Navegando Posts marcados como Atlético Sorocaba


Vídeos: (1) Gols e (2) melhores momentos.

Atlético Sorocaba 1 x 2 Santos

Data: 10/03/2013, domingo, 18h30.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 11ª rodada
Local: Estádio Municipal Walter Ribeiro, em Sorocaba, SP.
Público: 8.472 pagantes
Renda: R$ 387.810,00
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho e João Edílson de Andrade.
Cartões amarelos: Da Silva e Wellington (AS); Cícero (S).
Cartão vermelho: Vagner Benazzi (AS).
Gols: Montillo (15-1) e André (46-1); Tiago Marques (03-2).

ATLÉTICO SOROCABA
Marcelo Moretto; César, Murilo e Wellington; Tiago Baiano (Júnior Timbó), Da Silva (Rai), Gilberto, Bruninho e Carlinhos; Tiago Marques (Jorge Preá) e Marquinhos.
Técnico: Vagner Benazzi

SANTOS
Rafael; Bruno Peres, Edu Dracena, Durval e Emerson Palmieri; Renê Júnior, Arouca, Cícero e Montillo (Felipe Anderson); Giva (Patito Rodriguez) e André.
Técnico: Muricy Ramalho



Sem Neymar, Montillo desencanta e Santos bate Sorocaba fora de casa

Argentino marca pela primeira vez com a camisa do clube a abre o caminho para a vitória por 2 a 1 pelo Campeonato Paulista

Sem poder contar com o suspenso Neymar, o Santos contou com uma boa exibição do meia Montillo para derrotar o Atlético Sorocaba, por 2 a 1, na noite deste domingo, no Estádio Walter Ribeiro. O argentino desencantou e abriu o caminho para a vitória, com André marcando o segundo gol. Tiago Marques descontou para os donos da casa.

O triunfo levou os santistas para a terceira colocação do Campeonato Paulista, agora com 21 pontos. O Atlético Sorocaba, por sua vez, caiu uma posição e ocupa o 17º lugar na tabela, com apenas nove pontos ganhos.

Na próxima rodada, o Santos recebe o Guarani, sábado, a partir das 18h30 (de Brasília), na Vila Belmiro. Já os sorocabanos visitam a Ponte Preta, no domingo, às 18h30, no Moisés Lucarelli.

O jogo

Após um começo de jogo equilibrado, o Santos abriu o placar logo em sua primeira chance de gol. Aos 15 minutos, o volante Arouca puxou rápido contra-ataque, tabelou com o lateral Bruno Peres e, após driblar o goleiro Marcelo Moretto, encontrou Montillo, livre, para chegar antes da zaga adversária e cabecear para o fundo das redes: 1 a 0 para o Peixe. Este foi o primeiro gol do argentino, contratação mais cara da história do clube praiano, com a camisa 10 santista.

No minuto seguinte, quase veio a resposta sorocabana. Carlinhos fez boa jogada pela esquerda, escapando de Bruno Peres e cruzando rasteiro para a área, na direção de Bruninho, que dentro da grande área, desperdiçou a chance de empatar, finalizando por cima do gol de Rafael.

Na busca pelo empate, o Atlético criou mais uma boa oportunidade logo depois. Aos 19, após cobrança de falta de Bruninho, Wellington e Murilo tentaram o arremate dentro da pequena área, mas a bola rebateu em André e ficou nas mãos do goleiro, que impediu o empate.

Os sorocabanos continuaram pressionando e, aos 40, tiveram mais uma chance para empatar. Desta vez, Tiago Marques fez boa jogada pela esquerda e bateu cruzado. Rafael desviou a bola, mandando-a para escanteio.

Depois de ver o seu gol ameaçado, o Santos conseguiu encaixar um bom ataque no final do primeiro tempo, ampliando a sua vantagem. Aos 46, Cícero driblou Murilo, que viu a bola passar por entre as suas pernas, antes de o meia cruzar com perfeição para o toque de cabeça de André, anotando o segundo gol dos visitantes.

Porém, a vantagem construída na primeira etapa diminuiu logo após o intervalo. Aos três do segundo tempo, Tiago Marques aproveitou falha de Renê Júnior e correu em direção ao gol, antes de dar um toque por cima de Rafael, descontando para o Atlético Sorocaba.

Dois minutos depois do gol sofrido, o time santista quase voltou a abrir uma vantagem de dois gols sobre o oponente. Montillo fez boa jogada pelo meio e encontrou André livre. O centroavante tentou acertar o ângulo de Marcelo Moretto, mas a bola passou ao lado do gol sorocabano.

