Navegando Posts marcados como comissão técnica

Goleiros:
Rafael Cabral Barbosa
Mario Lúcio Duarte Costa (Aranha)
Vladimir Orlando Cardoso de Araújo Filho
Laterais:
Fucile
Leonardo Lourenço Bastos
Maranhão
Zagueiros:
Edu Dracena
Durval
Bruno Rodrigo
Volantes:
Arouca
Henrique
Adriano
Anderson Carvalho
 
Meias:
Ganso
Íbson
Felipe Anderson
Gerson Magrão
 
Atacantes:
Borges
Neymar
Renteria
Dimba
Técnico / Auxiliar técnico:
Muricy
Tata



Elenco:

G – Rafael Cabral Barbosa
G – Mario Lúcio Duarte Costa (Aranha)
G – Vladimir Orlando Cardoso de Araújo Filho

LD – Jorge Ciro Fucile Perdomo
LE – Leonardo Lourenço Bastos (Léo)
LE – Juan Maldonado Jaimez Júnior
LD, LE, V – Marcos Rogério Ricci Lopes (Pará) / LD – Manoel Messias Barbosa da Silva (Maranhão)

Z – Eduardo Luiz Abonízio de Sousa (Edu Dracena)
Z – Severino dos Ramos Durval da Silva
Z – Bruno Rodrigo Fenelon Palomo
Z – Vinicius Simon

V – Marcos Arouca da Silva
V – Henrique Pacheco de Lima
V – Adriano Bispo dos Santos
V – Anderson de Carvalho Santos

M – Paulo Henrique Chagas de Lima (P.H. Ganso)
M – Elano Ralph Blumer
M – Ibson Barreto da Silva / L, V, M – Gerson Alencar de Lima Júnior (Gerson Magrão)
M – Felipe Anderson Pereira Gomes

A – Humberlito Borges Teixeira
A – Neymar da Silva Santos Júnior
A – Alan Kardec Júnior
CA – Wason Libardo Renteria Cuesta
A – Marcos Vinícius Gomes de Lima (Dimba)

T – Muricy Ramalho
AT – Mário Felipe Perez (Tata)



Histórico:

O Santos confirmou em 23/04 uma alteração na lista de jogadores inscritos para a disputa das oitavas de final da Libertadores. Pouco aproveitado ao longo da temporada, o lateral-direito Maranhão ganhou a vaga de Pará, que foi emprestado para o Grêmio, e assumiu a camisa 21 da equipe na competição continental.

Em 15/05, com a liberação do meia Ibson para o Flamengo (em troca pelo lateral direito Rafael Galhardo e pelo zagueiro David Braz) o Santos inscreveu Gérson Magrão com a camisa 18. Seu clube anterior foi o Dínamo de Kiev da Ucrânia e ele veio por empréstimo até o final de 2012. O polivalente jogador (lateral, volante e meia) ficou a disposição de Muricy nas Quartas de final contra o Vélez Sarsfield.

A liberação de Íbson foi muito criticada por parte da torcida do Santos pelo motivo de ele ser titular (revezando com Elano), por estar o Clube em meio a disputa da competição e pelo fato de os dois atletas do Flamengo (Galhardo e David Braz) não poderem sequer ser inscritos, uma vez que já constavam na lista de jogadores do clube carioca na Libertadores.


Goleiros:
Rafael
Aranha
Vladimir


Laterais:
Jonathan
Léo
Alex Sandro
Pará
   


Zagueiros:
Edu Dracena
Durval
Bruno Aguiar
Bruno Rodrigo


Volantes:
Adriano
Arouca
Danilo
Rodrigo Possebon
Charles
 


Meias:
Paulo Henrique Ganso
Elano
Alan Patrick
Róbson
Felipe Anderson
 


Atacantes:
Neymar
Zé Eduardo
Maikon Leite
Diogo
Keirrison
Rychely


Técnico / Auxiliar Técnico:
Muricy
Tata


Ex-técnico:
Adílson Batista



Santos Futebol Clube

– Presidente: Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro (2010-2011)
– Patrocínio: BMG (Master), Netshoes (mangas), Seara (omoplatas) e Bivik (shorts)
– Fornecedor: Umbro

Elenco:

G – Rafael Cabral Barbosa
G – Mario Lúcio Duarte Costa (Aranha)
G – Vladimir Orlando Cardoso de Araújo Filho

LD – Jonathan Cícero Moreira
LE – Leonardo Lourenço Bastos (Léo)
LD, LE, V – Marcos Rogério Ricci Lopes (Pará)
LE – Alex Sandro Lobo Silva

