Navegando Posts marcados como Flamengo-PI


Vídeos: (1) Gols e (2) melhores momentos.

Santos 2 x 0 Flamengo-PI

Data: 17/04/2013, quarta-feira, 22h00.
Competição: Copa do Brasil – 1ª fase – Jogo de volta
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 8.732 pagantes
Renda: R$ 133.300,00
Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG) e Ezequiel Barbosa Alves (MS).
Cartões amarelos: Edu Dracena (S); Leo Maceió, Rafael Araújo, Duda e Darlan (F).
Gols: Rafael Galhardo (25-2) e Neymar (40-2).

SANTOS
Rafael; Rafael Galhardo, Edu Dracena, Durval e Léo; Renê Júnior, Arouca (Felipe Anderson), Cícero e Montillo; Patito Rodriguez (Giva) e Neymar.
Técnico: Muricy Ramalho

FLAMENGO-PI
Robson; Niel, Duda, Rafael Araújo e Rafinha (Darlan); Marcelo, Alessandro, Leo Maceió e Neílson (Wildinho); Lúcio (Augusto) e Édson Di.
Técnico: Josué Teixeira



Com gols no segundo tempo, Santos vence e elimina Flamengo-PI

O lateral Galhardo e Neymar marcaram para o Santos em vitória conquistada na Vila Belmiro

Com dificuldades no primeiro tempo, o Santos se impôs na etapa complementar e derrotou o Flamengo-PI, por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro. O lateral-direito Rafael Galhardo e o atacante Neymar fizeram os gols do triunfo do Peixe, que havia empatado por 2 a 2 no jogo de ida, da primeira fase da Copa do Brasil.

Após eliminar os nordestinos, o time santista agora irá enfrentar o Joinville, na próxima etapa da competição nacional. O próximo desafio dos alvinegros é diante do Penapolense, domingo, às 16 horas (horário de Brasília), na Vila, pelo Campeonato Paulista.

O jogo

O Santos começou a partida melhor e pressionando o Flamengo-PI. Aos cinco minutos, o meia Montillo aproveitou um rebote dado pela zaga adversária e, da entrada da área, chutou forte, para boa defesa de Robson. O zagueiro Durval tentou completar para o gol, só que a defesa nordestina afastou o perigo.

Em busca do primeiro gol, o Peixe teve mais uma chance, desta vez com Neymar. Aos 13, a Joia fez jogada individual e, quando se prepara para o arremate, caiu após choque com o zagueiro Rafael Araújo. O atacante reclamou pênalti, mas a arbitragem mandou o jogo seguir.

Os santistas tiveram mais uma boa oportunidade de gol, aos 36, quando o lateral Rafael Galhardo recebeu de Montillo pela direita e cruza rasteiro. Róbson deu rebote, mas o ataque do time praiano não aproveitou a chance de abrir o placar.

Antes do intervalo, os piauienses ainda se arriscaram no ataque e deram um susto na torcida alvinegra. Aos 45, Édson Di driblou a marcação e bateu de fora da área, para boa defesa de Rafael, que desviou a bola para escanteio.

O Santos voltou para o segundo tempo criando novas chances de gol. Aos quatro, Arouca lançou Montillo, que cruzou da direita para Patito Rodriguez, mas a finalização saiu desviada, pela linha de fundo.

Pouco depois, aos oito, Neymar dominou no peito e, de frente para Robson, viu o arqueiro do Flamengo-PI sair bem da meta e travar o seu chute, evitando o primeiro gol dos donos da casa.

Aos 11, a Joia arrancou pelo lado esquerdo, deixou os seus marcadores para trás e soltou a bomba, de perna esquerda, defendida por Robson. O goleiro da Raposa espalmou a bola para escanteio.

Insatisfeito com o rendimento da equipe, o técnico Muricy Ramalho trocou o argentino Patito Rodriguez pelo jovem Giva, aos 18. No minuto seguinte, o Peixe voltou a levar perigo ao gol dos visitantes. Em cobrança de falta, após jogada ensaiada, Neymar chutou à esquerda do gol piauiense.

Depois de tanto insistir, enfim, os santistas chegaram ao gol. Aos 25, Galhardo resolveu soltar a bomba de fora da área e a bola entrou no ângulo direito de Robson, que não conseguiu evitar o gol que abriu o placar para os alvinegros.

Com a desvantagem no marcador, o técnico do Flamengo-PI, Josué Teixeira, resolveu queimar as suas três alterações. Lúcio saiu para a entrada de Augusto, Neilson deixou o campo, sendo substituído por Wildinho, e, por último, Rafinha foi sacado, dando lugar a Darlan. Já Muricy, aos 35, trocou o volante Arouca pelo meia Felipe Anderson, para os minutos finais do confronto.

