Navegando Posts marcados como Guarani

Santos FC x Guarani FC
Santos Futebol Clube x Guarani Futebol Clube


Retrospecto:

182 jogos
100 vitórias
038 empates
044 derrotas
380 gols pró
228 gols contra
152 saldo

Resultados:

31/08/1924 – Santos 3 x 0 Guarani – Amistoso – Vila Belmiro
10/04/1927 – Santos 5 x 6 Guarani – Amistoso – Estádio do Guarany
21/08/1927 – Santos 10 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
05/02/1928 – Santos 4 x 2 Guarani – Paulista – Estádio do Guarany
10/06/1928 – Santos 0 x 1 Guarani – Paulista – Estádio do Guarany
30/09/1928 – Santos 3 x 2 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
01/09/1929 – Santos 0 x 0 Guarani – Amistoso – Estádio do Guarany
08/09/1929 – Santos 3 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
26/01/1930 – Santos 3 x 2 Guarani – Amistoso – Vila Belmiro
16/02/1930 – Santos 0 x 3 Guarani – Amistoso – Estádio do Guarany
06/04/1930 – Santos 3 x 3 Guarani – Paulista – Estádio do Guarany
21/12/1930 – Santos 5 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
15/03/1931 – Santos 1 x 2 Guarani – Amistoso – Estádio do Guarany
20/09/1931 – Santos 3 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
01/11/1931 – Santos 3 x 0 Guarani – Paulista – Estádio do Guarany
01/10/1933 – Santos 3 x 2 Guarani – Amistoso – Estádio do Guarany
21/06/1936 – Santos 1 x 3 Guarani – Amistoso – Estádio do Guarany
12/11/1939 – Santos 1 x 1 Guarani – Amistoso – Estádio do Guarany
10/12/1939 – Santos 2 x 2 Guarani – Amistoso – Vila Belmiro
04/03/1945 – Santos 2 x 1 Guarani – Amistoso – Estádio do Guarany
19/07/1947 – Santos 3 x 2 Guarani – Amistoso – Estádio do Guarany
29/10/1950 – Santos 1 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
10/12/1950 – Santos 2 x 4 Guarani – Paulista – Estádio do Guarany
01/04/1951 – Santos 0 x 1 Guarani – Amistoso – Estádio do Guarany
08/04/1951 – Santos 4 x 2 Guarani – Amistoso – Vila Belmiro
06/07/1951 – Santos 3 x 3 Guarani – Amistoso – Vila Belmiro
07/10/1951 – Santos 1 x 0 Guarani – Paulista – Estádio do Guarany
26/01/1952 – Santos 7 x 2 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
19/10/1952 – Santos 4 x 3 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
28/12/1952 – Santos 2 x 0 Guarani – Paulista – Estádio do Guarany
11/10/1953 – Santos 0 x 3 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
27/12/1953 – Santos 3 x 0 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
12/02/1954 – Santos 3 x 2 Guarani – Amistoso – Vila Belmiro
14/02/1954 – Santos 2 x 1 Guarani – Amistoso – Brinco de Ouro
30/05/1954 – Santos 0 x 0 Guarani – Amistoso – Vila Belmiro
18/07/1954 – Santos 3 x 2 Guarani – Amistoso – Brinco de Ouro
10/10/1954 – Santos 2 x 0 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
28/11/1954 – Santos 2 x 1 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
09/10/1955 – Santos 2 x 4 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
20/11/1955 – Santos 5 x 0 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
21/06/1956 – Santos 3 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
14/04/1957 – Santos 6 x 1 Guarani – Amistoso – Vila Belmiro
15/08/1957 – Santos 8 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
14/11/1957 – Santos 1 x 1 Guarani – Amistoso – Vila Belmiro
17/09/1958 – Santos 8 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
14/12/1958 – Santos 7 x 1 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
10/09/1959 – Santos 4 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
20/12/1959 – Santos 2 x 3 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
24/07/1960 – Santos 2 x 2 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
02/10/1960 – Santos 1 x 3 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
10/01/1961 – Santos 10 x 2 Guarani – Amistoso – Vila Belmiro
09/08/1961 – Santos 3 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
22/10/1961 – Santos 2 x 1 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
26/08/1962 – Santos 1 x 1 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
31/10/1962 – Santos 5 x 0 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
04/08/1963 – Santos 2 x 1 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
04/12/1963 – Santos 1 x 2 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
19/08/1964 – Santos 6 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
18/11/1964 – Santos 1 x 5 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
