Navegando Posts marcados como Comercial RP


Santos Futebol Clube x Comercial Futebol Clube (Ribeirão Preto)


Retrospecto:

058 jogos
041 vitórias
008 empates
009 derrotas
141 gols pró
058 gols contra
083 saldo

Resultados:

21/05/1922 – Santos 2 x 2 Comercial RP – Amistoso – Rua Tibiriçá
25/01/1925 – Santos 3 x 0 Comercial RP – Amistoso – Rua Tibiriçá
14/03/1926 – Santos 3 x 0 Comercial RP – Amistoso – Vila Belmiro
14/08/1927 – Santos 4 x 3 Comercial RP – Paulista – Rua Tibiriçá
08/07/1956 – Santos 1 x 2 Comercial RP – Amistoso – Estádio Costa Coelho
03/09/1959 – Santos 2 x 0 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
01/11/1959 – Santos 6 x 2 Comercial RP – Paulista – Estádio Costa Coelho
07/08/1960 – Santos 0 x 2 Comercial RP – Paulista – Palma Travassos
29/10/1960 – Santos 2 x 1 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
09/07/1961 – Santos 1 x 0 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
26/11/1961 – Santos 4 x 1 Comercial RP – Paulista – Palma Travassos
07/06/1962 – Santos 2 x 1 Comercial RP – Taça SP – Vila Belmiro
10/06/1962 – Santos 0 x 1 Comercial RP – Prorrogação 0 x 0 – Taça SP – Estádio Costa Coelho
13/06/1962 – Santos 3 x 2 Comercial RP – Taça SP – Pacaembu
30/09/1962 – Santos 3 x 1 Comercial RP – Paulista – Estádio Costa Coelho
28/11/1962 – Santos 6 x 2 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
17/07/1963 – Santos 3 x 1 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
27/10/1963 – Santos 3 x 0 Comercial RP – Paulista – Estádio Costa Coelho
11/07/1964 – Santos 2 x 1 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
14/10/1964 – Santos 3 x 2 Comercial RP – Paulista – Palma Travassos
21/07/1965 – Santos 5 x 3 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
10/10/1965 – Santos 2 x 0 Comercial RP – Paulista – Palma Travassos
18/09/1966 – Santos 1 x 3 Comercial RP – Paulista – Palma Travassos
13/10/1966 – Santos 7 x 5 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
19/08/1967 – Santos 4 x 1 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
11/11/1967 – Santos 1 x 1 Comercial RP – Paulista – Palma Travassos
07/04/1968 – Santos 8 x 2 Comercial RP – Paulista – Palma Travassos
29/05/1968 – Santos 5 x 0 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
18/09/1974 – Santos 1 x 0 Comercial RP – Paulista – Palma Travassos
13/10/1974 – Santos 1 x 1 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
29/03/1975 – Santos 3 x 1 Comercial RP – Paulista – Palma Travassos
20/06/1976 – Santos 0 x 2 Comercial RP – Paulista – Palma Travassos
28/08/1976 – Santos 1 x 1 Comercial RP – Amistoso – Palma Travassos
10/04/1977 – Santos 2 x 1 Comercial RP – Paulista – Palma Travassos
17/08/1977 – Santos 4 x 1 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
30/08/1978 – Santos 5 x 0 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
04/02/1979 – Santos 1 x 0 Comercial RP – Paulista – Palma Travassos
25/07/1979 – Santos 1 x 1 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
09/10/1979 – Santos 3 x 0 Comercial RP – Paulista – Palma Travassos
14/06/1980 – Santos 1 x 2 Comercial RP – Paulista – Palma Travassos
08/10/1980 – Santos 1 x 0 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
24/05/1981 – Santos 1 x 2 Comercial RP – Paulista – Palma Travassos
09/09/1981 – Santos 2 x 0 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
12/07/1982 – Santos 2 x 0 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
04/11/1982 – Santos 0 x 0 Comercial RP – Paulista – Palma Travassos
14/07/1983 – Santos 2 x 1 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
02/10/1983 – Santos 1 x 0 Comercial RP – Paulista – Palma Travassos
01/07/1984 – Santos 1 x 0 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
14/10/1984 – Santos 3 x 0 Comercial RP – Paulista – Palma Travassos
18/07/1985 – Santos 1 x 1 Comercial RP – Paulista – Palma Travassos
06/11/1985 – Santos 1 x 1 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
01/05/1986 – Santos 4 x 0 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro
17/08/1986 – Santos 1 x 2 Comercial RP – Paulista – Palma Travassos
14/08/1996 – Santos 3 x 1 Comercial RP – Amistoso – Bebedouro
13/07/2002 – Santos 5 x 0 Comercial RP – Amistoso – Palma Travassos
19/01/2003 – Santos 0 x 1 Comercial RP – Amistoso – Palma Travassos
22/02/2012 – Santos 2 x 0 Comercial RP – Paulista – Arena Barueri
11/02/2014 – Santos 2 x 0 Comercial RP – Paulista – Vila Belmiro