Antes do fim do jogo, aos 40, Neymar fez grande lance individual, driblando um zagueiro na entrada da área, tirando mais dois marcadores com um corte seco e finalizando, com precisão, para o fundo das redes: 2 a 0 para o Santos.

Bastidores – Santos TV:

Neymar reclama de marcação adversária e defende atuação santista

Atacante do Santos, autor do segundo gol da vitória diante do Flamengo-PI, reclamou da violência dos adversários: “Hoje eles bateram mais ainda”

Mesmo sem conseguir apresentar um grande futebol, o Santos venceu o Flamengo-PI, por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, e se classificou para a segunda fase da Copa do Brasil. Irritado com a marcação adversária, o atacante Neymar reclamou de algumas faltas duras cometidas pelos nordestinos e lembrou do primeiro jogo entre as duas equipes, disputado na última quarta, em Teresina (PI).

“Foi difícil, eu já tinha falado que o time deles é forte. Eles estavam empolgados lá, com a torcida incentivando, (os marcadores) batendo para caramba. Hoje (quarta) eles bateram mais ainda, só que foram derrotados”, disse o atacante, para depois falar sobre a atuação santista.

Indagado se o Peixe teria deixado a desejar, perante a sua torcida, Neymar retrucou e destacou as dificuldades encontradas pelo time praiano na partida. “A gente começou a trabalhar a bola, quem vê de fora acha que é fácil, mas não é assim. Você precisa ter paciência para encontrar os espaços”, comentou.

Sobre o seu gol, nos minutos finais do confronto, o camisa 11 alvinegro enalteceu o início da jogada, com o meia Montillo, antes da definição do lance. “Foi uma ótima jogada do Montillo, em que eu dominei a bola, consegui passar por dois ou três marcadores e fiz o gol”, encerrou.

Autor do 1º gol contra Flamengo-PI, Galhardo cita “pressentimento”

Questionado sobre o lance do gol, Rafael Galhardo não demonstrou surpresa pela felicidade no chute, que acertou o ângulo direito do goleiro Robson

Autor do gol que abriu caminho para a vitória sobre o Flamengo-PI, por 2 a 0 , na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, o lateral-direito Rafael Galhardo falou sobre o lance. Feliz por ter marcado pela primeira vez com a camisa do Santos, em jogos oficiais – o ala fez gol contra o Grêmio Barueri, em amistoso disputado no início deste ano -, Galhardo contou que teve um “pressentimento” de que iria balançar as redes nesta partida, que classificou o Peixe para a segunda fase da Copa do Brasil.

“Estava pressentindo que iria fazer o gol e dedico (o tento anotado) para a minha esposa”, disse o camisa 4 santista, que voltou a ser titular contra os piauienses, após ter ficado na reserva do improvisado volante Alan Santos, na goleada sobre o União Barbarense, no último sábado, pelo Campeonato Paulista.

Questionado sobre o lance do gol, Rafael Galhardo não demonstrou surpresa pela felicidade no chute, que acertou o ângulo direito do goleiro Robson, aos 25 minutos do segundo tempo. “O time deles estava fechado, e eu costumo chutar de longe nos treinamentos. Meus companheiros me incentivam para arriscar e acabou saindo o gol”, concluiu.

Classificado, o Alvinegro Praiano agora enfrenta o Joinville (SC), na segunda fase da competição nacional.

Flamengo-PI 2 x 2 Santos

Data: 10/04/2013, quarta-feira, 22h00.
Competição: Copa do Brasil – 1ª fase – Jogo de ida
Local: Estádio Albertão, em Teresina, PI.
Público e Renda: N/D
Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN).
Auxiliares: Luis Carlos Camara Bezerra e Izac Márcio da Silva Oliveira (ambos do RN).
Cartões amarelos: Niel, Laércio e Rafinha (F); Rafael, Edu Dracena e Rafael Galhardo (S).
Cartão vermelho: Laércio (F).
Gols: Giva (26-1) e Montillo (30-1); Édson Di (32-1, de pênalti) e Édson Di (09-2).