Mais tarde, o Santos fez a sua primeira alteração na partida. Aos 15, jovem Giva deu lugar ao argentino Patito Rodrigues. Pouco depois, aos 19, Rai entrou na vaga de Da Silva no Atlético Sorocaba. Aos 27, Vagner Benazzi mexeu mais uma vez no time da casa, sacando Tiago Marques e colocando Jorge Preá em campo.

Com os sorocabanos atacando bastante, na tentativa de chegar ao gol de empate, o Santos passou a explorar também os espaços deixados pelo adversário, nos contra-ataques. Aos 30, o Peixe quase balançou as redes outra vez, mas André viu Marcelo Moretto fazer boa defesa em chute da entrada da área.

Benazzi, que aos 37 promoveu sua última substituição no Atlético Sorocaba, tirando Tiago Baiano para a entrada de Júnior Timbó, foi expulso dois minutos depois, pela reclamação com relação a um lance contra a arbitragem.

Nos minutos finais, Muricy sacou Montillo, um dos destaques do jogo, para a entrada de Felipe Anderson. Os santistas conseguiram frear o ímpeto dos donos da casa, na busca pelo empate, e ainda tiveram uma boa chance de gol, em jogada individual de Felipe Anderson. Desta forma, o clube da Vila Belmiro garantiu mais uma vitória no Paulistão.

Bastidores – Santos TV:

Mesmo com vitória, Muricy vê defeitos e projeta evolução santista

“Com a qualidade do nosso plantel, a gente não pode jogar tão pouco”, disse o treinador

A vitória do Santos sobre o Atlético Sorocaba, por 2 a 1, na noite deste domingo, no Estádio Walter Ribeiro, não deixou o técnico Muricy Ramalho completamente satisfeito. Para o treinador, o Peixe ainda precisa evoluir para mostrar um melhor futebol em campo. Muricy destacou que o elenco será cobrado para que cresça.

“Acho que a gente tem que se cobrar, claro. Com a qualidade do nosso plantel, a gente não pode jogar tão pouco. Hoje (domingo) foi um pouco melhor, mas a transição não está boa. Estamos com muita correria, precisamos de mais troca de passes”, analisou.

O comandante santista, porém, lembrou que o importante é que a equipe apresente uma melhora de rendimento para chegar mais fortalecido na reta final do Campeonato Paulista. Atualmente, o Peixe é o terceiro colocado no Estadual, com 21 pontos ganhos.

“No futebol, a vitória dá confiança. Contra o Sorocaba, valeu mais por isso. Mas estamos trabalhando forte e acreditamos que esse time vai dar liga. A equipe vai crescer, quando chegar perto do mata-mata (decisivo do Paulistão)”, encerrou.

Muricy elogia Montillo, mas pede paciência por melhor futebol

Meia contratado por R$ 16 milhões marcou seu primeiro gol pelo Santos na vitória por 2 a 1 sobre o Atlético Sorocaba

Contratado por 6 milhões de euros (R$ 16 milhões), o meia Montillo é a contratação mais cara da história do Santos. A sua transferência para a Vila Belmiro foi cercada de bastante expectativa, mas o futebol irregular do argentino nos primeiros jogos gerou algumas críticas da torcida. Porém, com o gol marcado por Montillo diante do Atlético Sorocaba, no último domingo, Muricy Ramalho disse confiar na evolução do jogador.

“Sinceramente, a gente ainda espera mais do Montillo. Mas é preciso ter paciência com ele. Contra o Sorocaba, ele correu muito, além de fazer o gol e uma bonita jogada (para uma finalização perigosa) do André, no segundo tempo”, analisou o treinador.

Insatisfeito com as suas primeiras exibições com a camisa alvinegra, Montillo chegou a solicitar um trabalho especial à comissão técnica do Santos. O meio-campista intensificou a sua preparação física, visando recuperar o tempo perdido no início da pré-temporada do clube.Devido aos detalhes finais da negociação entre a direção santista e a Raposa, Montillo chegou a perder alguns dias de treinamento. Esse fato, na sua avaliação, estava afetando o seu rendimento em campo.

Contente com o comportamento do argentino, Muricy não tem dúvidas de que Montillo vai atingir o seu melhor nível com a camisa 10 do Peixe. “Um atleta não é convocado para a Argentina de graça. Foi como eu falei: temos que ter paciência. Além disso, o time ainda não está tão bem. Tudo vai dar liga na hora certa. O Montillo está entrando em forma e vai evoluir muito. Ele é muito responsável e dedicado. Confiamos muito nele”, concluiu.