Santos 2 x 0 Comercial RP

Data/hora: 11/02/2014, terça-feira, 19h30.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 7ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 6.865 pagantes
Renda: R$ 198.944,00
Árbitro: Marcelo Henrique de Gois
Auxiliares: Daniel Paulo Ziolli e Giulliano Neri Colisse
Cartões amarelos: Leandro Damião (S); Willian Simões (C).
Cartão vermelho: Willian Simões (C, 22-2).
Gols: Geuvânio (12-1) e Geuvânio (39-1).

SANTOS
Aranha; Cicinho, Gustavo Henrique, Neto e Mena; Alan Santos (Gabriel), Arouca (Leandrinho) e Cícero; Geuvânio (Rildo), Thiago Ribeiro e Leandro Damião.
Técnico: Oswaldo de Oliveira

COMERCIAL
Marcelo Henrique; Marcos Pimentel, Reniê, Edimar, Willian Simões; Xaves, Marcus Winícius, Marcone, Cacá (Patrick); Cassiano Bodini (Edson) e Rodrigo Jesus (Leandro Oliveira).
Técnico: Vagner Benazzi



Com Damião apagado, jovem da base brilha e dá vitória ao Santos

Em noite de estreia pouco inspirada de Leandro Damião com a camisa do Peixe, o Santos viu o seu substituto, o jovem Stéfano Yuri, entrar na partida e anotar o gol da vitória santista por 2 a 1 contra o Linense, no Estádio Gilberto Siqueira Lopes, em Lins, pela sexta rodada do Campeonato Paulista. Foi o primeiro gol do centroavante como profissional do alvinegro praiano.

No primeiro tempo, poucas chances de gols para os times. O Linense fazia uma marcação por setor e explorava os passes em longas distâncias, principalmente com seus zagueiros, que procuravam os espaços deixados pelos laterais santistas. Já o Santos buscava mais o jogo e o gol adversário. Leandro Damião era o jogador mais acionado pelos atletas alvinegros, e mostrava muita garra e vontade dentro de campo.

Na segunda parcial, o panorama da partida mudou, e os dois times procuravam mais o gol. O Peixe, assim como ocorreu na partida diante do Botafogo, demorou alguns minutos a mais para voltar do intervalo e deverá ser punido pela Federação Paulista de Futebol. Thiago Ribeiro abriu o marcador para o Santos, porém no lance seguinte o ex-santista Rodrigo Tiuí empatou para o Linense. Todavia aos 38 minutos, o jovem Stéfano Yuri, que entrara no lugar de Leandro Damião, fez o gol da vitória para o alvinegro.

Sob o comando de Oswaldo de Oliveira, o Santos venceu cinco partidas e empatou uma. Com a vitória diante do Linense, o Peixe subiu para 16 pontos ganhos e é o líder isolado do Grupo C, que tem o São Bernardo como vice-líder com dez pontos. Completam a chave, as equipes da Ponte Preta, Portuguesa e Paulista.

Já o treinador Bruno Quadros conheceu sua terceira derrota no comando do Linense. A equipe de Lins é a terceira colocada no grupo A com sete pontos, quatro a menos que o líder São Paulo. Completam a chave, os times da Penapolense, Comercial e Atlético Sorocaba.

Na próxima rodada, o Santos volta a atuar como mandante e recebe o Comercial, na próxima terça-feira, 11, às 19h30 (de Brasília), na Vila Belmiro. Já o Linense joga fora de casa contra a Portuguesa, no estádio do Canindé, às 19h30 (de Brasília), no domingo, 09.

O jogo

Com um minuto de jogo. O zagueiro Neto afastou mal a bola e após vacilo de Cicinho, o meia Leandro Ferreira quase abriu o placar em Lins. O chute do número 10 do Linense passou raspando o travessão de Aranha.

O primeiro gol de Damião com a camisa do Santos até saiu aos 16 minutos do primeiro tempo, porém o atacante santista estava impedido e o árbitro assistente acertou em anular o lance. Aos 17, o centroavante recebeu a bola sozinho na entrada da área, pelo lado esquerdo, mas bateu em cima do goleiro Anderson.

