Navegando Posts marcados como mandante

Santos 0 x 1 São Paulo

Data: 16/11/1980, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Paulista – Final – Jogo de ida
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo, SP.
Público: 122.532 total (122.209 pagantes e 323 menores).
Renda: Cr$ 13.437.900,00
Árbitro: José de Assis Aragão.
Auxiliares: Roberto Nunes Morgado e Márcio Campos Sales.
Gol: Serginho Chulapa (40-2).

SANTOS
Marolla; Nelsinho Baptista, Joãozinho, Neto e Washington; Miro, Toninho Vieira e Pita; Nilton Batata, Aluísio Guerreiro (Rubens Feijão) e João Paulo.
Técnico: Pepe

SÃO PAULO
Waldir Peres; Getúlio, Oscar, Darío Pereyra e Aírton; Almir, Renato e Eriberto; Paulo César, Serginho Chulapa e Zé Sérgio (Assis).
Técnico: Carlos Alberto Silva



Uma vitória justa quase no final

O Nelson que não foi “joão”

Pepe explica a derrota e promete modificações

A trave não deixa Miro sai como herói

Fonte: Jornal Folha de SP – pág.17 e pág.18

Santos 0 x 0 São Bento

Data: 22/10/1980, quarta-feira, 21h00.
Competição: Campeonato Paulista – 2º turno – 18ª rodada (penúltima)
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 4.224 pagantes
Renda: Cr$ 381.990,00
Árbitro: Oscar Scolfaro.

SANTOS
Ademir Maria; Nelsinho Baptista, Joãozinho, Márcio Rossini e Paulinho; Zé Carlos, Rubens Feijão e Pita; Serginho Cederboom, Campos (Carlos Silva) e João Paulo (Claudinho).
Técnico: Pepe

SÃO BENTO
Márcio; Cardoso, Nilson Andrade, Tutu e Dodô; Serelepe, Chiquinho e Gatãozinho; Cremílson, Ticão e Candinho (Pita).
Técnico: Nenê



E o Santos elimina sua chance de classificação

Praticamente eliminado e sem vários titulares, o Santos usou o jogo para fazer experiências e forçar cartões amarelos.

Com esse empate e a vitória do Corinthians, o Santos fica de fora do quadrangular decisivo e perde a chance de ser campeão paulista vencendo os dois turnos.

Fonte: Estadão

Santos 1 x 0 Comercial RP

Data: 08/10/1980, quarta-feira.
Competição: Campeonato Paulista – 2º turno – 15ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 8.127 pagantes
Renda: Cr$ 715.290,00
Árbitro: Edson Massa.
Gol: Pita (24-2).

SANTOS
Marolla; Nelsinho Baptista, Joãozinho, Neto e Washington; Zé Carlos (Rubens Feijão), Toninho Vieira e Pita; Claudinho (Serginho Cederboom), Campos e João Paulo.
Técnico: Pepe

COMERCIAL RP
Raul; Benazzi, Gonçalves, Vagner e Sérgio Donizetti; Pedro Omar, Neca e Luís Alberto; Jarbas, Paulo Cardoso e João Carlos Motoca.
Técnico: Carlos Hansen



O Santos mantém chances

Com a vitória o Santos mantém condições de se classificar para o quadrangular decisivo do 2º turno.

Relacionados para o banco de reservas: Ademir Maria, Márcio Rossini, Carlos Silva, Rubens Feijão, Cardim e Serginho Cederboom.

Fonte: Jornal Folha de SP

Santos 0 x 0 Ponte Preta

Data: 20/09/1980, sábado, 18h00.
Competição: Campeonato Paulista – 2º turno – 11ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 19.176 pagantes
Renda: Cr$ 1.796.060,00
Árbitro: João Leopoldo Ayeta.
Cartões amarelos: Márcio Rossini (S) e Juninho (PP).

SANTOS
Marolla; Nelsinho Baptista, Márcio Rossini, Neto e Washington; Toninho Vieira, Rubens Feijão (Claudinho) e Pita; Nilton Batata, Campos e João Paulo.
Técnico: Pepe

PONTE PRETA
Carlos; Édson, Juninho, Nenê e Odirlei; Humberto, Marco Aurélio e Osvaldo; Serginho, Paulinho e Abel.
Técnico: Jair Picerni



Desfalcado, Santos fica só no empate com a Ponte Preta

O centroavante Campos volta a jogar após um longo período afastado, em função de uma fratura nas costelas.

Displicência de João Paulo causa irritação na Vila

O ponta não voltava para ajudar o lateral Washington, que sofria com as constantes descidas da Ponte Preta pelo setor, e Campos, irritado, voltou para fazer a função do companheiro. A atitude de João Paulo foi tão acintosa que até os dirigentes do clube perceberam e chamaram o jogador para uma reunião.

Fonte: Jornal Folha de SP

Santos 2 x 1 Marília

Data: 10/09/1980, quarta-feira, 21h00.
Competição: Campeonato Paulista – 2º turno – 8ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 3.659 pagantes
Renda: Cr$ 343.660,00
Árbitro: Nilson Cardoso Bilha.
Cartões amarelos: Neto e Nilton Batata (S).
Cartão vermelho: Tecão (M).
Gols: Cardim (11-1); João Carlos (10-2) e Claudinho (18-2).

SANTOS
Marolla; Nelsinho Baptista, Aílton Luiz, Neto e Washington; Toninho Vieira, Rubens Feijão e Carlos Silva; Nilton Batata, Claudinho (Serginho Cederboom) e Cardim.
Técnico: Pepe

MARÍLIA
Silas (Paulo César); Valdir, Tecão, Renato e Toninho Costa (Edel); Fernando, Manguinha e Rui Lima; Paulinho, João Carlos e Reginaldo.
Técnico: Wilson Francisco Alves



Santos derrota o Marília

Em um campo encharcado e com seis desfalques, Santos encontra dificuldades para vencer o Marília.

Joãozinho, Márcio Rossini, Miro e João Paulo não jogam, além de Pita, que não renovou contrato.

O goleiro Silas, do Marília, levou uma pedrada de um torcedor no supercílio e precisou ser substituído.

Aos 38-2, o árbitro anulou um gol de bicicleta de Rubens Feijão. Pepe reclamou tanto que foi expulso.

Fonte: Jornal Folha de SP