Navegando Posts marcados como Juventus


Santos Futebol Clube x Clube Atlético Juventus


Retrospecto:

131 jogos
087 vitórias
027 empates
017 derrotas
328 gols pró
139 gols contra
189 saldo

Resultados:

16/03/1930 – Santos 6 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
21/09/1930 – Santos 3 x 2 Juventus – Paulista – Rua Javari
07/06/1931 – Santos 4 x 0 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
10/01/1932 – Santos 1 x 1 Juventus – Paulista – Rua Javari
26/06/1932 – Santos 2 x 1 Juventus – Paulista – Campo do A.A. São Bento
04/02/1933 – Santos 5 x 1 Juventus – Amistoso – Vila Belmiro
28/07/1935 – Santos 4 x 1 Juventus – Paulista – Rua Javari
10/11/1935 – Santos 2 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
05/12/1935 – Santos 1 x 2 Juventus – Torneio Inicio –
28/06/1936 – Santos 4 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
22/11/1936 – Santos 0 x 3 Juventus – Paulista – Rua Javari
19/09/1937 – Santos 3 x 4 Juventus – Paulista – Rua Javari
17/10/1937 – Santos 0 x 0 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
06/03/1938 – Santos 0 x 0 Juventus – 2 x 1 escanteios – Torneio Inicio – Parque São Jorge
01/05/1938 – Santos 4 x 0 Juventus – Paulista Extra – Vila Belmiro
16/10/1938 – Santos 0 x 1 Juventus – Paulista – Rua Javari
25/06/1939 – Santos 4 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
08/10/1939 – Santos 1 x 0 Juventus – Paulista – Rua Javari
01/05/1940 – Santos 0 x 1 Juventus – Torneio Início – Pacaembu
30/06/1940 – Santos 8 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
03/11/1940 – Santos 3 x 2 Juventus – Paulista – Rua dos Ituanos, Ipiranga
29/06/1941 – Santos 4 x 3 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
10/08/1941 – Santos 4 x 1 Juventus – Paulista – Rua Javari
12/04/1942 – Santos 3 x 2 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
12/07/1942 – Santos 1 x 2 Juventus – Paulista – Rua Javari
14/03/1943 – Santos 1 x 1 Juventus – 3 x 2 escanteios – Torneio Início Paulista – Pacaembu
01/05/1943 – Santos 1 x 3 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
31/07/1943 – Santos 1 x 2 Juventus – Paulista – Rua Javari
19/03/1944 – Santos 2 x 2 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
09/07/1944 – Santos 3 x 1 Juventus – Paulista – Rua Javari
20/05/1945 – Santos 5 x 2 Juventus – Paulista – Rua Javari
07/10/1945 – Santos 3 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
15/06/1946 – Santos 3 x 1 Juventus – Paulista – Rua Javari
15/09/1946 – Santos 3 x 2 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
26/04/1947 – Santos 1 x 0 Juventus – Amistoso – Rua Javari
18/05/1947 – Santos 2 x 2 Juventus – Paulista – Rua Javari
30/11/1947 – Santos 0 x 0 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
31/07/1948 – Santos 1 x 1 Juventus – Paulista – Rua Javari
21/11/1948 – Santos 4 x 3 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
31/07/1949 – Santos 1 x 3 Juventus – Paulista – Rua Javari
11/12/1949 – Santos 8 x 0 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
05/04/1950 – Santos 1 x 0 Juventus – Amistoso – Vila Belmiro
13/08/1950 – Santos 1 x 0 Juventus – Torneio Início Paulista – Pacaembu
30/09/1950 – Santos 0 x 0 Juventus – Paulista – Rua Javari
29/12/1950 – Santos 4 x 2 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
23/06/1951 – Santos 1 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
11/11/1951 – Santos 4 x 0 Juventus – Paulista – Rua Javari
12/10/1952 – Santos 3 x 2 Juventus – Paulista – Rua Javari
22/01/1953 – Santos 2 x 2 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
15/03/1953 – Santos 6 x 1 Juventus – Amistoso – Vila Belmiro
13/09/1953 – Santos 5 x 2 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
03/02/1954 – Santos 3 x 0 Juventus – Paulista – Rua Javari
07/11/1954 – Santos 5 x 2 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
09/01/1955 – Santos 5 x 1 Juventus – Paulista – Rua Javari
13/03/1955 – Santos 2 x 4 Juventus – Amistoso – Rua Javari
17/03/1955 – Santos 4 x 1 Juventus – Amistoso – Vila Belmiro
25/07/1956 – Santos 4 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
04/11/1956 – Santos 2 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
28/11/1956 – Santos 1 x 0 Juventus – Paulista – Pacaembu
29/09/1957 – Santos 6 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
20/07/1958 – Santos 2 x 0 Juventus – Paulista – Rua Javari
09/12/1958 – Santos 7 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
02/08/1959 – Santos 4 x 0 Juventus – Paulista – Rua Javari
11/11/1959 – Santos 5 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
15/09/1960 – Santos 5 x 2 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
