Navegando Posts marcados como Jamelli

Santos 1 x 2 Internacional

Data: 28/09/1996
Competição: Campeonato Brasileiro – 1ª Fase
Local: Estádio Municipal Primeiro de Maio, “Vila Euclides”, em São Bernardo do Campo, SP.
Público: 8.900 pagantes
Renda: R$ 84.875,00
Árbitro: Cláudio Vinícius Cerdeira (RJ)
Cartões amarelos: Jean, Jamelli, Robert, Baiano e Anderson (S); Fernando, Marcelo, Paulo Isidoro (I).
Cartão vermelho: Arílson (14-2).
Gols: Fabinho (35-1); Leandro (26-2) e Jamelli (35-2).

SANTOS
Edinho; Ânderson, Jean (Andradina), Narciso e Gustavo Nery (Camanducaia); Baiano, Carlinhos, Vágner e Robert; Jamelli e Alessandro.
Técnico: José Teixeira

INTERNACIONAL
André; César Prates, Tonhão, Gamarra e Arílson; Fernando, Enciso, Marcelo e Paulo Isidoro (Luis Gustavo); Fabinho (Cleomir) e Leandro Machado (Ânderson Luís).
Técnico: Elias Figueroa



Com a Vila Belmiro em reformas e o Estádio do Ibirapuera recebendo festividades, o Santos teve que mandar o jogo no Estádio da Vila Euclides, em São Bernardo do Campo. O estado do gramado era lastimável e pior ainda o vestiário, onde várias torcedoras do Santos espiavam os jogadores se trocarem devido as frestas nas paredes.

Após a derrota os torcedores do Santos pediram as saídas do técnico José Teixeira e do goleiro Edinho.

Santos 2 x 1 Peñarol

Data: 10/09/1996, 21h00.
Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores – Jogo de ida
Local: Rivera, Uruguai.
Público: 16.670 pagantes
Árbitro: Daniel Gimenez (ARG)
Cartao vermelho: Aguirregaray (P)
Gols: Aguirregaray (45-1); Jamelli (12-2) e Robert (44-2).

PEÑAROL
Navarro; Oliveira, Aguirregaray, Lima e Adinolfi; Tais, Rotundo e Gonzales De Los Santos; Bengoechea, Pacheco e Sosa (Aguilera).
Técnico: Jorge Forssati

SANTOS
Sérgio; Anderson, Jean, Narciso e Marcos Adriano; Marcos Assunção, Carlinhos (Ronaldo), Baiano e Jamelli; Camanducaia e Alessandro (Robert).
Técnico: José Teixeira



Créditos:
Vídeo: hugosantista. Indicado por Danilo Barbosa.
Ficha técnica: Giovanni Dantas de Carvalho Miranda.

Santos 2 x 0 Real Madrid

Data: 20/06/1996
Competição: Amistoso
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, São Paulo, Brasil.
Público: 2.120
Renda: R$ 22.485,00
Árbitro: Oscar Roberto Godói
Gols: Camanducaia (49-1) e Jamelli (46-2, de pênalti).

SANTOS
Edinho; Claudio, Sandro, Narciso, Marcos Adriano; Gallo (Cerezo), Baiano (Marcos Paulo), Robert (Marcelo Passos) e Jamelli; Macedo (Camanducaia) e Giovanni (Batista).
Técnico: José Teixeira

REAL MADRID
Contreras; Chendo, Sanz, Vaqueriza e Lasa (Molina); Quique, Fernando Redondo (Guti, depois Rincón), Martine (Gomez) e Milla; Ivan Perez e Zamorano (Jaime).
Técnico: Fábio Capello

Jogo de despedida do meia Giovanni, vendido ao Barcelona da Espanha por US$ 7.7 milhões, o maior valor pago por um jogador na história do futebol brasileiro.

Santos 5 x 2 Araçatuba

Data: 26/05/1996, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Paulista – 2º turno
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 3.147 pagantes
Renda: R$ 15.735,00
Árbitro: Romildo Corrêa (SP).
Cartões amarelos: Gallo, Baiano, Sandro (S); André e Marcos (A).
Gols: Macedo (04-1), Giovanni (40-1) e Giovanni (41-1); Tuta (07-2), Giovanni (08-2), Jamelli (11-2) e Tuta (18-2).

SANTOS
Edinho; Cláudio, Sandro, Cerezo e Marcos Paulo; Gallo, Carlinhos (Vágner), Giovanni e Robert; Macedo (Clóvis) e Jamelli.
Técnico: Orlando Pereira

ARAÇATUBA
Betinho; Luciano, Marcão, Gilmar Francisco e Biro (Abelardo); Denilson (Helinho), Leandro, Roberto Alves e André (Gil); Tuta e Jacques.
Técnico: Jair Picerni



Santos goleia o Araçatuba na Vila Belmiro

Giovanni faz 3 assume a artilharia do Paulista com 22 gols

O Santos goleou ontem o Araçatuba por 5 a 2, com três gols de Giovanni, que se isolou na liderança da artilharia do Paulista.

Os outros dois gols santistas foram marcados por Macedo e por Jamelli, enquanto Tuta fez os dois gols do Araçatuba.

“Caso não tívessemos perdido para o Novorizontino e o XV de Jaú, estaríamos na liderança”, disse o técnico Orlando Pereira.

