Navegando Posts marcados como Noroeste


Santos Futebol Clube x Esporte Clube Noroeste (Bauru)


Retrospecto:

060 jogos
040 vitórias
011 empates
009 derrotas
143 gols pró
063 gols contra
080 saldo

Resultados:

29/08/1954 – Santos 1 x 1 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
16/01/1955 – Santos 4 x 0 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
24/07/1955 – Santos 0 x 0 Noroeste – 1 x 0 nos escanteios – Torneio Início Paulista – Pacaembu
03/08/1955 – Santos 0 x 0 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
04/12/1955 – Santos 3 x 2 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
01/08/1956 – Santos 4 x 0 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
17/07/1957 – Santos 1 x 0 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
23/03/1958 – Santos 2 x 3 Noroeste – Amistoso – Alfredo de Castilho
10/08/1958 – Santos 0 x 1 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
11/10/1958 – Santos 3 x 0 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
23/08/1959 – Santos 4 x 3 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
29/10/1959 – Santos 6 x 1 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
10/08/1960 – Santos 4 x 1 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
13/11/1960 – Santos 3 x 1 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
13/08/1961 – Santos 7 x 1 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
06/12/1961 – Santos 4 x 2 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
26/09/1962 – Santos 4 x 0 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
11/11/1962 – Santos 1 x 1 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
21/07/1963 – Santos 4 x 3 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
02/10/1963 – Santos 4 x 2 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
09/09/1964 – Santos 4 x 2 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
29/11/1964 – Santos 3 x 0 Noroeste – Paulista – Ubaldo Medeiros
14/07/1965 – Santos 6 x 2 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
03/10/1965 – Santos 3 x 0 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
07/08/1966 – Santos 5 x 1 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
23/10/1966 – Santos 4 x 1 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
03/08/1974 – Santos 2 x 1 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
01/12/1974 – Santos 3 x 2 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
27/04/1975 – Santos 1 x 1 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
28/03/1976 – Santos 1 x 3 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
06/03/1977 – Santos 1 x 1 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
14/08/1977 – Santos 0 x 1 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
02/08/1978 – Santos 4 x 0 Noroeste – Amistoso – Vila Belmiro
20/09/1978 – Santos 2 x 0 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
21/02/1979 – Santos 0 x 0 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
22/07/1979 – Santos 0 x 0 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
14/10/1979 – Santos 2 x 1 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
15/11/1979 – Santos 4 x 0 Noroeste – Paulista – Parque Antartica
16/07/1980 – Santos 4 x 1 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
17/08/1980 – Santos 2 x 1 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
10/05/1981 – Santos 2 x 0 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
09/08/1981 – Santos 0 x 0 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
01/08/1984 – Santos 1 x 2 Noroeste – Amistoso – Alfredo de Castilho
16/12/1984 – Santos 2 x 1 Noroeste – Amistoso – Alfredo de Castilho
16/07/1985 – Santos 1 x 0 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
12/10/1985 – Santos 1 x 3 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
17/05/1987 – Santos 1 x 3 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
22/07/1987 – Santos 2 x 1 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
25/05/1988 – Santos 1 x 1 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
29/03/1989 – Santos 1 x 2 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
18/03/1990 – Santos 2 x 1 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
29/07/1992 – Santos 0 x 0 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
27/09/1992 – Santos 0 x 1 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
26/01/1993 – Santos 2 x 0 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
15/04/1993 – Santos 3 x 2 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
08/02/2006 – Santos 1 x 0 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
08/04/2007 – Santos 4 x 1 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
09/03/2008 – Santos 3 x 2 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro
25/01/2009 – Santos 2 x 1 Noroeste – Paulista – Alfredo de Castilho
11/02/2011 – Santos 2 x 0 Noroeste – Paulista – Vila Belmiro


Santos 2 x 0 Noroeste

Data: 11/02/2011
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 8ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP
Público: 10.054 pagantes
Renda: R$ 177.370,00
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho.
Auxiliares: Daniel Luis Marques e Gustavo Rodrigues de Oliveira.
Cartões amarelos: Gleidson, Marcelinho (N); Edu Dracena, Diogo (S)
Gols: Zé Eduardo (09-1) e Felipe Anderson (24-2).