A equipe santista continuava insistindo e procurando passar a bola para Leandro Damião. Aos 26 minutos de jogo, cruzamento do estreante da noite e Cícero não aproveitou a chance de abrir o marcador em Lins, após furada incrível do zagueiro Fernando, do Linense.

Aos 33 minutos do primeiro tempo, Geuvânio deu trabalho ao goleiro do Linense. O número 10 santista fintou dois marcadores e na entrada dá área encheu o pé. A bola que tinha endereço certo acabou saindo no meio do gol e Anderson espalmou para escanteio.

No fim do primeiro tempo, o Linense chegou com perigo ao gol santista e quase abriu o marcador. O meia Leandro Ferreira arriscou um chute de fora da área e e Aranha desatento espalmou para a pequena área. No rebote o volante Marcelo chegou chutando e mais uma vez o goleiro santista apareceu evitando o gol, antes do escanteio, o lateral esquerdo Mena ainda salvou mais uma finalização da equipe de Lins.

Sentindo o músculo adutor da coxa direita, o volante Arouca deu lugar a Leandrinho na volta do intervalo. A equipe santista, assim como na partida diante do Botafogo, demorou mais do que os 15 minutos previstos. O clube deverá ser multado pelo atraso.

Aos sete minutos, mais uma vez nos pés de Leandro Ferreira, o time do Linense chegou com perigo. O meia arriscou chute de fora da área e a bola, que desviou na zaga santista, passou raspando a trave defendida por Aranha. Aos 16, cobrança de falta perigosa do lateral esquerdo João Lucas e a bola mais uma vez passou perto do gol santista.

O primeiro gol da partida saiu aos 14 minutos. Thiago Ribeiro arriscou chute de fora da área e o goleiro defendeu, no rebote o atacante tabelou com Cícero, que após lindo passe, entre a zaga do Linense, deixou o número onze santista na cara de Anderson, que após sair mal com os pés e ser driblado, viu a bola entrar lentamente no gol. O Peixe abria o placar em Lins.

Porém, a vantagem não permaneceu por muito tempo. No lance seguinte o Linense chegou ao empate. Aos 16 minutos, cobrança de falta de Murilo Silva que colocou na cabeça do atacante Anselmo, que viu sua cabeçada acertar a trave. Na sobra, o ex-santista Rodrigo Tiuí bateu de esquerda no canto do gol, empatando a partida para a equipe mandante.

Com o empate no placar, o Santos voltou sua atenção para o ataque e o meia Cícero quase recolocou o Peixe novamente na frente do marcador, mas esbarrou na boa defesa do goleiro Anderson, que ainda viu o zagueiro Alex Morais pressionar o número oito santista na hora da finalização.

Aos 38 minutos o Santos retomou a liderança no placar. Thiago Ribeiro recuperou a bola no setor defensivo do Santos e fez um longo lançamento para o meia Cícero, que após disputar de cabeça com o zagueiro do Linense, viu o jovem Stéfano Yuri receber sozinho na pequena área e tocar na saída do goleiro.

Bastidores – Santos TV:

Oswaldo constata oscilação do Santos em vitória sobre Comercial

O placar positivo por 2 a 0 não fez o técnico Oswaldo de Oliveira se iludir com o desempenho do Santos, na noite desta terça-feira. O treinador constatou uma oscilação de sua equipe na vitória sobre o Comercial, na Vila Belmiro, mas considera isso normal no começo da temporada.

“Não conseguimos ainda ter um padrão definitivo, pois é muito comum ter oscilação no início. A cada jogo que se passa, os outros estão nos observando e nós também olhamos os adversários. Eles criam anticorpos para se defender contra nós. O Comercial fez isso muito bem. Quando teve o placar favorável, nossa equipe não brigou tanto para buscar o terceiro gol”, afirmou.

O Santos definiu a vitória ainda no primeiro tempo, com dois gols de Geuvânio. Porém, Oswaldo entende que seu time ainda está em uma fase preliminar de consolidação, encontrando dificuldades com o sistema defensivo do Comercial.”A equipe já brilhou mais em outras partidas aqui, onde tem o clima e o gramado que favorecem para jogarmos com mais velocidade e posse de bola. Mas esperávamos isso hoje (terça), porque o Comercial trocou o treinador. Eu sabia que não iriam se atirar para cima do Santos”, comentou.