24/09/1960 – Santos 3 x 1 Juventus – Paulista – Rua Javari
06/09/1961 – Santos 10 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
01/11/1961 – Santos 3 x 1 Juventus – Paulista – Pacaembu
08/08/1962 – Santos 2 x 0 Juventus – Paulista – Pacaembu
07/11/1962 – Santos 3 x 0 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
25/09/1963 – Santos 2 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
02/11/1963 – Santos 0 x 0 Juventus – Paulista – Pacaembu
09/08/1964 – Santos 2 x 1 Juventus – Paulista – Rua Javari
02/12/1964 – Santos 5 x 2 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
08/09/1965 – Santos 3 x 1 Juventus – Paulista – Pacaembu
27/11/1965 – Santos 4 x 0 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
17/08/1966 – Santos 1 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
05/11/1966 – Santos 3 x 0 Juventus – Paulista – Pacaembu
15/07/1967 – Santos 4 x 0 Juventus – Paulista – Rua Javari
01/11/1967 – Santos 4 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
23/03/1968 – Santos 4 x 0 Juventus – Paulista – Rua Javari
24/04/1968 – Santos 3 x 2 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
15/03/1969 – Santos 2 x 1 Juventus – Paulista – Rua Javari
14/05/1969 – Santos 3 x 0 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
28/04/1971 – Santos 1 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
20/05/1971 – Santos 1 x 1 Juventus – Paulista – Pacaembu
18/03/1972 – Santos 3 x 2 Juventus – Paulista – Pacaembu
09/08/1972 – Santos 2 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
04/04/1973 – Santos 6 x 0 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
26/07/1973 – Santos 0 x 0 Juventus – Paulista – Pacaembu
05/10/1974 – Santos 2 x 1 Juventus – Paulista – Pacaembu
30/10/1974 – Santos 2 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
26/03/1975 – Santos 2 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
01/06/1975 – Santos 2 x 0 Juventus – Paulista – Pacaembu
25/04/1976 – Santos 1 x 1 Juventus – Paulista – Rua Javari
07/05/1977 – Santos 0 x 2 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
31/07/1977 – Santos 0 x 0 Juventus – Paulista – Pacaembu
25/10/1978 – Santos 1 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
09/12/1978 – Santos 3 x 2 Juventus – Paulista – Pacaembu
20/05/1979 – Santos 0 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
18/08/1979 – Santos 2 x 2 Juventus – Paulista – Pacaembu
17/10/1979 – Santos 4 x 0 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
12/11/1979 – Santos 1 x 2 Juventus – Paulista – Parque Antarctica
12/07/1980 – Santos 1 x 0 Juventus – Paulista – Parque Antarctica
20/08/1980 – Santos 1 x 1 Juventus – Paulista – Pacaembu
07/07/1981 – Santos 0 x 2 Juventus – Paulista – Rua Javari
07/10/1981 – Santos 3 x 0 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
26/08/1982 – Santos 1 x 1 Juventus – Paulista – Pacaembu
29/09/1982 – Santos 0 x 1 Juventus – Paulista – Parque Antarctica
05/07/1983 – Santos 2 x 0 Juventus – Paulista – Canindé
07/09/1983 – Santos 0 x 0 Juventus – Paulista – Morumbi
22/08/1984 – Santos 4 x 2 Juventus – Paulista – Pacaembu
18/11/1984 – Santos 0 x 0 Juventus – Paulista – Pacaembu
29/06/1985 – Santos 1 x 1 Juventus – Paulista – Rua Javari
28/08/1985 – Santos 1 x 0 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
05/02/1986 – Santos 1 x 2 Juventus – Amistoso – Vila Belmiro
09/04/1986 – Santos 0 x 1 Juventus – Paulista – Canindé
01/07/1986 – Santos 1 x 3 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
30/04/1987 – Santos 1 x 1 Juventus – Paulista – Pacaembu
28/06/1987 – Santos 1 x 0 Juventus – Paulista – Pacaembu
18/05/1988 – Santos 0 x 0 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
27/05/1989 – Santos 2 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
04/03/1990 – Santos 2 x 0 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
12/08/1992 – Santos 1 x 1 Juventus – Paulista – Rua Javari
23/09/1992 – Santos 2 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
10/02/1993 – Santos 2 x 1 Juventus – Paulista – Pacaembu
11/04/1993 – Santos 2 x 1 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
05/03/1995 – Santos 2 x 2 Juventus – Paulista – Bruno José Daniel
11/05/1995 – Santos 2 x 0 Juventus – Paulista – Vila Belmiro
31/01/1996 – Santos 3 x 2 Juventus – Paulista – Parque Antarctica
10/04/1996 – Santos 2 x 1 Juventus – Paulista – Bruno José Daniel
16/02/1997 – Santos 1 x 0 Juventus – Paulista – Morumbi
02/02/2003 – Santos 1 x 0 Juventus – Paulista – Pacaembu
25/03/2006 – Santos 2 x 1 Juventus – Paulista – Pacaembu
11/04/2007 – Santos 2 x 0 Juventus – Paulista – Martins Pereira, São José dos Campos
24/01/2008 – Santos 1 x 3 Juventus – Paulista – Bruno José Daniel