FLAMENGO-PI
Robson; Niel, Laércio, Rafael Freitas e Rafinha (Wildinho); Alessandro, Marcelo, Léo Maceió e Neílson (Bruno Potiguar); Lúcio e Édson Di (Augusto).
Técnico: Josué Teixeira

SANTOS
Rafael; Rafael Galhardo, Edu Dracena, Durval e Léo; Renê Júnior, Alan Santos, Cícero e Montillo; Giva (André) e Neymar.
Técnico: Tata (interino)



Santos abre 2 a 0, mas cede empate ao Flamengo-PI na Copa do Brasil

Com resultado, equipe paulista não consegue eliminar o jogo de volta contra o rival piauíense

O Santos não teve a mais feliz das atuações em sua estreia na Copa do Brasil. Depois de sair na frente no placar e chegar a abrir 2 a 0, com gols de Giva e do argentino Montillo, o Peixe viu o Flamengo-PI reagir e chegar ao empate, com dois gols de Édson Di, em confronto realizado na noite desta quarta-feira, no Estádio Albertão.

Com este resultado, santistas e piauienses voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, na Vila Belmiro. Os alvinegros podem até empatar em 0 a 0 e 1 a 1, que mesmo assim estarão classificados para a segunda fase da competição.

O jogo

Na busca por uma vitória por dois ou mais gols de diferença, o Santos começou a partida pressionando o Flamengo-PI. Na primeira chance criada pelo Peixe, aos nove minutos, o volante Alan Santos arriscou de longa distancia, a bola saiu rasteira, mas tocou a rede, pelo lado de fora.

Os santistas criaram uma nova oportunidade, quando Rafael Galhardo também resolveu arriscar de fora da área, aos 13. A bola desviou em Alessandro e saiu com perigo, em escanteio para a equipe praiana.

Os alvinegros só abriram o placar aos 26, quando Neymar deu belo toque de ‘letra’ para Giva deixar o zagueiro para trás, driblar o goleiro Robson e completar com a perna esquerda para o fundo das redes.

Melhor em campo, o Santos ampliou a sua vantagem com nova assistência do seu camisa 11. Aos 30, Neymar cruzou na cabeça de Montillo, que tocou a bola para o gol, sem chances para o arqueiro rival: 2 a 0.

Porém, em uma desatenção da zaga santista, os piauienses conseguiram diminuir a vantagem alvinegra. Rafael fez pênalti em Lúcio. Na cobrança, aos 32, Édson Di soltou a bomba, sem chances para o goleiro do Peixe.

Antes do intervalo, o time da Vila Belmiro ainda teve a chance de marcar o seu terceiro gol. Galhardo tentou a finalização de fora da área, a bola bateu na zaga e sobrou para Giva, que arrematou de primeira à direita do gol.

Na volta para a etapa complementar, o Flamengo-PI chegou ao empate, através de uma cobrança de falta. Aos nove, Édson Di bateu, a bola resvalou na barreira e foi no ângulo direito de Rafael, que não teve chances de defesa: 2 a 2.

Após sofrer o empate, o Santos tentou retomar a pressão exercida no início do jogo, mas via os nordestinos se superarem com uma marcação forte nos principais homens da equipe praiana.

O Peixe teve uma boa oportunidade para voltar a ficar na frente no marcador, aos 23. Montillo cruza pela direita, a defesa do Flamengo-PI não afastou e Neymar, de perna esquerda, isolou a bola, desperdiçando uma grande oportunidade de gol.

Os nordestinos responderam e quase viraram o placar. Aos 35, Lúcio invadiu a área pela direita e fez o chute, exigindo boa defesa de Rafael, que evitou o terceiro gol dos donos da casa.

Nos minutos finais, o técnico interino Tata – o auxiliar substituiu Muricy Ramalho, que não viajou pata Teresina (PI) devido à recomendação medica, por conta de um quadro de diverticulite – colocou André no lugar de Giva e o argentino Patito Rodriguez na vaga de Rafael Galhardo.

Os santistas chegaram ainda a ficar com um atleta a mais em campo, por conta da expulsão de Laércio, aos 41, mas o time praiano não conseguiu voltar a ficar no comando do marcador e o confronto terminou empatada no Albertão.

Bastidores da chegada em Teresina – Santos TV:

Neymar minimiza empate no Piauí e diz: “Na Vila é que o bicho pega”

Atacante do Santos elogiou o Flamengo-PI, que buscou empate após estar perdendo por 2 a 0 nesta quarta

Com duas assistências para gols no empate do Santos com o Flamengo-PI, na noite desta quarta-feira, no Estádio Albertão, o atacante Neymar deixou o gramado minimizando o resultado na estreia da Copa do Brasil. Apesar de o Peixe não ter definido a classificação no primeiro confronto diante dos nordestinos, o camisa 11 santista procurou não se lamentar demais pelo empate neste início de competição.