Após primeiro gol, Montillo comemora e projeta crescimento no Santos

“Esse gol é muito importante para me dar mais confiança e ao Santos também. Mas o que vale foi ter ajudado o Santos a ganhar”, disse o argentino

Contratação mais cara da história do Santos, o meia Montillo chegou à Vila Belmiro em uma transação que custou 6 milhões de euros (R$ 16 milhões) ao clube praiano, para tirá-lo do Cruzeiro. Após algumas atuações irregulares, o argentino finalmente conseguiu ter maior destaque, na vitória sobre o Atlético Sorocaba, neste domingo, no Estádio Walter Ribeiro, e marcou o seu primeiro gol com a camisa do Peixe.

O meio-campista comemorou o tento anotado contra o Galo, aos 15 minutos do primeiro tempo, porém dividiu os méritos pelo gol com o volante Arouca, responsável pela jogada e pela assistência.

“Esse gol é muito importante para me dar mais confiança e ao Santos também. Mas o que vale foi ter ajudado o Santos a ganhar. Foi uma felicidade enorme. Mas tenho que destacar todo o lance do Arouca, o grande esforço dele para que a bola chegasse para mim”, disse Montillo.

Sobre o rendimento da equipe, o meia acredita que o time alvinegro ainda irá crescer bastante. “Nós passamos um sufoco, não foi fácil jogar aqui (em Sorocaba). É um campo muito grande. Sabemos que precisamos jogar mais e, só com o tempo, a gente vai melhorar. Não digo só eu, mas o time todo. O Santos não estava jogando bem e está crescendo. Temos muitas caras novas e o time ainda está se entrosando”, concluiu.

Satisfeito, Cícero vibra com passe para gol e vê Santos crescendo

Jogador ficou satisfeito com o resultado e vibrou com a atuação contra o Sorocaba, na qual deu o passe para o segundo gol

O meia Cícero comemorou a vitória do Santos sobre o Atlético Sorocaba, por 2 a 1, na noite deste domingo, no Estádio Walter Ribeiro. O jogador ficou satisfeito com o resultado e vibrou com a atuação contra o Galo, na qual deu o passe para o segundo gol do Peixe, marcado pelo centroavante André.

“Fui feliz no drible (sobre Murilo) e vi o André entrando sozinho. O Muricy (Ramalho) pede para eu dar uma saída a mais, subir ao ataque. Mas nós, volantes, nos desdobramos um pouco”, disse Cícero.

Sobre o futebol apresentado pela equipe santista, o meio-campista destacou que o time alvinegro esteve bem em campo e está evoluindo, apesar das críticas recentes. “Fomos felizes nesses dois lances (gols), mas a tendência é melhorar cada vez mais. A equipe está de parabéns pela vitória e por essa recuperação”, comentou.

Cícero mostrou otimismo e crê que, assim que o Alvinegro Praiano estiver com os seus jogadores 100% fisicamente e mais entrosados, a equipe estará fortalecida para a reta final do Campeonato Paulista.

“Sabemos que estamos no início da temporada, mas já estamos com um físico melhor. Estamos treinando bastante fisicamente e temos que saber suportar o ritmo dos jogos. É assim, jogando, que nós vamos evoluir”, encerrou.

Santos FC x C ATlético Sorocaba
Santos Futebol Clube x Clube Atlético Sorocaba


Retrospecto:

03 jogos
03 vitórias
00 empate
00 derrota
05 gols pró
02 gol contra
03 saldo

Resultados:

05/02/2005 – Santos 1 x 0 Atlético Sorocaba – Paulista – Walter Ribeiro
10/03/2013 – Santos 2 x 1 Atlético Sorocaba – Paulista – Walter Ribeiro
20/02/2014 – Santos 2 x 1 Atlético Sorocaba – Paulista – Vila Belmiro


Atlético Sorocaba 0 x 1 Santos

Data: 05/02/2005, sábado, 16h00.
Competição: Campeonato Paulista – Turno único – 5ª rodada
Local: Estádio Municipal Walter Ribeiro, em Sorocaba, SP.
Público: 12.1678 pagantes
Renda: R$ 184.340,00
Árbitro: Anselmo da Costa
Auxiliares: Everson Luis Soares e Aline Lambert
Cartões amarelos: Márcio Rocha e Paulão (AS); Ricardinho (S).
Cartões vermelhos: Robinho (S); Bill (AS).
Gol: Basílio (29-2).

ATLÉTICO SOROCABA
Wilson Júnior; Márcio Rocha (Bruno), Paulão, Zéilton e Bill; Niander, Willams, Esquerdinha (Dinei) e Adãozinho; Luciano Henrique e Fabiano (Araújo).
Técnico: Pintado

SANTOS
Mauro; Flávio, Domingos, Hallisson e Léo; Fabinho, Tcheco (Ricardo Bóvio), Ricardinho e Fábio Baiano (Basílio); Robinho e Deivid (Douglas).
Técnico: Oswaldo de Oliveira



Robinho é expulso, mas Santos vence e lidera

Com Robinho expulso no início do segundo tempo, o Santos contou com Léo e Basílio para vencer. Neste sábado à tarde, o time alvinegro bateu o Atlético Sorocaba por 1 a 0, no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, pela quinta rodada do Campeonato Paulista.