SANTOS
Rafael; Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca (Adriano), Rodrigo Possebon e Elano; Zé Eduardo, Keirrison (Felipe Anderson) e Diogo (Róbson).
Técnico: Adilson Batista

NOROESTE
André Luís; Cris, Matheus e Halisson; Marcio Gabriel (Gustavo, Marcelinho, Júlio Cesar (Aleílson), Ricardinho, Giovanni (Hernani) e Gleidson; Ze Carlos
Técnico: Lori Sandri



Em jogo de pênaltis perdidos, Santos vence Noroeste na Vila e dorme líder

O Santos superou o desperdício de pênalti. O Noroeste, não. Essa foi a diferença das equipes no duelo na noite desta sexta-feira, na Vila Belmiro. O alvinegro venceu o jogo válido pela oitava rodada do Campeonato Paulista, por 2 a 0, reconquistou, ao menos provisoriamente, a liderança da competição, e passou ter tranquilidade para pensar exclusivamente na Libertadores.

No retorno de Zé Eduardo ao clube, o atacante marcou logo no começo do jogo. Já no início da segunda etapa, Ricardinho, do Noroeste, e Elano, do Santos, desperdiçaram penalidades. No fim, Felipe Anderson, em lindo chute de longe, garantiu o triunfo santista na primeira partida realizada na Vila na temporada.

Agora, o Santos dorme na liderança da competição, com 18 – o vice líder Palmeiras, com 16, joga neste sábado diante do Americana, às 19h30, no Pacaembu. Já o Noroeste, está na 14ª posição, com oito pontos.

Além da volta de Zé Eduardo, a partida também marcou a estreia de Arouca na temporada. O volante, recuperado de uma contratura na coxa esquerda, atuou por 60 minutos. Saiu quando o jogo ainda estava 1 a 0 para o Santos.

O alvinegro agora parte rumo a estreia na Libertadores, na próxima terça-feira, diante do Deportivo Táchira, na Venezuela.

Já pelo Campeonato Paulista, o Santos volta a atuar no dia 20 de fevereiro, no clássico contra o Corinthians no Pacaembu. O Noroeste joga no mesmo dia, diante do São Bernardo, no ABC.

No esquema 3-6-1, o Noroeste conseguiu neutralizar boa parte das investidas do Santos no ataque, e ainda causou muito trabalho a Rafael na primeira etapa. Tanto que a primeira grande chance do jogo foi do time visitante aos oito minutos, em um chute de Ricardinho e uma boa defesa do goleiro santista.

O lance em questão originou um escanteio para o time do interior, algo que o Santos soube aproveitar. Com apenas três jogadores participando da jogada, Elano, Diogo e Zé Eduardo, o alvinegro puxou um contra-ataque veloz após o desperdício do adversário, e marcou o primeiro gol.

Sem conseguir criar jogadas no toque de bola, o Santos esperava novos contra-ataques para ameaçar o rival. Por isso, foram poucas as oportunidades criadas ainda no primeiro tempo.

Já o Noroeste segui mais ameaçador, e perdendo chances sucessivas. Zé Carlos e Ricardinho pararam em ótimas defesas de Rafael.

Erros foram a tônica de Santos e Noroeste no segundo tempo. A etapa foi iniciada com um novo desperdício de gol para o Noroeste. Desta vez, o Aleílson, que entrou no lugar de Júlio César, perdeu uma chance ao chutar para fora na frente de Rafael.

Desperdícios maiores foram os pênaltis perdidos por Zé Carlos, do Noroeste, aos 5 minutos, e Elano, do Santos, dois minutos depois.

O Noroeste seguiu cometendo diversos erros na partida. Em campo, o único jogador que se salvou no segundo tempo foi Felipe Anderson. O jovem meia santista substituiu Keirrison, e marcou o segundo gol da equipe, aos 25 minutos. Resultado final: 2 a 0 Santos. Pronto, agora sim o foco está voltado para a Libertadores.

