Navegando Posts marcados como Gallo

Santos 4 x 1 Grêmio

Data: 19/10/1995, quinta, 21h30.
Competição: Campeonato Brasileiro – 2º turno – 3ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 3.058 pagantes
Renda: R$ 19.168,00
Árbitro: Márcio Rezende de Freitas
Cartões amarelos: Carlinhos, Ranielli e Giovanni (S); Émerson (G).
Cartao vermelho: Carlos Miguel (G).
Gols: Gallo (09-1); Nildo (06-2), Giovanni (07-2), Giovanni (25-2) e Giovanni (44-2).

SANTOS
Edinho; Marcelo Silva, Ronaldo, Narciso e Marcos Adriano; Gallo, Carlinhos, Vágner (Camanducaia) e Robert; Jamelli e Giovanni.
Técnico: Cabralzinho

GRÊMIO
Silvio; Arce, Vágner, Luciano e Carlos Miguel; Gelson, Luis Carlos Goiano, Émerson (Magno), Alexandre; Nildo e Paulo Nunes (Ranielli).
Técnico: Luís Felipe Scolari



Santos vence com 3 gols do meia Giovanni

O Santos obteve sua primeira vitória no segundo turno do Brasileiro ao golear o Grêmio por 4 a 1, ontem à noite na Vila Belmiro.
Giovanni (três) e Gallo marcaram para a equipe santista; Nildo fez o único gol dos gaúchos.

Com a vitória, o Santos passou à segunda posição no Grupo B do Brasileiro, com cinco pontos.

No primeiro tempo, o Santos abriu o placar por meio de Gallo, de cabeça, aos 9min.

Porém, o time santista se acomodou com a vantagem no marcador e permitiu que o Grêmio criasse duas boas chances de gol, desperdiçadas pelos seus atacantes.

Mas o empate só aconteceu aos 6min do segundo tempo, quando Nildo aproveitou uma falha do goleiro Edinho, que não conseguiu cortar um cruzamento, e empatou a partida.

A resposta do Santos veio no minuto seguinte: Camanducaia fez um cruzamento fechado, a bola bateu no travessão e sobrou para Giovanni, livre de marcação na área, marcar.

O mesmo Giovanni ampliou o marcador, aos 25min, após receber um passe do atacante Jamelli, chutando no canto esquerdo, sem chances de defesa ao goleiro Silvio.

Giovanni voltou a marcar, aos 43min, fechando o placar.


Santos 2 x 0 Vasco

Data: 20/08/1994, sábado, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – Grupo C – 3ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 13.440 pagantes
Renda: R$ 73.838.00
Árbitro: José Mocelin (RS).
Cartões amarelos: Silva e Narciso (S); Yan, Leandro, Alexandre Torres e Ricardo Rocha (V).
Gols: Guga (09-2, de pênalti) e Gallo (44-2).

SANTOS
Edinho; Índio, Júnior, Narciso e Silva; Dinho, Gallo, Neto (Nenê) e Paulinho Kobayashi (Cerezo); Macedo e Guga.
Técnico: Serginho Chulapa

VASCO
Carlos Germano; Pimentel, Torres, Ricardo Rocha e Sidnei; França, Leandro Ávila e Vítor (Jean); Yan, Valdir e João Paulo (Pedro Renato).
Técnico: Sebastião Lazaroni



Santos espanta início de crise com vitória sobre Vasco na Vila Belmiro

A vitória contra o Vasco anteontem por 2 a 0 espantou um início de crise que começou a rondar a Vila Belmiro na sexta-feira.

Nesse dia, o técnico Serginho deveria comandar um treino coletivo como preparação para o jogo contra o Vasco. Ele não apareceu. O motivo era o atraso no pagamento de seu salário.
“Resolvi não dar o treino para não explodir com quem não tinha culpa”, afirmou o treinador.

Após a vitória contra o time carioca, Serginho disse que as dívidas da diretoria com ele “estavam resolvidas”.

Hoje, Serginho comanda o primeiro treino visando o jogo contra o Bahia, quarta-feira, às 21h, na Vila Belmiro. Ele se diz satisfeito com o desempenho da equipe, líder do Grupo C com cinco pontos e afirma que mantém a mesma equipe contra o time baiano.

“Somos os líderes em pontos ganhos, estamos invictos e a nossa defesa não tomou nenhum gol”, afirmou.

Serginho quer vencer o Bahia e buscar um empate no próximo sábado, quando o Santos enfrenta o Guarani, em Campinas.


Santos 1 X 0 Bragantino

Data: 15/03/1994, terça-feira, 20h30.
Competição: Campeonato Paulista – 1º turno –
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 4.580 pagantes
Renda: CR$ 16.474.000,00
Árbitro: José Mocelim
Gol: Gallo (23-1).

SANTOS
Edinho; Sérgio Santos, Junior, Marcelo Fernandes e Luciano; Dinho, Cerezo, Gallo e Carlinhos; Macedo (Neizinho) e Guga.
Técnico: Serginho Chulapa

BRAGANTINO
Marcelo; Walmir, Ney, Remerson e Da Guia; Pires, Alberto, Marcão e Marcelo Prates, Silvio e Ciro.
Técnico: Dusan Drascovic



Santos vence a terceira seguida com Serginho



Santos faz último jogo na Vila sem Índio e Ranielli ( Em 15/03/1994 )

Sem Índio e Ranielli, suspensos pelo terceiro cartão amarelo, o Santos faz hoje contra o Bragantino sua última partida na Vila Belmiro pelo primeiro turno do Campeonato Paulista.