12/09/1965 – Santos 7 x 0 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
04/12/1965 – Santos 1 x 0 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
07/09/1966 – Santos 0 x 3 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
26/11/1966 – Santos 2 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
23/07/1967 – Santos 2 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
03/12/1967 – Santos 1 x 1 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
08/02/1968 – Santos 1 x 0 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
10/04/1968 – Santos 2 x 0 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
05/03/1969 – Santos 0 x 1 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
04/06/1969 – Santos 1 x 0 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
19/07/1970 – Santos 5 x 2 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
05/08/1970 – Santos 5 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
21/03/1971 – Santos 2 x 2 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
02/06/1971 – Santos 1 x 0 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
23/04/1972 – Santos 0 x 1 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
02/08/1972 – Santos 4 x 2 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
22/04/1973 – Santos 1 x 0 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
15/08/1973 – Santos 1 x 0 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
14/11/1973 – Santos 1 x 1 Guarani – Brasileiro – Brinco de Ouro
03/02/1974 – Santos 2 x 0 Guarani – Brasileiro – Pacaembu
24/03/1974 – Santos 2 x 2 Guarani – Brasileiro – Brinco de Ouro
22/09/1974 – Santos 2 x 2 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
15/12/1974 – Santos 1 x 0 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
15/01/1975 – Santos 3 x 1 Guarani – Torneio Laudo Natel – Brinco de Ouro
14/05/1975 – Santos 2 x 3 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
06/07/1975 – Santos 1 x 1 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
25/01/1976 – Santos 1 x 3 Guarani – Taça Governador do Estado – Brinco de Ouro
20/03/1976 – Santos 0 x 3 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
13/03/1977 – Santos 2 x 0 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
25/06/1977 – Santos 1 x 2 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
11/09/1977 – Santos 1 x 0 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
08/03/1978 – Santos 2 x 3 Guarani – Amistoso – Brinco de Ouro
08/07/1978 – Santos 1 x 2 Guarani – Brasileiro – Brinco de Ouro
18/10/1978 – Santos 0 x 2 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
18/03/1979 – Santos 1 x 0 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
30/05/1979 – Santos 3 x 1 Guarani – Paulista – Pacaembu
16/06/1979 – Santos 3 x 1 Guarani – Paulista – Morumbi
01/08/1979 – Santos 0 x 5 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
12/09/1979 – Santos 1 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
21/11/1979 – Santos 1 x 1 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
05/04/1980 – Santos 4 x 1 Guarani – Brasileiro – Vila Belmiro
04/05/1980 – Santos 1 x 1 Guarani – Brasileiro – Brinco de Ouro
28/06/1980 – Santos 1 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
25/10/1980 – Santos 1 x 2 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
02/05/1981 – Santos 1 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
10/10/1981 – Santos 0 x 2 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
06/05/1982 – Santos 1 x 2 Guarani – Torneio dos Campeões – Brinco de Ouro
22/05/1982 – Santos 2 x 0 Guarani – Torneio dos Campeões – Vila Belmiro
28/07/1982 – Santos 0 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
05/12/1982 – Santos 1 x 2 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
16/03/1983 – Santos 1 x 1 Guarani – Brasileiro – Vila Belmiro
26/03/1983 – Santos 2 x 2 Guarani – Brasileiro – Brinco de Ouro
03/07/1983 – Santos 4 x 0 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
27/10/1983 – Santos 2 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
04/07/1984 – Santos 1 x 0 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
07/10/1984 – Santos 1 x 2 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
03/02/1985 – Santos 1 x 0 Guarani – Brasileiro – Vila Belmiro
03/04/1985 – Santos 1 x 1 Guarani – Brasileiro – Brinco de Ouro
31/07/1985 – Santos 1 x 3 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
06/10/1985 – Santos 1 x 3 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