Para o atacante, o time praiano não deixou a desejar em Teresina (PI), apesar de o rival não ser um clube de grande tradição no futebol nacional. “Eu falei que a gente não veio aqui para dar espetáculo. Não faltou nada (atitude), o Flamengo-PI fez um jogo muito bom e está de parabéns”, afirmou.

Mesmo insatisfeito com o empate, Neymar lembrou que a equipe alvinegra tem plenas condições de superar o adversário na próxima quarta, na Vila Belmiro, e garantir a qualificação para a etapa seguinte do torneio.

“Vamos ter o segundo jogo em casa, lá na Vila. Se aqui é o caldeirão deles, lá é o nosso. Na Vila Belmiro é que o ‘bicho’ pega”, concluiu.

Com a vantagem de decidir a vaga em casa, o Santos pode até mesmo empatar em 0 a 0 ou 1 a 1 com o Flamengo-PI, que mesmo assim irá avançar na Copa do Brasil.

Montillo lamenta empate e mostra preocupação com gols de bola parada

“Queríamos matar aqui (em Teresina), mas não foi possível. Não conseguimos e agora é continuar trabalhando”, disse o meia do Santos

Se por um lado o atacante Neymar minimizou o empate com o Flamengo-PI , na noite desta quarta-feira, no Estádio Albertão, por outro o meia Montillo demonstrou a sua preocupação com algumas falhas da equipe praiana. O argentino, autor do segundo gol do Peixe na partida, ficou contrariado com a reação dos nordestinos, especialmente pelo fato de o último tento dos piauienses – o primeiro foi de pênalti – ter saído em uma cobrança de falta.

“Jogamos bem no primeiro tempo, mas infelizmente sofremos um gol de falta (do atacante Édson Di), que é algo que não pode acontecer. Estamos sofrendo muitos gols de bola parada”, disse Montillo.

O camisa 10 pediu concentração total aos alvinegros, visando o duelo de volta com o Flamengo-PI, na próxima quarta, na Vila Belmiro. Até mesmo um empate em 0 a 0 ou 1 a 1 garante os santistas na segunda fase da competição. “Queríamos matar aqui (em Teresina), mas não foi possível. Não conseguimos e agora é continuar trabalhando. Na próxima semana precisaremos ‘matar’ o jogo em casa”, encerrou.

Rafael evita criticar o Santos e cita dificuldades da Copa do Brasil

Goleiro santista acredita que a sua equipe poderia ter saído com o confronto definido do Piauí

O empate com o Flamengo-PI, por 2 a 2, na última quarta-feira, no Estádio Albertão, não agradou a maior parte dos jogadores do Santos e também deixou o goleiro Rafael insatisfeito. Para o camisa 1 do Peixe, que evitou criticar a equipe praiana, os alvinegros poderiam ter saído de Teresina (PI) com uma vitória, até mesmo por dois gols de diferença, o que garantiria os santistas na segunda fase da Copa do Brasil.

“A gente queria vencer, só que infelizmente não conseguimos. Tivemos adversidades e não conseguimos contorná-las nesta partida. Mas, pelo menos, não perdemos. Sabemos que a Copa do Brasil é assim. Quando fomos campeões em 2010, eliminamos o jogo de volta apenas na segunda fase (contra o Remo-PA). É uma competição difícil”, destacou o arqueiro.

O Santos volta a enfrentar os piauienses na próxima quarta, na Vila Belmiro. Porém, antes do segundo confronto desta primeira etapa do torneio nacional, o Peixe volta a entrar em campo pelo Campeonato Paulista.

Os santistas visitam o União Barbarense, no sábado, a partir das 18h30 (horário de Brasília), no Estádio Antônio Lins Ribeiro Guimarães. “Agora é trabalhar porque temos de vencer o jogo de volta contra o Flamengo-PI. Antes, nós temos mais um compromisso pelo Paulistão. Precisamos ganhar para terminar bem a primeira fase (da competição estadual)”, concluiu Rafael.

Santos FC x EC Flamengo
Santos Futebol Clube x Esporte Clube Flamengo (PI)


Retrospecto:

03 jogos
02 vitórias
01 empate
00 derrota
08 gols pró
04 gols contra
04 saldo

Resultados:

08/12/1976 – Santos 4 x 2 Flamengo-PI – Amistoso – Albertão, Teresina
10/04/2013 – Santos 2 x 2 Flamengo-PI – Copa do Brasil – Albertão, Teresina
17/04/2013 – Santos 2 x 0 Flamengo-PI – Copa do Brasil – Vila Belmiro