Invicto desde que Serginho assumiu a direção da equipe, o Santos manterá o esquema com quatro homens no meio, ficando o ataque para o centroavante Guga e o ponta Macedo, artilheiro do time com quatro gols.

O substituto do meia Ranielli vai ser Carlinhos. Ele terá a função de atuar próximo à Guga, evitando que ele fique isolado no meio da defesa adversária.

Para Guga, que tem dois gols no campeonato, “o meio-de-campo forte, com um homem atuando mais à frente, faz com que a defesa adversária tenha mais com que se preocupar”. Segundo ele, o número de gols nos dois últimos jogos mostra a eficácia do sistema tático adotado por Serginho.

Em todo o campeonato, o Santos marcou um total de 12 gols. Serginho comanda a equipe desde o jogo contra o União São João. Nesses últimos três jogos, o ataque marcou seis gols, 50% do total.

Segundo Serginho, a subida de produção do time não está ligada somente à mudança tática. “O Santos melhorou quando a cabeça dos jogadores melhorou, quando eles passaram a acreditar em si mesmos”, declara o treinador.

Na partida de hoje, Cerezo e Gallo se revezarão como volantes, cobrindo o miolo da zaga e a subida dos laterais. Dinho jogará mais próximo ao círculo central, dando combate ao meio-campo adversário. E Carlinhos, o quarto homem do quadrado santista, terá que vir de trás, para tabelar com Guga e Macedo.

Com o ambiente calmo e a relação entre torcida e jogadores melhor, a preocupação passa a ser o segundo turno. A diretoria pretende contratar um meia-direita e de um quarto-zagueiro.

Fonte: Jornal Folha de SP

Santos 2 x 2 Guarani

Data: 26/01/1994, quarta-feira, 20h30.
Competição: Campeonato Paulista – 2ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 11.898 pagantes
Renda: CR$ 8.819.000,00
Árbitro: José Mocelin
Cartão vermelho: Fernando (G).
Gols: Gallo (24-1, de pênalti), Djalminha (30-1), Clóvis (41-1); Neizinho (08-2).

SANTOS
Gilberto; Silva, Júnior, Marcelo Fernandes e Marcos Paulo (Sérgio Santos); Gallo, Zé Renato (Marcelo Passos) e Ranielli; Macedo, Neizinho e Paulinho Kobayashi.
Técnico: Pepe

GUARANI
Narciso, Gustavo, Adílson, Fernandes e Róbinson (Rocha); Valmir, Rodnei, Djalminha e Edu Lima (Ronaldo); Tiba e Clóvis.
Técnico: Oscar Bernardi



Santos só empata com o Guarani na estreia

O Santos empatou ontem na sua estreia no Campeonato Paulista: 2 a 2 com o Guarani. Pelé assistiu ao jogo da arquibancada e disse que o placar foi “injusto”.

O volante Gallo abriu o placar aos 25min, cobrando um pênalti sofrido pelo atacante Macedo.

O Guarani reagiu rápido. Em dez minutos, ainda no 1º tempo, fez dois gols. Djalminha, de falta, aos 30min, e Clóvis, aos 41min.

Aos 4min do segundo tempo, Neizinho empatou a partida.



Santos tenta sufocar o Guarani na estreia ( Em 26/01/1994 )

Os jogadores do Santos estréiam hoje no Campeonato Paulista, às 20h30, na Vila Belmiro, determinados a jogar avançados, marcando a saída de bola do Guarani. “A ordem é sufocar o adversário, não dar espaços e começar com vitória”, disse o atacante Macedo, que faz sua primeira partida pelo time.

Para o técnico Pepe, a presença de Pelé no estádio será um fator a mais de incentivo.

O Guarani quer evitar a repetição dos erros cometidos pelos jogadores na derrota para o América (2 a 1), no domingo. A novidade do time de Campinas deverá ser a estréia do lateral-direito Jura, no lugar de Henrique, que foi para o Flamengo. Com isso, o lateral Gustavo continua no meio-campo.



Vídeos: (1) Gols e (2) Reportagem do Globo Esporte.

Corinthians 3 x 2 Santos

Data: 20/11/1993, sábado, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 2ª fase
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo, SP.
Público: 45.970 pagantes
Renda: CR$ 49.749.500,00
Árbitro: Oscar Roberto Godói (SP).
Cartões amarelos: Baré, Zé Elias, Ezequiel, Válber, Ronaldo e Elias (S); Gallo e Ricardo Rocha (S).
Gols: Rivaldo (05-2), Válber (10-2, de pênalti), Zé Elias (19-2), Gallo (21-2) e Guga (27-2).

CORINTHIANS
Ronaldo; Luís Carlos Winck (Elias), Baré, Embu e Leandro Silva; Ezequiel, Zé Elias, SImão (Tupãzinho) e Válber; Viola e Rivaldo.
Técnico: Mário Sérgio

SANTOS
Velloso; Índio, Júnior, Ricardo Rocha e Silva (Neizinho); Gallo, Axel, Darci (Márcio Griggio) e Sérgio Manoel; Almir e Guga.
Técnico: Pepe



O invicto Corinthians derrota o Santos
Técnico Pepe ainda não havia perdido desde que assumiu a equipe

Fonte: Jornal Folha de SP – http://acervo.folha.uol.com.br/fsp/1993/11/21/20//4852907