Depois de ter dominado todo o primeiro tempo, inclusive acertando uma bola na trave adversária, o Santos sofreu por quase meia hora na etapa final, após a expulsão de Robinho. Porém, Léo, que voltou ao time após três jogos, fez ótima jogada para Basílio marcar.

A partida foi também a primeira do Santos após a saída do meia Elano para o futebol russo. Com isso, Tcheco começou como titular pela primeira vez. O meia teve atuação regular, prejudicado ainda pela falta de preparo físico e pelo péssimo estado do gramado em Sorocaba.

Fazendo sua parte, o Santos voltou à liderança do estadual. Com 13 pontos, a equipe da Vila Belmiro está empatada com o São Paulo, que empatou com a União Barbarense. No saldo de gols, porém, o Santos leva vantagem, oito a seis.

Pelo time do interior, o resultado, na estréia do técnico Pintado, foi horrível. O Atlético Sorocaba sofreu sua quarta derrota e soma apenas um ponto até aqui, permanecendo na zona de rebaixamento do Paulistão.

O jogo

Antes dos 10min, a zaga do Atlético Sorocaba mostrou que daria espaços ao ataque santista. Em dois lances, Deivid e Robinho avançaram livres, mas tiveram dificuldades no domínio da bola e acabaram desperdiçando as jogadas.

Com domínio do jogo, o Santos continuou chegando bem ao ataque, mas com dificuldade para finalizar. Aos 10min, Léo teve a oportunidade da entrada da área, mas mandou por cima do gol. Aos 11min, Zéilton cortou pouco antes de Robinho desviar para o gol.

O Atlético Sorocaba tentou equilibrar o jogo, mas foi o Santos quem voltou a chegar com perigo. Aos 20min, Deivid recebeu livre na área, dominou a bola, mas tocou em cima do goleiro Wilson Júnior, que saiu fechando bem o ângulo.

A primeira resposta de perigo da equipe da casa aconteceu aos 22min. Após cruzamento na área santista, Fabiano ganhou no alto de Flávio e desviou para o gol. Mauro conseguiu tocar na bola e desviar para escanteio, em ótima defesa.

Após cinco minutos sem nenhum lance de perigo, o Santos esteve muito perto de marcar aos 27min. Robinho rolou para Ricardinho bater da entrada da área. O goleiro Wilson Júnior desviou e a bola tocou na trave. No rebote, Fábio Baiano mandou por cima do gol.

O Atlético Sorocaba, jogando melhor do que nos primeiros 15 minutos, voltou a assustar aos 29min. Luciano Henrique puxou contra-ataque pela direita e cruzou na cabeça de Fabiano. O atacante, porém, mandou por cima do gol e perdeu ótima oportunidade.

Depois disso o jogo ficou ruim. Mesmo tendo mais posse de bola, o Santos também pouco ameaçou o gol adversário. Apenas aos 43min, num chute de Tcheco defendido por Wilson Júnior, o time visitante esteve próximo de marcar.

O Santos voltou para o segundo tempo com Basílio no lugar de Fábio Baiano. Mas antes que a equipe alvinegra mostrasse alguma coisa nova em campo, o Sorocaba quase marcou. Aos 40seg, Márcio Rocha chutou bem e Mauro fez boa defesa.

O goleiro santista voltou a trabalhar aos 4min. Willams cobrou falta com perigo e Mauro, com dificuldades, desviou para escanteio. O Santos complicou-se ainda mais aos 6min, quando Robinho foi expulso ao tentar dar um tapa em Adãozinho.

Com um a menos em campo, o Santos continuou pior em campo, sendo dominado pela equipe do Atlético Sorocaba. Em dois lances, antes dos 15min, o time do interior chegou com perigo e deu trabalho ao goleiro Mauro.

O sufoco para o time santista continuou, apesar dos muitos erros do Atlético no ataque. Mauro só precisou trabalhar novamente com perigo aos 26min. Luciano Henrique fez boa jogada e bateu rasteiro. O goleiro santista defendeu com segurança.

Com a saída de Robinho, o ataque santista acabou sumindo no jogo. Mas, quando apareceu, saiu o gol. Aos 29min, Léo fez ótima jogada e deixou Basílio livre na área. O atacante desviou de Wilson Júnior e marcou.

O Atlético ainda perdeu o lateral Bill, também expulso. Assim, só chegou aos 42min. Luciano Henrique bateu cruzado e Mauro defendeu. Dinei tentou no rebote, mas a zaga sansita tirou o perigo.