Z – Eduardo Luiz Abonízio de Sousa (Edu Dracena)
Z – Severino dos Ramos Durval da Silva
Z – Bruno Henrique Fortunato Aguiar
Z – Bruno Rodrigo Fenelon Palomo

V – Adriano Bispo dos Santos
V, LD – Danilo Luiz da Silva
V – Marcos Arouca da Silva
V – Rodrigo Pereira Possebon
V – Charles Fernando Basílio da Silva

M – Paulo Henrique Chagas de Lima (P.H. Ganso)
M – Elano Ralph Blumer
M – Alan Patrick Lourenço
M – Róbson Michael Signorini / M – Felipe Anderson Pereira Gomes

A – Neymar da Silva Santos Júnior
A – José Eduardo Bischofe de Almeida (Zé Eduardo)
A – Maikon Fernando Souza Leite
A – Diogo Luis Santos / A – Rychely Cantanhede de Oliveira
CA – Keirrison de Souza Carneiro

A – Adílson Dias Batista / T – Muricy Ramalho
AT – Mário Felipe Perez (Tata)



Histórico:

O Santos divulgou dia 13/01 a lista dos 25 jogadores inscritos na Libertadores 2011, enviada à Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). O Peixe iniciaria a sua 11ª participação no principal campeonato das Américas enfrentando o Deportivo Táchira, da Venezuela, em San Cristóbal.

Chamou a atenção a presença, com a camisa 7, do volante Charles, ex-Lokomotiv Moscou (Rússia) e que ainda não havia estreiado por se recuperar de uma cirurgia no joelho esquerdo. O técnico Adilson Batista também optou por não relacionar meia Felipe Anderson, que após marcar gol contra o Noroeste (11/01) declarou sonhar com uma oportunidade na disputa continental.

Em 25/04 o Santos não conseguiu finalizar o acordo para a contratação do atacante Jael, da Portuguesa, a tempo de ter a sua inscrição regularizada para a Copa Libertadores da América. A tendência era que Jael fosse inscrito no lugar de Diogo, contundido. Sem o atleta, o Peixe fez apenas uma alteração na sua lista dos 25 jogadores inscritos para as oitavas de final da Libertadores: a troca do meia Róbson pelo jovem Felipe Anderson.

Em 09/05 o atacante Rychely, contratado pelo Santos na semana anterior, foi inscrito com a camisa 19 na Taça Libertadores no lugar de Diogo, que se recupera de uma fratura por estresse em uma das vértebras. O novato viajou com a delegação para Manizales, Colômbia, onde o Peixe enfrentaria o Once Caldas, partida de ida das quartas de final da competição continental. A troca entre os atacantes foi a única alteração na lista de inscritos do Peixe para as quartas de final da competição continental. A equipe santista ainda teria direito a fazer mais uma alteração na lista original de atletas caso avançasse à semfinais.


Goleiros:
   


Laterais:
   

 

Zagueiros:
sdb
fsfb
sdbv
bsdgb


Volantes:
sdb
fsfb
sdbv
bsdgb
   


Meias:
   



Atacantes:


Comissão Técnica:
1
4
5
3
2
 



Santos Futebol Clube

– Presidente: Marcelo Teixeira (2006-2007)
– Patrocínio: Panasonic (Master) e Muriel (mangas)
– Fornecedor: Umbro

Elenco:

G – Fábio Costa
G – Róger José de Noronha da Silva
G – Felipe Garcia dos Prazeres
G – Rodrigo Calchi

LD – Darcy Dolce Neto
LE – Kléber de Carvalho Correia
LD – Dênis Oliveira de Souza
LE – Carlos Andrade Souza (Carlinhos)

Z – Luiz Alberto da Silva Oliveira
Z – Júlio César Manzur
Z – Ronaldo Guiaro
Z – Domingos Nascimento dos Santos Filho
Z – Cristiano Ávalos dos Passos
Z – Jardel Nivaldo Vieira
Z – Diego Ângelo de Oliveira

V – Cláudio Andrés Maldonado Rivera
V – Wendel Geraldo Maurício e Silva
V – Fábio Alves Félix (Fabinho)
V – Heleno dos Santos Alves (Heleno Faísca)

M – Rodrigo Barbosa Tabata
M – Cléber Santana Loureiro
M – Leonardo Lima da Silva (Léo Lima)
M – André Oliveira de Lima (André Belezinha)
M – Magnum Rafael Farias Tavares

A – Jonas Gonçalves Oliveira
A – Geílson de Carvalho Soares
A – Reinaldo da Cruz Oliveira
A – José Antônio Martins Galvão
A – Fabiano Vieira Soares

T – Vanderlei Luxemburgo da Silva

Outros:

