Navegando Posts marcados como Célio

Santos 1 x 1 São Paulo

Data: 24/06/1979, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Paulista 1978 – Final – 2º jogo
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo, SP.
Público: 115.155 presentes (107.485 pagantes e 7.670 menores).
Renda: Cr$ 7.074.560,00 (recorde de renda e público neste campeonato)
Árbitro: Márcio Campos Salles
Gols: Célio (42-1) e Zé Sérgio (44-2).

SANTOS
Flávio; Nélson, Joãozinho, Antônio Carlos e Gilberto Sorriso; Toninho Vieira, Rubens Feijão e Pita; Claudinho, Juary e Célio.
Técnico: Chico Formiga

SÃO PAULO
Valdir Perez; Gerúlio, Marião (Bezerra), tecão e Airton; Chicão, Vilson Tadei (Neca) e Darío Pereyra; Edu, Serginho Chulapa e Zé Sérgio.
Técnico: Rubens Minelli



São Paulo leva decisão para o terceiro jogo

Os santistas estiveram muito perto do título; ganhavam o jogo até os 44 min da fase final mas os são paulinos empataram

O campeonato seria decidido em melhor de 4 pontos. Ou seja: só duas vitórias, ou uma vitória e dois empates, dariam o título. Em caso de empate em 3 pontos ganhos para cada lado, seria jogada uma prorrogação de 15 por 15 minutos. Se a igualdade persistisse, o time de melhor campanha, no caso o Santos, seria campeão.

O Santos venceu o primeiro jogo da final por 2×1. A vitória no segundo jogo lhe daria o título, mas Zé Sérgio empatou aos 43 minutos do segundo tempo, forçando a terceira partida.

Neste jogo técnico Formiga do Santos não contou com sete titulares. Estavam contundidos: o goleiro Vítor, o zagueiro Neto, Clodoaldo, Aílton Lira e Nilton Batata. Zé Carlos e João Paulo receberam o terceiro amarelo na primeira partida. Já o São Paulo de Minelli veio com força máxima.

Fonte: Jornal Folha de SP

Santos 1 x 0 XV de Piracicaba

Data: 14/02/1979
Competição: Campeonato Paulista 1978 – 2º turno – 8ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 16.529 pagantes
Renda: Cr$ 577.110,00
Árbitro: Silvio Acácio Silveira
Cartões vermelhos: Zé Roberto (S) e Vadinho (XV).
Gols: Célio (46-2).

SANTOS
Vitor; Nelsinho Baptista, Joãozinho, Neto e Valdemir; Toninho Vieira, Pita e Zé Roberto; Lino (Célio), Juary e João Paulo.
Técnico: Chico Formiga

XV DE PIRACICABA
Getulio; Ivan, Fernando, Elói (China) e Almeida; Vadinho, Lima e Sergio Zaia; Perrela (Muri), Fio e Zé Luis.
Técnico: Nestor Alves



Santos joga mal mas vence XV no último minuto

Foi um jogo tumultuado. A diretoria do Santos inaugurava melhoramentos no estádio da Vila Belmiro e no campo o time jogava muito mal. Só conseguiu o gol redentor aos 46′ do segundo tempo quando Pita lançou Célio e fez 1 a 0 sobre o XV de Piracicaba. Ao final da partida todos tinham muitas queixas do campo, da sorte e do juiz, que anulou um gol e expulsou Zé Roberto.

“- Ele empurrou nosso goleiro e o juiz não deu!” – reclamava o técnico do XV, Nestor Alves, no vestiário.

Na verdade o Santos não mostrou competência suficiente para ultrapassar o rígido bloqueio defensivo armado pelo XV. O início do jogo deu uma falsa impressão de que tudo ia ser muito fácil, mas o Santos foi mostrando muitos erros e começou a se enervar, fincando ainda pior aos 16′ quando o juiz anulou um gol de Zé Roberto pois Juary fez falta no goleiro Getúlio.

No segundo tempo o jogo custou a recomeçar. Quando o XV entrava em campo o goleiro Getúlio foi atingido por uma garrafa e desmaiou. Foi socorrido e continuou em campo, para garantir um bom empate para seu time. Zé Roberto e Vandinho foram expulsos, enquanto o Santos andou perdendo muitos gols. Aos 46′, Célio aliviou a torcida.


Santos 1 x 1 Juventus

Data: 25/10/1978
Competição: Campeonato Paulista 1978 – 1º turno – 17ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 15.245 pessoas (14.573 pagantes e 672 menores)
Renda: Cr$ 472.980,00
Árbitro: Roberto Nunes Morgado.
Gols: Ataliba (07-2) e Célio (43-2).

SANTOS
Vitor; Nelsinho Baptista, Fausto, Neto e Gilberto Sorriso; Toninho Vieira, Rubens Feijão (Claudinho) e Pita; Nilton Batata, Juary e João Paulo (Célio).
Técnico: Chico Formiga

JUVENTUS
Bracalli; Arnaldo, Cedenir, Deodoro e Bizi; Tião e Nedo; Ataliba (Ademir), Cesar, Geraldo (Leís) e Wilsinho.
Técnico: Brida



Na Vila Belmiro o Santos voltou a sofrer: empatou em 1 a 1 com o Juventus e completou o quinto jogo sem vitória. Os gols foram de Célio e Ataliba, que marcou seu 10° gol e se isolou na liderança da artilharia do campeonato.

Mesmo com estes tropeços nas últimas rodadas o Santos continua na liderança do Grupo A com 22 pontos, seguido pela Ponte Preta com 21.