04/05/1986 – Santos 3 x 1 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
28/05/1986 – Santos 2 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
21/09/1986 – Santos 0 x 1 Guarani – Brasileiro – Vila Belmiro
21/05/1987 – Santos 1 x 0 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
05/08/1987 – Santos 0 x 0 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
12/03/1988 – Santos 0 x 2 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
12/11/1988 – Santos 0 x 0 Guarani – 3 x 2 pênaltis – Brasileiro – Vila Belmiro
27/04/1989 – Santos 0 x 0 Guarani – 5 x 3 pênaltis – Paulista – Brinco de Ouro
07/05/1990 – Santos 1 x 0 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
28/07/1991 – Santos 0 x 0 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
08/10/1991 – Santos 0 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
17/02/1992 – Santos 1 x 0 Guarani – Brasileiro – Vila Belmiro
05/08/1992 – Santos 2 x 0 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
28/10/1992 – Santos 1 x 1 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
03/02/1993 – Santos 2 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
24/03/1993 – Santos 2 x 1 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
22/09/1993 – Santos 1 x 2 Guarani – Brasileiro – Brinco de Ouro
24/10/1993 – Santos 3 x 3 Guarani – Brasileiro – Vila Belmiro
26/01/1994 – Santos 2 x 2 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
17/04/1994 – Santos 1 x 1 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
09/06/1994 – Santos 3 x 1 Guarani – Amistoso – Brinco de Ouro
27/08/1994 – Santos 0 x 4 Guarani – Brasileiro – Brinco de Ouro
04/09/1994 – Santos 1 x 0 Guarani – Brasileiro – Vila Belmiro
26/11/1994 – Santos 3 x 0 Guarani – Brasileiro – Vila Belmiro
12/03/1995 – Santos 3 x 1 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
27/04/1995 – Santos 1 x 2 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
03/12/1995 – Santos 2 x 0 Guarani – Brasileiro – Pacaembu
14/03/1996 – Santos 0 x 2 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
16/05/1996 – Santos 2 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
17/08/1996 – Santos 1 x 1 Guarani – Brasileiro – Brinco de Ouro
19/02/1997 – Santos 2 x 3 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
11/10/1997 – Santos 3 x 2 Guarani – Brasileiro – Vila Belmiro
02/09/1998 – Santos 1 x 1 Guarani – Brasileiro – Brinco de Ouro
01/05/1999 – Santos 1 x 0 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
30/05/1999 – Santos 2 x 0 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
22/08/1999 – Santos 1 x 2 Guarani – Brasileiro – Vila Belmiro
30/04/2000 – Santos 2 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
17/05/2000 – Santos 1 x 0 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
16/11/2000 – Santos 2 x 3 Guarani – Brasileiro – Brinco de Ouro
21/01/2001 – Santos 1 x 0 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
09/09/2001 – Santos 1 x 1 Guarani – Brasileiro – Brinco de Ouro
24/03/2002 – Santos 2 x 0 Guarani – Torneio Rio SP – Vila Belmiro
02/11/2002 – Santos 2 x 0 Guarani – Brasileiro – Jaime Cintra
07/06/2003 – Santos 2 x 1 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
08/10/2003 – Santos 1 x 1 Guarani – Brasileiro – Vila Belmiro
07/03/2004 – Santos 3 x 0 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
26/06/2004 – Santos 2 x 1 Guarani – Brasileiro – Pacaembu
02/10/2004 – Santos 1 x 0 Guarani – Brasileiro – Brinco de Ouro
10/02/2005 – Santos 0 x 0 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
12/03/2006 – Santos 1 x 2 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
21/02/2008 – Santos 3 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
15/02/2009 – Santos 3 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
14/04/2010 – Santos 8 x 1 Guarani – Copa do Brasil – Vila Belmiro
21/04/2010 – Santos 2 x 3 Guarani – Copa do Brasil – Brinco de Ouro
26/05/2010 – Santos 3 x 1 Guarani – Brasileiro – Vila Belmiro
19/09/2010 – Santos 0 x 0 Guarani – Brasileiro – Brinco de Ouro
29/02/2012 – Santos 2 x 0 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro
06/05/2012 – Santos 3 x 0 Guarani – Paulista – Morumbi
13/05/2012 – Santos 4 x 2 Guarani – Paulista – Morumbi
16/03/2013 – Santos 2 x 1 Guarani – Paulista – Vila Belmiro
18/02/2019 – Santos 3 x 0 Guarani – Paulista – Pacaembu
27/01/2020 – Santos 2 x 1 Guarani – Paulista – Brinco de Ouro