M – Giovanni Silva de Oliveira
M – Luciano Henrique de Gouvêia
CA – Luiz Carlos Bombonato Goulart (Luizão)
A – Cláudio Melojaro (Cláudio Pitbull)

– Matheus
– Edimilson
– Paulo Ricardo
– Adams Odingui
– Junior


Santos 0 x 1 São Caetano

Data: 15/06/2003, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 13ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 7.722 pagantes
Renda: R$ 99.039,00
Árbitro: Luís Marcelo Vincentim Cansiam (SP).
Auxiliares: Ana Paula Silveira Oliveira (SP) e Geraldo José Vollet Pinheiro (SP).
Cartões amarelos: Fabiano e Paulo Almeida (S); Thiago, Dininho, Gustavo, Ramalho e Marco Aurélio (SC).
Gol: Marcinho (35-2).

SANTOS
Fábio Costa; Reginaldo Araújo (Douglas), Pereira, Alex e Léo; Paulo Almeida, Renato, Elano e Diego (Rubens Cardoso); Robinho (Nenê) e Fabiano.
Técnico: Emerson Leão

SÃO CAETANO
Sílvio Luiz; Dininho, Thiago e Gustavo; Marlon, Marco Aurélio, Fábio Santos (Zé Carlos), Capixaba e Ramalho; Marcinho e Matheus (Mineiro).
Técnico: Mário Sérgio



Santos perde gols e o jogo para o São Caetano

Mesmo superior na partida, o Santos perdeu a oportunidade de conseguir três pontos em casa e assumir a liderança isolada do Campeonato Brasileiro, ao perder por 1 a 0, na tarde deste domingo, para o São Caetano.

Como de costume, o Santos abusou da oportunidade de perder gols. A equipe santista dominou a partida, inclusive com uma bola na trave, mas não conseguiu fazer o gol.

No segundo tempo, em falha de Paulo Almeida, Marcinho fez o gol da primeira vitória do time do Grande ABC fora de casa.

Agora, o Santos volta suas atenções para a Libertadores da América. Na próxima quarta-feira, a equipe joga contra o Independiente de Medellin, na Colômbia. Um empate garante a equipe brasileira na grande final do torneio.

Pelo Campeonato Brasileiro, Santos e São Caetano voltam a campo no próximo domingo. O alvinegro vai para Curitiba enfrentar o Atlético-PR. Já o time do Grande ABC recebe o Vitória em casa.

O jogo

A partida começou quente. Antes do primeiro minuto de jogo, o São Caetano assustou a torcida santista. Marcinho recebeu bola na direita e chutou com perigo contra a meta de Fábio Costa.

Aos 2min, a resposta do Santos. Reginaldo Araújo cruzou da direita e Fabiano cabeceou próximo à trave do time do Grande ABC.

Aos 9min, Robinho recebeu bola e, de longe, tentou colocar a bola, que saiu fraca, pela linha de fundo.

O jogo seguia equilibrado, com ambas as equipes jogando ofensivamente. Nenhuma dos times, porém, conseguiam finalizar.

Aos 19min, a melhor oportunidade do jogo. Fabiano, de frente para o goleiro Sílvio Luiz, perdeu a oportunidade de colocar o Santos em vantagem no marcador. Seu chute saiu à esquerda do defensor do São Caetano.

O Santos, melhor na partida, ainda conseguiu carimbar a trave. Aos 25min, Pereira foi para a área aproveitar cobrança de escanteio e cabeceou a bola na trave de Sílvio Luiz.

Aos 32min, Elano cobrou falta da direita com muito efeito e o goleiro do São Caetano evitou o gol santista ao espalmar a bola para escanteio.

O Santos continuou na pressão. Aos 40min, Léo cruzou da esquerda, mas Dininho afastou o perigo dentro da pequena área. Aos 44min, Elano chutou forte e Sílvio Luiz defende com dificuldade.

O alvinegro voltou para o segundo tempo disposto a somar três pontos na Vila Belmiro. Diego, aos 16min, chutou colocado da entrada da área e a bola passou raspando a trave de Sílvio Luiz.

Alex, aos 26min, cabeceou com perigo contra a meta do São Caetano. O Santos tinha amplo domínio da partida, mas apesar do grande volume de jogo, errava muito nas finalizações.

Aos 35min veio o castigo santista. Mineiro tomou bola de Paulo Almeida, que falhou feio na defesa, e tocou para Marcinho empurrar para o gol e fazer o gol do São Caetano, em uma das poucas chegadas do time do ABC ao ataque.

O Santos ainda tentou o empate, mas desperdiçou diversas oportunidades, permitindo a primeira vitória do São Caetano fora de casa.