Obs.: Total de 136 jogos contabilizados na lista. Torneios início tinham jogos de 20 x 20 min.



Álbum de fotos:





Juventus homenageia Pelé pelo gol mais bonito de sua carreira

Juventus 3 x 1 Santos

Data: 24/01/2008, quinta-feira, 19h30.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 3ª rodada
Local: Estádio Bruno José Daniel, em Santo André, SP.
Público: 4.582 pagantes
Renda: R$ 93.940,00
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho e Maurício Machado Ferronato
Cartões amarelos: Marcus Vinícius, Dedimar, Marcelo, Cadu e Lima (J); Marcinho Guerreiro (S).
Cartão vermelho: Dedimar (J)
Gols: João Paulo (05-1); João Paulo (03-2), Lima (07-2) e Marcinho Guerreiro (47-2).

JUVENTUS
Marcelo; Valdir, Dedimar, Alemão (Vágner) e João Paulo; Vampeta, Fernando Miguel (Sena), Naves e Cadu; Marcus Vinícius (Levi) e Lima.
Técnico: Sérgio Soares

SANTOS
Fábio Costa; Adaílton, Domingos e Betão (Adriano); Filipi (Vítor Júnior), Marcinho Guerreiro, Rodrigo Souto, Rodrigo Tabata e Carlinhos; Renatinho e Kléber Pereira.
Técnico: Emerson Leão



Santos dá vexame no ABC e amarga zona da degola

No dia em que pretendia dar início a uma recuperação no Campeonato Paulista, o Santos deixou o estádio Bruno José Daniel, em Santo André, nesta quinta-feira, vaiado após uma derrota por 3 a 1 para o Juventus, pela terceira rodada da competição.

O clube da Vila Belmiro é o único considerado “grande” que ainda não conseguiu vencer. Pior. Entre os quatro maiores times do Estado, é o que coleciona os piores resultados.

Com o revés, o Alvinegro permanece com apenas um ponto, e agora amarga duas derrotas e um empate em um torneio em que deve ver os seus maiores rivais de baixo para cima na tabela de classificação. Já o clube da Mooca foi a quatro pontos após a sua primeira vitória.

Sem os “craques” exibidos por Palmeiras, São Paulo e Corinthians na renovação dos elencos para a temporada 2008, o clube do litoral demonstrou falhas de marcação, criação e conclusão, apesar de exercer pressão sobre o rival, em uma noite em que voltou a sentir a ira de sua torcida.