A goleada se mostrou possível logo aos 4min do primeiro tempo, quando Macedo abriu o placar, mas o Araçatuba manteve a calma e o segundo e o terceiro gols do Santos só foram acontecer aos 40min e aos 41min, com Giovanni.

Reiniciada a partida, Tuta marcou pela primeira vez, aos 7min, em bela jogada, que foi concluída com um toque por entre as pernas do goleiro Edinho.

Se movimentando muito bem, Giovanni fez, de cabeça, aos 8min.

Aos 10min, sofreu um pênalti, que ele mesmo bateu. O goleiro Betinho defendeu, mas Jamelli pegou a rebatida e marcou.

Aos 18min, em nova falha da defesa santista, Tuta marcou.

Menos objetivo então, o Santos perdeu uma oportunidade de diminuir a vantagem de oito gols de saldo do Palmeiras.

Giovanni teme Luizão na luta pela artilharia

Com os três gols que marcou ontem, Giovanni assumiu a artilharia com 22 gols, um de seus objetivos na temporada 96.

Repórter – Desde sua efetivação como titular, você sempre disse que a meta era ser o artilheiro paulista.
Giovanni – No ano passado, estive perto da artilharia, mas não deu.
Agora, estou ganhando do Luizão, mas ainda temos duas rodadas. Ele é um goleador, e o ataque do Palmeiras é finalizador.

Repórter – No próximo domingo você terá confronto direto com Luizão. Quem terá vantagem no duelo pela artilharia?
Giovanni – Eu nunca desisti da artilharia. Mas, no clássico, o que interessa é que o Santos precisa vencer o Palmeiras.

Repórter – Um representante do La Corunã assistiu à partida e gostou do seu futebol. Jogar na Espanha está nos seus planos?
Giovanni – Tenho contrato com o Santos e pretendo cumpri-lo. Esse assunto tem que ser discutido pela diretoria.

Repórter – Você acredita que dá para vencer o Palmeiras e forçar o quadrangular?
Giovanni – Ainda resta um fio de esperança. Vamos nos agarrar nele. Vencer o clássico é questão de honra para nós santistas.

Só o Santos mantém chance de impedir conquista

Com os resultados da rodada, só o Santos ainda tem chances de vencer o segundo turno e impedir que o Palmeiras seja campeão sem a realização do quadrangular final. Mas precisa contar, para isso, com uma grande combinação de resultados nas duas rodadas finais do campeonato.

O Palmeiras tem 34 pontos, com 11 vitórias e saldo de 27 gols.

O Santos venceu o Araçatuba por 5 a 2 e somou seu 28º ponto no segundo turno. A equipe tem nove vitórias e saldo de 19 gols.

Agora, o time precisa vencer seus dois últimos jogos, contra Palmeiras e Botafogo. E por um placar dilatado, pois tem que descontar uma diferença de oito gols de saldo a favor do Palmeiras.

Precisa torcer também para que o XV de Jaú surpreenda e vença o time do técnico Wanderley Luxemburgo. E de preferência por uma larga margem de gols.

Outro fator que vai beneficiar o Palmeiras: a partida contra o Santos será disputada em seu campo, no próximo domingo. No primeiro turno, jogando na Vila Belmiro, o Palmeiras venceu o duelo por 6 a 0.


Santos 8 x 2 União São João

Data: 06/04/1996 – sábado
Competição: Campeonato Paulista
Local: Estádio Dr. Hermínio Ometto, em Araras, SP.
Público e renda: N/D
Árbitro: Oscar Roberto Godói (SP)
Cartões vermelhos: Fabinho e Cilinho (USJ)
Gols: Giovanni (02-1), Giovanni (09-1), Giovanni (32-1) e Clóvis (36-1); Giovanni (11-2), Cleomar (13-2), Vágner (34-2), Cleomar (36-2), Cláudio (44-2) e Jamelli (46-2).

UNIÃO SÃO JOÃO
Adinan; Luciano Baiano, Fabinho, Édson Rodrigues e Pedrinho; Marcelo Lopes (Odair Júnior), Fabrício (Robinho) e Cleomar; Valdo e SIlvinho (Cilinho).
Técnico: Play Freitas

SANTOS
Edinho; Cláudio, Sandro, Ronaldo e Marcos Paulo; Gallo, Vágner, Jamelli e Giovanni; Robert (Batista) e Clóvis (Macedo).
Técnico: Orlando Amarelo



Giovanni faz 4 e Santos goleia União São João

Com quatro gols do meia-atacante Giovanni, o Santos goleou o União São João por 8 a 2 em Araras, na primeira rodada do segundo turno do Paulista.

Giovanni, artilheiro da equipe com 11 gols, não poderá disputar a próxima partida contra o Juventus, por ter recebido o terceiro cartão amarelo.

Clóvis, Vágner, Cláudio e Jamelli fizeram os outros gols santistas. Os dois gols do União foram marcados pelo meia Cleomar.

Foi a segunda goleada consecutiva do Santos, que no último domingo derrotou o Botafogo por 5 a 1 na Vila Belmiro, pela última rodada do primeiro turno do Campeonato Paulista.



Créditos:
Vídeo: hugosantista. Indicado por Danilo Barbosa.