Navegando Posts marcados como Gilberto Sorriso

Santos 3 x 1 Ferroviária

Data: 02/08/1983, terça-feira, 21h15.
Competição: Campeonato Paulista – 1º turno
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 3.957 pagantes
Renda: Cr$ 2.635.800,00
Árbitro: Almir Ricci Peixoto Laguna
Cartões amarelos: Paulo Isidoro (S) e Marco Antônio (F).
Cartões vermelhos: Dema (S) e Mirandinha (F).
Gols: Careca (02-1) e Gilberto Sorriso (22-1); Júnior (05-2) e Paulo Isidoro (39-2).

SANTOS
Marolla; Betão, Davi, Fernando e Gilberto Sorriso; Dema, Paulo Isidoro e Pita; Lino, Serginho Dourado e Careca (Paulinho Batistote)
Técnica: Chico Formiga

FERROVIÁRIA
Luís Fernando; Sidnei, Vica, Marco Antônio (Júnior) e Zé Rubens; Pinheirense, Zé Roberto e Douglas Onça; Claudinho, Mirandinha e Bozó (Jorginho).
Técnico: Roberto Brida


Santos 2 x 1 Comercial RP

Data: 14/07/1983, quinta-feira, 21h15.
Competição: Campeonato Paulista – 1° turno
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 13.339 pagantes
Renda: Cr$ 10.344.800,00
Árbitro: José de Assis Aragão
Cartões amarelos: Lino e Paulo Isidoro (S); Gilberto, Nei, Luís Alberto e Paulinho (C).
Gols: Gilberto Sorriso (36-1) e Carlos (41-1); Serginho Chulapa (39-2).

SANTOS
Marolla; Betão, Márcio Rossini (Fernando), Toninho Carlos e Gilberto Sorriso; Dema, Paulo Isidoro e Pita; Lino (Careca), Serginho Chulapa e João Paulo.
Técnico: Chico Formiga

COMERCIAL RP
Gúbio; Paulinho Pereira, Edval, Marquinhos e Valdir; Nei, Gilberto Costa e Carlos; Luís Alberto, Paulinho e Wilsinho (Maguila).
Técnico: Zé Duarte


Davi e Betão foram convocados para o Pan-Americano da Venezuela.

O técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, convocou Márcio Rossini, Paulo Isidoro e Serginho Chulapa para um amistoso em favor das vítimas das enchentes no Sul e o Santos não os liberou.

Santos 2 x 0 Juventus

Data: 05/07/1983, terça-feira, 21h00.
Competição: Campeonato Paulista – 1° turno
Local: Estádio do Canindé, em São Paulo, SP.
Público: 12.688
Renda: Cr$ 10.101.900,00
Árbitro: Ulisses Tavares da Silva Filho
Cartões amarelos: Dema e Serginho Chulapa (S); Nélson, Mário, Gatãozinho, Nenê e Assis (J).
Cartões vermelhos: Lino e Paulo Martins (26-1); César e Bira (45-2).
Gols: Serginho Chulapa (34-2) e Gilberto Sorriso (40-2).

SANTOS
Marolla; Toninho Oliveira, Davi, Fernando e Gilberto Sorriso; Dema, Paulo Isidoro e Pita (Jorge Luís); Lino, Serginho Chulapa (Serginho Dourado) e João Paulo.
Técnico: Chico Formiga

JUVENTUS
Carlos; Nélson, Deodoro, Nenê e Bizi; Paulo Martins e César, Gatãozinho; Sidnei (Assis, 35-2), Bira e Wilsinho (Mário, 35-2).
Técnico: Fidélis


Comercial-MS 2 x 2 Santos

Data: 03/04/1983, domingo, 17h00.
Competiçao: Taça de Ouro (Campeonato Brasileiro) – 2ª fase – 6ª rodada
Local: Estádio Pedro Pedrossian, o Morenão, em Campo Grande, MS.
Público: 22.924 pagantes
Renda: Cr$ 9.499.400,00
Árbitro: Pedro Carlos Bregalda (RJ).
Gols: Fernando (03-1); Pita (04-2), Joãozinho (19-2) e Gilberto Sorriso (24-2).

COMERCIAL (MS)
Anselmo; César, Nélson, Cruz e Toni Gato; Fernando, Biro-Biro e Altimar; Cido, Marco Antônio e Viana (Colmann).
Técnico: Vicente Arenare

SANTOS
Silas; Toninho Carlos, Joãozinho, Pagani e Gilberto Sorriso; Dema, Paulo Isidoro e Pita; Serginho Dourado (Camargo), Serginho Chulapa e João Paulo.
Técnico: Chico Formiga



Defesa falha e Santos empata

Fonte: Jornal Folha de SP

Santos 2 x 1 Vasco

Data: 09/05/1982, domingo, 20h15.
Competição: Torneio dos Campeões – Grupo B – 1º turno – 4ª rodada (última)
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 6.713 pagantes
Renda: Cr$ 1.928.100,00
Árbitro: Marcus Vinícius dos Santos (MG).
Gols: Gilberto Sorriso (18-1) e Dudu (39-1); João Paulo (07-2).

SANTOS
Marolla; Mauro Campos, Joãozinho, Toninho Carlos e Gilberto Sorriso; Zé Carlos, Cardim e Pita; Paulinho Batistote, Ferreira (Carlos Silva) e João Paulo.
Técnico: Paulo Emílio

VASCO
Acácio; Galvão, Nei, Marajó e João Luís; Dudu, Serginho (Renato Sá) e Ernani; Wilsinho (Zino), Roberto Dinamite e Marquinho.
Técnico: Antônio Lopes



Santos consegue primeira vitória

João Paulo perdeu um pênalti no 2º tempo, cobrando com displicência e acertando a trave, e foi hostilizado pela torcida, que, inclusive, pichou os muros da Vila com críticas ao ponta-esquerda e ao goleiro Marolla.

Santos e Vasco cumpriam tabela, já que o Grupo B foi vencido pelo São Paulo.

Fonte: Jornal Folha de SP