Na opinião do santista, a entrada de Vagner Benazzi na vaga de Toninho Cecílio fez o time de Ribeirão Preto adotar um estilo mais cauteloso na Vila. Mesmo assim, o Peixe assumiu a liderança geral do Campeonato Paulista, com 19 pontos.

Campanha empolga Thiago Ribeiro e dá tranquilidade a Damião

O Santos fez mais uma vítima no Campeonato Paulista ao bater o Comercial por 2 a 0 na noite desta terça-feira. Mas enquanto o Peixe aproveita o bom momento e o posto de melhor time do estadual após sete rodadas, o centroavante Leandro Damião ainda tenta marcar seu primeiro gol pelo clube e foi defendido pelo companheiro Thiago Ribeiro.

– Ele fez grande jogo novamente. Claro que tem a ansiedade e por isso procuramos ele para fazer o gol. Depois que faz o primeiro, os outros saem. Atacante quando fica alguns jogos sem marcar se incomoda um pouco, mas não pode perder a tranquilidade – alertou o camisa 11.

Para tirar Leandro Damião do Internacional, o Santos contou com R$ 40 milhões investidos pelo grupo maltês Doyen Sports. O centroavante foi apresentado com pompa e é protagonista das campanhas publicitárias da nova camisa amarela do clube, lançada justamente na vitória sobre o Comercial. O ex-colorado, que chegou a ter um gol anulado na estreia contra o Linense, conseguiu dar uma assistência para Geuvânio marcar nesta terça na Vila Belmiro.

– Ele convive com aquele peso de ter de marcar, mas fez grande partida. No gol do Geuvânio ele fez boa jogada. Mesmo sem gols, ajuda, faz triangulação. Não conseguiu marcar ainda, mas fez dois bons jogos, deu assistência. Quando um atacante não faz gol, tem de ajudar de outras maneiras – destacou.

Além do apoio dos companheiros, Thiago Ribeiro acredita que o próprio desempenho do time na temporada dará mais tempo para Damião se adaptar. O Peixe tem 19 pontos e é a melhor equipe do Paulistão por Ter três gols de saldo a mais do que o Palmeiras. Mesmo com a seca do artilheiro, o time de Oswaldo de Oliveira possui o melhor ataque da competição com 17 gols em sete partidas.

– Começar um trabalho e em sete jogos já ter essa qualidade é claro que surpreende um pouco. Sabíamos que podia ocorrer lá na frente, mas para nossa sorte estamos apresentando esse futebol deste o início. Isso nos tranquiliza para a sequência do ano – exaltou.

Santos 2 x 0 Comercial RP

Data: 22/02/2012, quarta-feira, 19h30.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 9ª rodada
Local: Arena Barueri, em Barueri, SP.
Público: 5.100 pagantes
Renda: R$ 113.025,00
Árbitro: Aurélio Santanna Martins
Auxiliares: Reinaldo Rodrigues dos Santos e Claudson Lincoln Beggiato
Cartões amarelos: Borges (S); Luis Augusto, Fabão, Leandro Camilo, Jordã e Ricardo Conceição (C).
Gols: Ibson (28-1) e Durval (36-2).

SANTOS
Aranha; Fucile (Crystian), Edu Dracena, Durval e Juan; Henrique, Arouca, Ibson (Elano) e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Borges (Alan Kardec).
Técnico: Muricy Ramalho

COMERCIAL RP
Alex Santana; Jordã, Fabão, Leandro Camilo e Rossato (Wellington); Jonílson (Henrique Motta), Ricardo Conceição, Carlos Magno e Luis Augusto; Henan (Jaílton) e Alex Rafael.
Técnico: Márcio Fernandes



Santos bate o Comercial e amplia série de vitórias no Campeonato Paulista

Ibson e Durval marcaram os gols do Santos que chegou aos 18 pontos na tabela do Paulistão 2012

Com uma atuação segura, o Santos chegou a mais uma vitória no Campeonato Paulista. Com um gol em cada tempo, o time da baixada fez 2 a 0 sobre o Comercial, na noite desta quarta-feira, na Arena Barueri. Ibson e Durval marcaram os gols do triunfo santista, o quarto consecutivo da equipe no Paulistão.

A vitória levou o time de Muricy Ramalho aos 18 pontos e, momentaneamente, chegou à quarta posição no Estadual. O Santos agora aguarda o complemento da rodada para saber qual será a sua real colocação no torneio. Já o Bafo, com apenas sete pontos ganhos, segue cada vez mais ameaçado de rebaixamento.