Obs.:
Estádio do Guarany: inaugurado em 15/07/1923 e utilizado até 1953.
Brinco de Ouro: inaugurado em 31/05/1953.

Santos 3 x 1 Guarani

Data: 15/02/2009, domingo, 19h10.
Competição: Campeonato Paulista – 8ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Árbitro: Wilson Luiz Seneme
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho e Everson Luiz Luquesi Soares
Cartões amarelos: Léo e Fabão (S); Maranhão, Cléverson, Plínio, João Paulo e Itaqui (G)
Cartão vermelho: Rodrigo Souto (S) e Maranhão (G).
Gols: Madson (10-1); Fabão (14-2), Henrique (21-2) e Ganso (40-2).

SANTOS
Douglas; Pará, Adaílton (Paulo Henrique), Fabão e Léo; Roberto Brum, Rodrigo Souto, Róbson (Paulo Henrique Lima) e Madson; Roni (Bolaños) e Kléber Pereira.
Técnico: Serginho Chulapa (interino)

GUARANI
Douglas, Maranhão, Augusto, Plínio e João Paulo; Gláuber (Itaqui), Claudiney Rincón, Bruno e Mário César (Dairo); Cléverson (Chiquinho) e Henrique.
Técnico: Luciano Dias



Santos recebe Vágner Mancini com vitória sobre o Guarani

Aos olhos de Vágner Mancini, que será apresentado nesta segunda-feira como seu novo técnico, o Santos reencontrou-se com a vitória no Campeonato Paulista depois de três rodadas, ao bater o Guarani por 3 a 1, neste domingo à noite, na Vila Belmiro. O triunfo levou os anfitriões ao quinto lugar, com 13 pontos, e derrubou os bugrinos, que não ganham há seis jogos, para o 16º, com 8 pontos.

Contratado para o lugar de Márcio Fernandes, demissionário após a derrota para o Marília, na última quinta-feira, Mancini foi liberado pelo Vitória e assinou contrato neste domingo. Assistiu à partida dos camarotes e viu um time que recuperou o volume ofensivo dos primeiros jogos do Estadual e poderia ter vencido por mais não fossem as falhas nas finalizações.

A desorganização do sistema defensivo do Guarani foi um convite para a reabilitação do Santos, comandado pelo interino Serginho Chulapa. Mal marcados, os meias Róbson e Madson encostaram com muita facilidade nos atacantes Roni e Kléber Pereira.

O primeiro ataque já mostrou a fragilidade do adversário: aos 10min, Roni cruzou para trás e Madson apareceu nas costas do lateral-direito Maranhão para marcar seu primeiro gol com a camisa santista. O placar só não foi maior na primeira etapa porque Róbson perdeu uma chance sem goleiro e Kléber Pereira acertou o travessão.

O Guarani não soube aproveitar os desfalques da defesa santista, que não contou com Fábio Costa e Fabiano Eller, suspensos por terem ido às vias de fato no intervalo do jogo em Marília, e ainda perdeu Adaílton, contudido com nove minutos de jogo.

Substituto de Eller, Fabão “achou” o segundo gol aos 14min da etapa final, de canela, após saída errada do goleiro Douglas em cobrança de escanteio. O Santos, que já tinha voltado do intervalo em ritmo mais lento, acomodou-se e foi castigado em pouco tempo: aos 21min, Henrique completou bom cruzamento de Maranhão e diminuiu. A reação, no entanto, parou por aí: aos 40min, o garoto Paulo Henrique Lima acertou um belo chute no ângulo e fechou o marcador.


Vídeos: (1) Melhores momentos e (2) torcida organizada protesta contra Émerson Leão.