Betão, que chegou para reforçar o setor defensivo, foi novamente criticado. E do outro lado do gramado, Vampeta, vetado por Emerson Leão durante o período em que o técnico comandou o Timão, estreou com a camisa do Moleque Travesso foi à forra.

Foi do veterano volante, pelo menos, uma jogada em que dois marcadores santistas ficaram para trás no primeiro tempo. Um lance abreviado por passe longo e forte para o ataque do clube da capital.

Depois de levar um susto logo no começo do primeiro tempo, com um gol de João Paulo aos 5min, o Santos resolveu pressionar e “entrar” em campo. Mas, apesar de encurralar o adversário em seu campo de defesa, se cansou de errar passes e arremates.

E foi assim até o intervalo, com a torcida já perdendo a paciência. No reinício do jogo, João Paulo novamente surpreendeu e ampliou a vantagem dos mandantes lono no início ao aproveitar assistência e, de quebra, o vacilo da marcação alvinegra.

Lima, na sequência, aumentou a agonia santista ao arrematar lance de fora da área e ver a bola entrar no canto de Fábio Costa. A partir daí o Peixe voltou a pressionar, e por alguns minutos ganhou novamente o apoio de seu torcedor.

O time de Emerson Leão dominou as ações do jogo, e conseguiu diminuir apenas aos 47min, quando Marcinho Guerreiro se deu bem e emendou um lance confuso. Este foi o primeiro gol do Peixe no Paulista.

Santos 2 x 0 Juventus

Data: 11/04/2007, quarta-feira, 21h45.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 19ª rodada (última)
Local: Estádio Martins Pereira, em São José dos Campos, SP.
Público: 9.316 pagantes
Renda: R$ 123.639,00
Árbitro: Roger Arias da Cunha
Auxiliares: Marcos Joel Alves e Caio Mesquita de Almeida.
Cartões amarelos: Adriano (S); Naves e Maxsandro (J).
Gols: Domingos (31-1) e Renatinho (21-2).

SANTOS
Roger; Leonardo, Marcelo e Domingos; Denis, Adriano, Fabinho (Moraes), Dionísio (Carleto) e Vinícius; Jonas (Renatinho) e Rodrigo Tabata.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

JUVENTUS
Deola; Maxsandro, Levi e Gian; Ivan, Almir, Naves, Éder e João Paulo; Rafael Silva (Sérgio Lobo) e Nunes (Beto).
Técnico: Márcio Bittencourt



Com reservas, Santos vence e espera Bragantino

Sem muitas dificuldades e contando com uma equipe recheada de reservas oriundos das categorias de base, o líder Santos bateu o Juventus por 2 a 0 na noite desta quarta-feira, no estádio Martins Pereira, em São José dos Campos, no encerramento da primeira fase do Campeonato Paulista.

O resultado não alterou em nada a situação das equipes na classificação. Para o Santos, a rodada serviu para definir o seu rival nas semifinais – será o Bragantino que, em casa, derrotou o Barueri por 2 a 1. Por outro lado o Juventus, que havia extinto as possibilidades de jogar a série A-2 em 2008, estacionou nos 20, em 13º.

Com sua meta garantida desde a rodada anterior, quando, na vitória sobre o Noroeste, em Bauru, garantiu o primeiro posto da fase classificatória, o Santos utilizou a partida contra a equipe da Mooca para poupar todos os titulares e dar chance a alguns jovens das categorias de base.

E as mudanças feitas por Vanderlei Luxemburgo surtiram efeito desde a meta. Dono da posição em todos os compromissos do Santos em 2007, o goleiro Fábio Costa foi substituído por Roger. Mas o camisa 12, que fez apenas sua quarta partida com a camisa da equipe da Baixada, não teve pouco trabalho em uma partida considerada “amistosa”.

Logo aos 18min do primeiro tempo, Roger realizou duas boas defesas em seqüência – primeiro, em uma falta cobrada por Éder e, em seguida, na finalização rasteira de Nunes. Dez minutos depois, na principal intervenção da etapa inicial, o goleiro parou o lateral Ivan, que apareceu livre dentro da grande área alvinegra.