O Peixe volta a campo diante da Ponte Preta, no próximo sábado, a partir das 18h30 (horário de Brasília), outra vez na Arena Barueri. Já o Comercial recebe o Mirassol, domingo, às 18h30, no Palma Travassos, em Ribeirão Preto.

O jogo

O Santos começou a partida pressionando o Comercial. No primeiro lance de perigo, Neymar cobrou escanteio pelo lado esquerdo, na medida para a cabeçada do zagueiro Edu Dracena, mas a bola explodiu no travessão do Bafo.

O Comercial assustou em cobrança de falta, aos 18, o lateral esquerdo Rossato acertou a trave direita de Aranha, assustando a torcida santista.O Santos chegou ao gol aos 28. Neymar fez grande lance individual, deixando três marcadores para trás, antes de tocar para Ibson, na saída do goleiro Alex Santana, abrir o placar para a equipe da Vila Belmiro.

Na volta do intervalo, os santistas continuaram dominando o jogo e, aos 12, o time quase ampliou a sua vantagem, mais uma vez. Neymar cobrou falta pela direita, Ganso antecipou a marcação e, com um toque de cabeça, acertou o travessão do Comercial.

Com a partida sob o seu controle, apesar do placar mínimo, o Santos tocava pacientemente a bola, esperando um espaço na zaga rival para chegar ao segundo gol. O segundo tento do Santos só foi acontecer aos 36. Em cobrança de falta, Élano, que havia entrado no lugar de Ibson, colocou a bola na cabeça de Durval. O toque do zagueiro foi no ângulo esquerdo de Alex Santana, que nada pôde fazer para evitar o segundo do Peixe.

Comercial RP 1 x 0 Santos

Data: 19/01/2003
Competição: Amistoso
Local: Estádio Palma Travassos, em Ribeirão Preto, SP.
Público e Renda: não divulgados
Árbitro: Marcelo Rogério
Cartões amarelos: Preto e Renato (S).
Gol: Palhinha (45-1, de pênalti).

COMERCIAL RP
Milagres, Wilson Mineiro, Mauro, Waldemar e Da Silva; Júlio César, Chem, Vander e Palhinha; Dé e Carlos Eduardo.
Técnico: Wantuil Rodrigues

SANTOS
Fábio Costa, Michel (Canindé), Preto, André Luís (Pereira) e Léo (Rubens Cardoso); Paulo Almeida (Alexandre), Renato, Elano e Diego (Wellington); Robinho (Adiel) e Bruno Moraes (Douglas).
Técnico: Pedro Santilli



Comercial carimba a faixa do Santos

O Comercial de Ribeirão Preto, cidade do interior paulista venceu o Santos por 1 a 0 neste domingo, em amistoso realizado no Estádio Palma Travassos, em Ribeirão, na primeira partida que marcou o retorno do Peixe aos gramados após 35 dias da conquista do título brasileiro.

O gol do Bafo, que disputou a terceira divisão do Brasileiro do ano passado, foi marcado através de cobrança de pênalti feito pelo zagueiro André Luis e convertido pelo veterano meia Palhinha, ex-São Paulo, aos 44 minutos do primeiro tempo.

Emerson Leão foi a grande ausência do Santos no amistoso. O lugar do treinador foi ocupado pelo preparador de goleiros Pedro Santilli. Outro que ficou de fora foi o zagueiro Alex, que sentiu dores musculares na manhã de domingo.

Homenagem

Apesar de não estar no banco de reservas, o Leão foi ao estádio onde, ao lado de Santilli do goleiro Júlio Sérgio e do meia Diego, recebeu uma homenageado pelo título. Os quatro nasceram em Ribeirão e começaram a carreira no Comercial.

Comercial RP 0 x 5 Santos

Data: 13/07/2002
Competição: Amistoso
Local: Estádio Palma Travassos, em Ribeirão Preto, SP.
Público: 5.000
Árbitro: Tadeu Bosco Silva
Gols: André Luis (09-1), Diego (38-1), Elano (40-1); Júlio César (25-2) e Robinho (45-2).

COMERCIAL RP
Vilson (Fabrício); David, Mauro, Marcel (Waldemar) e Dudu; Mazinho (Rogério), Daniel, César e Mateus; Minardi (Leandro) e Elias (Paulinho).
Técnico:

SANTOS
Júlio Sérgio (Rafael); Valdir (Marcão), Preto, André Luis e Léo (Leandro); Paulo Almeida, Renato, Elano (Robinho) e Diego (Douglas); Fabiano Souza (Júlio César) e Alberto (William).
Técnico: Émerson Leão