Santos 3 x 1 Guarani

Data: 21/02/2008, quinta-feira, 20h30.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 10ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 3.469 pagantes
Renda: R$ 43.685,00
Árbitro: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral
Auxiliares: Márcio Luiz Augusto e Alex Alexandrino
Cartões amarelos: Marcinho Guerreiro (S); Juliano e Roger Bernardo (G).
Gols: Kléber Pereira (16-1) e Wesley (46-1); Paulo Santos (10-2) e Kléber Pereira (29-2).

SANTOS
Fábio Costa; Denis, Adaílton, Betão e Carleto; Marcinho Guerreiro, Rodrigo Souto e Molina (Paulo Henrique); Wesley (Quiñonez), Kléber Pereira e Trípodi (Tiago Luís).
Técnico: Emerson Leão

GUARANI
Gisiel; Lucas (Henrique), Xandão, Danilo Silva e Roque (Jônathas), Roger Bernardo, João Paulo, Paulo Santos e Marcinho; Fábio Pinto (Andrézinho) e Juliano.
Técnico: Jair Picerni



Kléber Pereira brilha, Santos vence Guarani e deixa zona de risco

Kléber Pereira havia atraído os holofotes na véspera de Santos x Guarani, quando perdera um dente após dividida com seu colega Domingos. O atacante novamente virou notícia nesta quinta-feira, desta vez por participar dos três gols do time na vitória sobre o adversário por 3 a 1, na Vila Belmiro, resultado que tirou o Santos da zona de risco.

Para espantar boatos sobre uma eventual desavença com Domingos, Kléber Pereira tratou de destacar a amizade entre ambos. Em tom irônico, Pereira disse depois do jogo que Domingos não precisará pagar o dentista.

“O Domingos é um irmão que eu tenho no clube. Sempre o ajudo e o mesmo acontece com ele. Sobre o dentista, a conta é do Santos”, disse o goleador da noite.

Com esta vitória, o Santos fica um posto acima da zona de rebaixamento e ameniza as críticas da torcida ao técnico Emerson Leão.

Precisando vencer para se livrar da incômoda posição na tabela, o time da Baixada entrou em campo com a formação 4-3-3. O Santos abriu o marcador, aos 16 min, com Kléber Pereira, que recebeu um bonito passe em profundidade de Denis. O atacante se jogou para colocar a bola no canto do goleiro Gisiel.

Estreante no Santos, Mariano “Leão” Tripodi fez jus à fama de batalhador, se movimentando bastante no ataque. Aos 40 min, o argentino cabeceou ao gol do Bugre, levando perigo.

Nos acréscimos da etapa inicial, Pereira arrumou espaço na área para criar a jogada do segundo gol alvinegro. O atacante bateu cruzado na pequena área. Livre, Wesley não teve trabalho para anotar seu primeiro gol como profissional. Na comemoração, o jovem chorou.

Definitivamente recuperado de lesão no joelho, Denis novamente apareceu bem na linha de fundo. Desta vez, o ala cruzou para Tripodi, que perdeu gol inacreditável de cabeça, livre na pequena área, aos 3 min do segundo tempo.

Jogador mais lúcido do ataque do Guarani, Juliano quase diminuiu o marcador, aos 7 min, mas a bola bateu no travessão. Três minutos depois, a equipe campineira chegou ao primeiro gol. Paulo Santos acertou no canto direito de Fábio Costa cobrança de pênalti, cometida por Marcinho Guerreiro.

Muito mais presente no ataque em comparação a jogos anteriores, o Santos abusou dos erros de finalização. Assim como Tripodi, Adaílton também perdeu gol na pequena área, furando após passe do argentino, aos 17 min.

De tanto tentar, o Santos chegou ao terceiro gol novamente com Kleber Pereira, em uma jogada espetacular, driblando marcador e o goleiro, tocando sem ninguém para a meta bugrina.

Data: 12/03/2006
Competição: Campeonato Paulista – 14ª rodada
Local: estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, SP.
Público: 10.656 pagantes
Árbitro: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral
Auxiliares: Marinaldo Silvério e Danilo Ricardo Simon Manis
Cartões amarelos: Rodrigo Tabata (S), Cléber Santana (S), Ronaldo Guiaro (S), Élvis (G), Nelsinho (G), Emerson (G), César (G)
Gols: Edmílson, aos 32min, e Goeber, aos 35min do primeiro tempo; Reinaldo, aos 27min do segundo tempo.