Na linha, o Santos trouxe a campo garotos como o zagueiro Marcelo e os meio-campistas Adriano e Fabinho. Ficou a cargo de um atleta mais atuante e “veterano”, entretanto, a criação das principais ações ofensivas da equipe anfitriã – o time jogou na cidade na região do Vale do Paraíba em cumprimento a punição por confrontos entre torcedores no clássico contra o São Paulo, na Vila Belmiro.

Em sua 21ª partida na temporada, Tabata agradou aos quase 10 mil torcedores, em sua maioria santistas, presentes em São José dos Campos. Desde o início de jogo chamando a responsabilidade, o meia de 27 anos, que atuou praticamente como um segundo atacante ao lado de Jonas, foi decisivo. Tanto que aos 31min, em cobrança de falta ensaiada, ele colocou a bola na cabeça do zagueiro Domingos, que abriu o marcador.

Na etapa final, Luxemburgo viu uma de suas apostas brilhar em seu primeiro toque na bola. O meia-atacante Renatinho, que substituiu Jonas, recebeu passe de Moraes, outra revelação da base (entrou na volta do intervalo) e, com oportunismo, bateu o goleiro Deola.

Juventus 1 x 2 Santos

Data: 25/03/2006, sábado, 18h10.
Competição: Campeonato Paulista
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo, SP.
Público: 34.514 pagantes
Renda: R$ 729.385,00
Árbitro: Rodrigo Braghetto
Auxiliares: Carlos Augusto Nogueira Junior e Luiz Quirino da Costa.
Cartões amarelos: Fabrício, João Paulo e Rafael Cordeiro (J); Léo Lima, Reinaldo e Cléber Santana (S).
Cartões vermelhos: Naves, Paulo Isidoro e Manu (J).
Gols: Manu (13-1) e Cléber Santana (17-1); Reinaldo (35-2).

JUVENTUS
Marcelo Moreira; Rafael Cordeiro (Paulinho), Ivan, Fabrício e João Paulo; Naves, Alê, Manu e Paulo Isidoro; Rafael Silva (Sérgio Lobo) e Wellington Paulista (Adriano).
Técnico: Sérgio Soares

SANTOS
Fábio Costa; Julio Manzur, Luiz Alberto e Ronaldo Guiaro (Wendell); Fabinho, Maldonado, Cléber Santana (Magnum), Léo Lima e Kléber; Rodrigo Tabata (Renatinho) e Reinaldo.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo



Com grito de “campeão”, Santos triunfa “em casa”

O Santos fez de tudo para transformar o Pacaembu em sua casa neste sábado. Diante de arquibancadas lotadas, o time alvinegro tentou tratar o estádio da capital paulista como se fosse a sua Vila Belmiro. Assim, empurrado pela torcida, o clube do litoral venceu o Juventus por 2 a 1 de virada (seu nono triunfo “em casa” neste ano) e manteve a primeira colocação do Campeonato Paulista e foi brindado por gritos de “é campeão”.

Líder do Estadual, o Santos acumula agora 37 pontos e tem a melhor defesa do certame, com apenas 15 gols sofridos. A três jogos do término da competição, dois deles na Vila Belmiro, o time alvinegro se aproxima do título do Paulista, que não vence desde 1984.

Na caminhada para o troféu, a principal aposta do Santos é seu estádio. O time dirigido por Vanderlei Luxemburgo fez oito partidas na Vila Belmiro nesta temporada e obteve oito triunfos. Neste sábado, empurrada pelas arquibancadas lotadas do Pacaembu, a equipe do litoral se sentiu “em casa” e angariou mais um êxito.

“Estamos no caminho certo. As coisas estão acontecendo do jeito que tínhamos planejado. Estamos trabalhando para conquistar o título e tudo está funcionando”, comemorou o centroavante Reinaldo, autor do segundo gol do Santos.

Apesar da vitória, o time da Vila Belmiro não teve vida tranqüila neste sábado. O Juventus saiu na frente e só levou a virada depois da expulsão de Naves, que puxou a camisa de Renatinho aos 32min do segundo tempo. Depois, dois outros atletas do time da Mooca (Paulo Isidoro e Manu) receberam cartão vermelho e aumentaram a vantagem do Santos.