Noroeste 1 x 2 Santos

Data: 25/01/2009, domingo.
Competição: Campeonato Paulista – 2ª rodada
Local: Estádio Dr. Alfredo de Castilho, em Bauru, SP.
Público: 5.041 pagantes
Renda: R$ 142.690,00
Árbitro: José Henrique de Carvalho
Auxiliares: Ednilson Corona (Fifa-SP) e Anderson José de Moraes Coelho
Cartões amarelos: Júlio Terceiro, Anderson Marques e Luciano Bebê (N); Lúcio Flávio, Domingos, Paulo Henrique e Roni (S).
Cartão vermelho: Anderson Marques (N).
Gols: Borebi (01-1); Rodrigo Souto (33-2) e Kléber Pereira (41-2, de pênalti).

NOROESTE
Fernando Vizzoto; Max Carrasco (Éder), Bonfim, Anderson Marques e Marcelo Santos; Júlio Terceiro, Júlio, João Marcos e Luciano Bebê (Marcinho); Léo Mineiro (Alessandro Cambalhota) e Borebi.
Técnico: Ruy Scarpino

SANTOS
Fábio Costa; Luizinho, Domingos (Paulo Henrique), Adaílton e Triguinho (Tiago Luís); Roberto Brum, Rodrigo Souto, Lúcio Flávio e Madson; Roni (Molina) e Kléber Pereira.
Técnico: Márcio Fernandes



Santos vira no fim e obtém segundo truinfo no Paulista

Em Bauru, equipe sai atrás do Noroeste e se recupera com gols de Rodrigo Souto, de cabeça e Kléber Pereira, de pênalti

O Santos venceu o Noroeste por 2 a 1 de virada neste domingo, em Bauru, pela segunda rodada do Campeonato Paulista e foi aos seis pontos, entre os líderes. O time da Vila Belmiro sofreu um gol logo no primeiro minuto, marcado por Borebi, mas reagiu depois do intervalo com gols de Rodrigo Souto, de cabeça, e Kléber Pereira, de pênalti. O time do interior segue sem somar ponto.

O meia Bolaños e o lateral-esquerdo Léo ainda não estrearam. O técnico Márcio Fernandes manteve o mesmo time da estréia, que venceu o Guaratinguetá. Porém, teve que fazer alterações para conseguir a virada. “Tive que mexer, porque o meio campo estava muito congestionado. Jogamos em velocidade pelas laterais e fomos felizes”, disse o comandante.

O Santos teve dificuldades nos primeiros 45 minutos. Já o Noroeste acabou com seu problema de falta de gols logo no primeiro minuto, com Borebi mostrando oportunismo e atenção ao aproveitar rebote oferecido por Fábio Costa.

Com um ataque leve, o time da casa dava trabalho à defesa santista. Já o setor ofensivo alvinegro não funcionava, uma vez que o meio de campo não conseguia furar a retranca anfitriã e fazer a bola chegar em Kléber Pereira.

“Na verdade, tomamos o gol muito cedo. O Noroeste está esperando nosso time e isso dificulta o meu trabalho e o do Madson, que é de fazer a bola chegar. Mesmo assim, criamos duas chances e vamos tentar acertar para o segundo tempo”, disse o meia Lucio Flavio, em entrevista ao Sportv.

No intervalo, a única mudança no Santos foi a saída do zagueiro Domingos, com um corte na perna, para entrada de Paulo Henrique. Com isso, a postura do time do litoral em campo não mudou. O comandante tentou então colocar o meia colombiano Molina no lugar do atacante Roni e pouco depois o atacante Tiago Luis no lugar do lateral-esquerdo Triguinho.

A equipe melhorou e com mais presença no ataque chegou ao empate em cabeçada de Rodrigo Souto, aos 35. Pouco depois, Madson cruzou, e a bola tocou na mão do zagueiro Anderson Marques: pênalti. Kléber Pereira teve que cobrar duas vezes para virar, aos 41.

Santos 3 x 2 Noroeste

Data: 09/03/2008, domingo, 18h10.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 13ª rodada
Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 12.537 pagantes
Renda: R$ 88.905,00
Árbitro: Guilherme Cereta de Lima (SP)
Auxiliares: João Bourgalber Nobre Chaves e Edvanio Ferreira Duarte (ambos de SP)
Cartões amarelos: Wesley (S); Luciano Bebê (N)
Cartão vermelho: Edylton e Leandrinho (N).
Gols: Betão (04-1), Kléber Pereira (21-1) e Edno (35-1); Leandrinho (10-2) e Kléber Pereira (18-2, de pênalti).