GUARANI
Fernando; Nelsinho, Emerson, Rogério e Adílio (César); Goeber, Rodrigo Sá (Fabinho), Juca e Élvis; Edmílson e Adeílson (Gustavo)
Técnico: Toninho Cerezo

SANTOS
Fábio Costa; Manzur, Luiz Alberto e Ronaldo Guiaro (Léo Lima); Fabinho, Maldonado, Cléber Santana, Rodrigo Tabata (Magnum) e Kléber; Reinaldo e Geílson (Galvão)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo



Santos perde para o Guarani e embola classificação do Paulista

O Santos, líder do Campeonato Paulista, viu sua diferença para os vice-líderes cair de cinco para apenas dois pontos ao perder para o Guarani, neste domingo por 2 a 1.

Estreando o técnico Toninho Cerezo e jogando em casa, o Guarani foi superior em todo o primeiro tempo. A única chance clara do Santos nessa etapa aconteceu aos 23min, quando Geílson driblou o goleiro Fernando, mas acabou acertando a trave.

Aos 31min, o Guarani abriu o placar. Ronaldo fez pênalti em Edmílson. O próprio Edmílson bateu e acabou com as chances de Fábio Costa chegar ao oitavo jogo consecutivo sem sofrer gol e virar o recordista absoluto nesse quesito em toda a história do Santos.

Três minutos depois, o Guarani aumentou com o volante Goeber, que aproveitou um cruzamento vindo da direita e, de cabeça, marcou.

No intervalo, Luxemburgo fez duas substituições e mexeu em seu sistema tático. Saíram o zagueiro Ronaldo e o meia Rodrigo Tabata e entraram os meias Léo Lima e Magnum. Com essas mudanças, o time da Baixada cresceu e, aos 4min, Geílson acertou outra bola na trave.

Aos 27min, em cruzamento para a área em cobrança de falta, Luís Alberto cabeceou e Reinaldo diminui para o alvinegro.

Depos disso e até o fim da partida, o Santos pressionou muito, mas o gol do empate não saiu. Assim, os santistas conheceram a sua terceira derrota na competição, a primeira desde 5 de fevereiro, quando foi derrotado pela Portuguesa Santista, no jogo em que Fábio Costa havia levado seu último gol.

Com esse resultado, o Santos permanece com 31 pontos, dois a frente de São Paulo e Palmeiras. O Guarani chegou aos 16 pontos, mas continua na zona de rebaixamento.

Santos 0 x 0 Guarani

Data: 10/02/2005, quinta-feira, 20h30.
Competição: Campeonato Paulista – Turno único – 6ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 7.033 pagantes
Renda: R$ 75.275,00
Árbitro: Paulo José Danelon
Auxiliares: Francisco Rubens Feitosa e Nelson Souza Gois
Cartões amarelos: Fabinho (S); Mariano, Nilson e Marlon (G).
Cartão vermelho: Serginho (G)

SANTOS
Henao; Paulo César, Domingos, Halisson e Léo; Fabinho, Tcheco (Flávio), Ricardinho (Luiz Augusto) e Rossini (Douglas); Basílio e Deivid.
Técnico: Oswaldo de Oliveira

GUARANI
Jean; Mariano, Paulo André, Juninho e Gilson; Marcos Paulo, Careca, Serginho e Tucho; Catatau (Marlon) e Evandro Roncatto (Nilson).
Técnico: Jair Picerni



Santos só empata com Guarani e perde a ponta

Mesmo com um jogador a mais desde os 36min do primeiro tempo (Serginho foi expulso), o Santos não conseguiu vencer o Guarani na noite desta quinta-feira, na Vila Belmiro, e apenas empatou por 0 a 0, pela sexta rodada do Campeonato Paulista.

Com este resultado, a equipe alvinegra chegou aos 14 pontos e perdeu a liderança da competição para o rival São Paulo, que bateu o São Caetano na última quarta-feira e somou 16 – o clube da Vila é o segundo colocado.

Sem Robinho, que defendeu a Seleção Brasileira no amistoso contra Hong Kong, o time santista não apresentou o mesmo futebol das outras partidas e pecou demais nas finalizações.