Com tantas baixas, o Juventus saiu de campo revoltado com a arbitragem de Rodrigo Braghetto. “O que ele fez com a gente não existe. Tudo para nós era motivo de amarelo, e as expulsões foram consequência disso. Faltou critério”, criticou o volante Alê.

A derrota deste sábado distanciou o Juventus da briga pela classificação para a Copa do Brasil da próxima temporada (os seis primeiros colocados do Paulista garantirão vaga no torneio nacional). O time da Rua Javari estacionou nos 21 pontos e segue no oitavo posto da tabela.

Gols:

Juventus 0 x 1 Santos

Data: 02/02/2003, domingo, 17h00.
Competição: Campeonato Paulista – Grupo 2 – 3ª rodada
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo, SP.
Público: 18.396 pagantes
Renda: não divulgada
Árbitro: Edílson Pereira de Carvalho
Cartões amarelos: Anderson, Gobatto, Itabuna e Hugo (J); Preto e Paulo Almeida (S).
Gol: Elano (20-1).

JUVENTUS
Willians; Itabuna, Hugo e Luizão; Dirceu, Edson, Alex (Dudu), Anderson e Cristian (Ralf) ; Alvim e Gobatto (Sidnei).
Técnico: Paulo Sérgio Tognasini

SANTOS
Fábio Costa; Reginaldo Araújo (Nenê), Preto, Alex e Léo; Paulo Almeida, Renato, Elano (Alexandre) e Diego (Fabiano); Robinho e Ricardo Oliveira.
Técnico: Emerson Leão



Com vitória simples, Santos assume a liderança do Grupo 2 do Paulista

Vinte e dois minutos. Esse foi o tempo que o time do Santos precisou jogar para vencer o Juventus por 1 a 0, hoje, no Pacaembu, e assumir a liderança do Grupo 2 do Campeonato Paulista.

A grande maioria dos mais de 18 mil torcedores esperava ver o atual campeão brasileiro repetir o que fizera o São Paulo na última quinta-feira e golear o mesmo Juventus, um adversário que, teoricamente, não deveria ser difícil.

Mas a equipe de Diego, Robinho e companhia, no entanto, só fez jus à expectativa de sua torcida na metade inicial do primeiro tempo, até Elano arriscar um chute de fora da área e fazer o gol que levou o time da Baixada santista ao primeiro lugar de sua chave no Estadual, com sete pontos -um a mais do que Portuguesa Santista e São Paulo.

O resultado magro acabou dando suporte ao “receio” dos santistas relacionado ao Juventus.

Antes do jogo, alguns atletas do Santos diziam temer que o fato de o adversário ter perdido suas duas primeiras partidas -2 a1 para a Portuguesa Santista e 6 a 0 diante do São Paulo- pudesse “atrapalhar” a atuação do time de Leão.

“Eles vêm de goleada. [O Juventus] é um adversário difícil que vai tentar parar o Santos”, falou o lateral Leo, pouco antes do início da partida.

Depois de conseguir a vantagem, o Santos diminuiu seu ímpeto em busca de mais gols e deixou que o Juventus arriscasse algumas subidas ao ataque.

Na saída para o intervalo, os jogadores reclamaram das muitas chances perdidas para ampliar o marcador.

“Temos de fazer mais gols. O Juventus é um time perigoso”, afirmou o meia Diego, ainda enaltecendo as qualidades do adversário.

Na segunda etapa, depois de voltar a pressionar o Juventus e perder novas chances de ampliar a vantagem, o Santos viu seu rival equilibrar o jogo e ameaçar o gol defendido por Fábio Costa.

No fim do confronto, os poucos torcedores do Juventus “comemoraram” a derrota por apenas um gol de diferença.

“Conseguimos vencer, mas não foi o que a gente esperava”, declarou o zagueiro Alex. “A gente criou muita oportunidade, mas desperdiçou”, lamentou o volante Renato.

A partida de hoje marcou o início da maratona de jogos que o Santos irá ter de enfrentar nos próximos dias. Terça-feira a delegação santista embarca para a Colômbia, onde na madrugada de quinta-feira fará sua estréia na Libertadores, contra o América de Cali.

No domingo o time volta a atuar pelo Paulista, contra a Inter de Limeira, na Vila Belmiro.