SANTOS
Fábio Costa; Adoniran, Betão, Domingos e Carleto (Marcelo); Rodrigo Souto, Adriano e Molina (Rodrigo Tabata); Wesley, Kléber Pereira e Sebastián Pinto (Mariano Trípodi).
Técnico: Emerson Leão

NOROESTE
Fabiano; Edylton, Bonfim, Anderson Marques e Leandro Soares (Gilsinho); Júlio, Ralf, Luciano Bebê (Luis Cláudio) e Edno (Borebi); Vandinho e Leandrinho.
Técnico: Márcio Bittencourt



Santos vence sob ‘efeito Vila’ e renova esperanças no Paulistão

O Santos fez valer o ‘efeito casa’ neste domingo (9), venceu o Noroeste por 3 a 2 na 13ª rodada do Campeonato Paulista e renovou as suas esperanças em chegar ao G-4.

Com o resultado, o clube do litoral foi aos 17 pontos e pulou da 14ª para a 12ª posição na tabela, enquanto o Noroeste, que viu cair uma invencibilidade de sete jogos, agora é o oitavo.

Com desempenho pífio longe de seus domínios em 2008 – condição em que contabiliza 9,5% dos 21 pontos disputados, com dois empates e cinco derrotas -, o Alvinegro caracterizou-se por apresentar duas frentes nesta temporada.

Dentro da Vila, o time de Emerson Leão é diferente. E chegou neste domingo a um aproveitamento de 79,1% dos pontos que jogou diante do torcedor – foram seis vitórias, um empate e uma derrota.

O início da festa na Baixada foi aos 3min de jogo, e o ‘presente’ surgiu pelos pés de Betão.

O zagueiro dominou a bola na entrada da área, chutou de perna esquerda e a viu desviar em um rival para enganar o goleiro Fabiano.

Com a estréia de Sebastian no ataque, o Santos apresentou uma formação com dois centroavantes nesta noite.

E, em princípio, acertou. Aos 20min foi a vez de Kléber Pereira ampliar para 2 a 0 em lance em que demonstrou categoria.

A equipe da casa cedeu ainda na primeira etapa. Aos 34min, Edno recebeu cruzamento e escorou a bola de cabeça para diminuir.

No segundo tempo, Leandrinho esqueceu que o Noroeste não contava com o artilheiro Otacílio Neto e aproveitou escanteio aos 9min para marcar de cabeça em vacilo da marcação santista.

Aos 15min, Domingos dividiu bola cruzada na área e um defensor rival afastou-a com a mão.

Após polêmica, o árbitro consultou um de seus auxiliares e marcou o pênalti, batido e convertido por Kléber Pereira para definir a vitória santista.

Noroeste 1 x 4 Santos

Data: 08/04/2007, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 18ª rodada (penúltima)
Local: Estádio Alfredo de Castilho, em Bauru, SP.
Público: 3.107 pagantes
Renda: R$ 70.410,00
Árbitro: Claudinei Forati Silva
Auxiliares: Gustavo Henrique Dantas de Miranda e Fábio Aparecido Gomes Ribeiro
Cartões amarelos: Fábio, Leandrinho, Deda e Hernani (N); Leonardo, Marcelo, Zé Roberto, Rodrigo Tiuí, Kléber, Pedro e Pedrinho (S).
Gols: Cléber Santana (06-1); Edno (17-2), Rodrigo Tabata (33-2), Marcos Aurélio (37-2) e Jonas (43-2).