Além disso, os atacantes alvinegros pararam na boa marcação do Guarani e nas boas defesas do goleiro Jean, que salvou o time de Campinas da derrota em diversas oportunidades.

O confronto desta noite marcou a estréia de dois jogadores: o goleiro colombiano Henao, que substituiu o machucado Mauro, e o meia Rossini, que foi recém promovido dos juniores.

Do lado do Guarani, apesar do heróico empate, o resultado aumentou o número de jogos do alviverde sem vitória: quatro. A última vez que somou três pontos foi na segunda rodada, quando bateu a Portuguesa por 2 a 1, no Canindé.

O Santos volta a campo pelo Campeonato Paulista no próximo domingo, às 16h, quando enfrenta o arqui-rival Corinthians, na Vila Belmiro. O Guarani, por sua vez, recebe o São Caetano, às 18h, no estádio Brinco de Ouro, em Campinas.

O jogo

A equipe do Santos não precisou de muitos minutos para mostrar sua superioridade técnica em relação ao Guarani, que se fechou durante o primeiro tempo e arriscou apenas nos contra-ataques.

Logo no primeiro minuto do jogo, o alvinegro revelou sua ofensividade. O meia Rossini avançou pela direita e cruzou para o atacante Basílio, que chutou por cima do gol de Jean.

Com toque de bola rápido e envolvente, o Santos conseguiu chegar bastante à área adversária, mas falhou nas conclusões e parou na boa marcação da defesa do Guarani.

Apostando nas bolas alçadas na área, o time do técnico Oswaldo de Oliveira chegou com perigo aos 9min, quando o lateral-direito Paulo César cruzou para Basílio cabecear por cima do travessão.

Um minuto depois, o lateral Léo fez ótima jogada pela esquerda e tocou para Rossini. O meia chutou da entrada da área e Jean, bem colocado, espalmou para escanteio. Na cobrança, a zaga do alviverde afastou.

Depois de muito pressionar, o Santos marcou seu primeiro gol, mas ele foi anulado. Aos 26min, Paulo César chutou de fora da área e Jean espalmou no pé de Basílio, que apenas desviou para as redes. O árbitro marcou impedimento, que não existiu.

Apesar de conseguir criar algumas jogadas pelo meio e pelas laterais, o Guarani não levou perigo ao gol do esteante Henao no primeiro tempo. Pelo contrário, a falta de objetividade do time de Campinas deixou o colombiano sem trabalho.

Aos 31min, o lateral-esquerdo Léo lançou Deivid, que demorou para chegar na bola e viu Jean afastar com os pés.

Cinco minutos depois, a situação do Guarani piorou. O volante Serginho, que já tinha cartão amarelo, fez falta no meia Rossini na lateral direita e foi expulso pelo árbitro Paulo José Danelon.

Com um jogador a menos em campo, o técnico Jair Picerni sacou o atacante Catatau e colocou Marlon.

Para o segundo tempo, ambas as equipes voltaram com a mesma formação que terminaram a primeira etapa. No entanto, aos 6min, o meia Ricardinho pediu para sair – ele sentiu uma pancada na perna direita – e deu lugar a Luiz Augusto.

Dois minutos depois, o atacante Basílio perdeu uma chance incrível de abrir o placar. Após passe de Léo, o jogador ficou de frente para o gol de Jean, mas chutou para fora.

O primeiro chute a gol do Guarani na segunda etapa aconteceu aos 10min, quando o lateral-direito Mariano arriscou por cobertura. O goleiro Henao, porém, apenas a observou passar por cima do travessão.

Na sequência, aos 12min, o Santos chegou mais uma vez com perigo. O meia Luiz Augusto lançou o atacante Deivid, que desviou com o pé direito e Jean salvou com o peito.

Mesmo com vantagem no número de jogadores, a equipe do técnico Oswaldo de Oliveira parou na marcação do adversário, que passou a arriscar mais após os 20min. Mas também sem sucesso.

Impaciente com a falta de gols do Santos, a torcida alvinegra começou a chamar o treinador de burro aos 30min. No entanto, os protestos dos torcedores não acordaram os donos da casa, que permaneceram no 0 a 0 com os campineiros.