiro fez pênalti, que Carioca converteu, apliando para 2 a 0.

No segundo tempo, o Santos com Messias, marcou aos 53 segundos. Gustavo foi à inha de fundo e cruzou para Fernandes diminuir de cabeça.

Aos 26′, o goleiro Gomes, num carrinho, fez penalti em Alessandro, num lance que a bola iria sair. Na sequência se redimiu e defendeu a cobrança de Narciso.

três minutos depois, novo pênalti contra o América, desta vez sobre Messias. Narciso bateu no outro canto e acertou a trave.