NOROESTE
Fabiano; Éder (Márcio Gabriel), Fábio, Bonfim e Edno; Toninho, Leandrinho, Hernani e Luciano Bebê; Deda e Otacílio Neto (Bruno Mineiro).
Técnico: Paulo Comelli

SANTOS
Fábio Costa; Antônio Carlos, Leonardo e Marcelo (Marcos Aurélio); Pedro, Maldonado, Cléber Santana, Zé Roberto (Pedrinho) e Kléber; Rodrigo Tabata e Rodrigo Tiuí (Jonas).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo



Santos goleia Noroeste e assegura liderança do Estadual

O Santos foi até Bauru neste domingo e derrotou o Noroeste por 4 a 1. A vitória, a sétima consecutiva do time de Vanderlei Luxemburgo – entre Campeonato Paulista e Copa Libertadores -, levou a equipe da Vila Belmiro a 47 pontos e garantiu ao clube a primeira posição da fase inicial do Estadual. Além disso, o time assegurou a vantagem de jogar por dois empates nas semifinais e decidir a vaga para uma eventual final em seus domínios.

Mesmo com o triunfo do vice-líder São Paulo sobre o Grêmio Barueri por 5 a 0, também neste domingo, a equipe da Baixada mantém-se quatro pontos à frente do rival tricolor, restando apenas uma rodada para o fim da primeira etapa do certame.

“Entrar em campo com a vantagem é sempre legal. Jogamos com a vantagem do empate e isso é importante. Apesar disso, temos de ter o pensamento de buscar sempre a vitória”, declarou o meia Cléber Santana, autor do primeiro gol do Santos neste domingo.

Para o Noroeste, o revés acabou com qualquer chance matemática de a equipe garantir uma vaga na fase decisiva do Paulista – o time estacionou nos 27 pontos, e agora está na nona posição.

A equipe santista foi a campo disposta a esperar o adversário na defesa e explorar as jogadas de contra-ataques. E a estratégia deu resultado logo nos primeiros instantes do duelo.

Aos 3min, Zé Roberto avançou com liberdade pela direita e, dentro da área, chutou em cima do goleiro adversário, perdendo uma boa oportunidade. Três minutos depois, entretanto, Rodrigo Tiuí recebeu belo lançamento de Kléber e foi derrubado pelo goleiro do Noroeste.

Cléber Santana cobrou o pênalti no meio do gol e marcou o primeiro da equipe da Vila Belmiro – o seu 11° no campeonato. Mesmo em desvantagem, o Noroeste passou a dominar o jogo, mas não levava muito perigo à meta de Fábio Costa. Por outro lado, o Santos continuava construindo boas jogadas, mas o ataque não aproveitava as oportunidades para ampliar.

O jogo mudou no segundo tempo, e a equipe de Vanderlei Luxemburgo passou a atuar mais no campo de ataque. Mesmo assim, já não produzia com a mesma intensidade da etapa inicial, e quem acabou marcando primeiro foi o time anfitrião.

Aos 17min, Edno aproveitou indecisão dos zagueiros Leonardo e Antônio Carlos, que não conseguiram afastar a bola, e, de dentro da área, chutou no canto esquerdo de Fábio Costa.

O Santos só voltou a ter a vantagem 16 minutos depois, quando Rodrigo Tabata recebeu passe de Kléber e, cara a cara com Fabiano, tocou por cima do goleiro, com categoria.

A equipe alvinegra ainda faria mais dois gol antes do apito final. Aos 37min, Marcos Aurélio recebeu passe de Rodrigo Tabata e só teve o trabalho de concluir. Jonas, seis minutos depois, dominou a bola dentro da área e chutou forte, no canto direito do goleiro, decretando o triunfo santista.

Na próxima quarta-feira, o Noroeste enfrenta o Guaratinguetá, fora de casa. Também na quarta, o time da Baixada joga com o Juventus em São José dos Campos, pela última rodada do Paulista. A partida acontece na região do Vale do Paraíba porque o Santos perdeu um mando de campo em razão do confronto entre torcedores alvinegros e do São Paulo no clássico disputado na Vila Belmiro, dia 11 de março.

A equipe do Morumbi, aliás, também classificada para próxima fase do Estadual, já sabe quem enfrentará nas semifinais. O time tricolor joga com o São Caetano, que garantiu sua vaga depois de vencer o São Bento, neste sábado, por 2 a 1. O Santos ainda não conhece o seu adversário, que pode ser o Bragantino – atualmente na quarta colocação – o Palmeiras ou o Paulista.