Navegando Posts marcados como Parque Antarctica

Santos FC x SE Palmeiras
Santos Futebol Clube x Sociedade Esportiva Palmeiras


Retrospecto:

317 jogos
101 vitórias
083 empates
133 derrotas
461 gols pró
545 gols contra
-84 saldo

Resultados:

03/10/1915 – Santos 7 x 0 Palestra Itália – Amistoso – Velódromo
19/03/1916 – Santos 5 x 0 Palestra Itália – Amistoso – Conselheiro Nébias
24/09/1916 – Santos 2 x 4 Palestra Itália – Paulista – Chácara da Floresta
17/12/1916 – Santos 1 x 0 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
08/07/1917 – Santos 1 x 5 Palestra Itália – Paulista – Chácara da Floresta
23/09/1917 – Santos 0 x 2 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
31/08/1919 – Santos 0 x 2 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
02/11/1919 – Santos 1 x 4 Palestra Itália – Paulista – Chácara da Floresta
30/05/1920 – Santos 2 x 3 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
24/10/1920 – Santos 0 x 0 Palestra Itália – Amistoso – Vila Belmiro
22/05/1921 – Santos 2 x 4 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
20/11/1921 – Santos 1 x 6 Palestra Itália – Paulista – Parque Antarctica
01/10/1922 – Santos 0 x 3 Palestra Itália – Amistoso – Parque Antarctica
26/11/1922 – Santos 0 x 2 Palestra Itália – Paulista – Parque Antarctica
06/05/1923 – Santos 0 x 1 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
30/03/1924 – Santos 1 x 6 Palestra Itália – Troféu Presidente de Vero – Parque Antarctica
21/09/1924 – Santos 1 x 2 Palestra Itália – Taça Elpídio de Paiva – Vila Belmiro
10/05/1925 – Santos 0 x 3 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
06/06/1926 – Santos 2 x 3 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
03/04/1927 – Santos 1 x 1 Palestra Itália – Amistoso – Parque Antarctica
22/01/1928 – Santos 1 x 4 Palestra Itália – Paulista – Parque Antarctica
29/01/1928 – Santos 1 x 1 Palestra Itália – Taça Julio Prestes – Parque Antarctica
04/03/1928 – Santos 2 x 3 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
26/08/1928 – Santos 2 x 2 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
18/11/1928 – Santos 3 x 2 Palestra Itália – Paulista – Parque Antarctica
22/09/1929 – Santos 4 x 3 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
23/03/1930 – Santos 1 x 0 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
29/06/1930 – Santos 2 x 4 Palestra Itália – Taça Julio Prestes – Parque Antarctica
31/08/1930 – Santos 0 x 2 Palestra Itália – Paulista – Parque Antarctica
28/06/1931 – Santos 4 x 2 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
13/12/1931 – Santos 2 x 1 Palestra Itália – Paulista – Parque Antarctica
10/04/1932 – Santos 1 x 2 Palestra Itália – Amistoso – Parque Antarctica
11/12/1932 – Santos 0 x 8 Palestra Itália – Paulista – Ponte Grande
28/05/1933 – Santos 1 x 3 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
27/08/1933 – Santos 3 x 4 Palestra Itália – Paulista – Parque Antarctica
15/04/1934 – Santos 0 x 3 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
17/06/1934 – Santos 1 x 3 Palestra Itália – Amistoso – Vila Belmiro
08/07/1934 – Santos 0 x 5 Palestra Itália – Paulista – Parque Antarctica
07/10/1934 – Santos 1 x 1 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
17/10/1934 – Santos 3 x 1 Palestra Itália – Amistoso – Vila Belmiro
02/12/1934 – Santos 2 x 3 Palestra Itália – Paulista – Parque Antarctica
02/06/1935 – Santos 1 x 0 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
29/09/1935 – Santos 0 x 0 Palestra Itália – Paulista – Parque Antarctica
26/01/1936 – Santos 1 x 3 Palestra Itália – Amistoso – Vila Belmiro
13/09/1936 – Santos 1 x 2 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
18/04/1937 – Santos 0 x 4 Palestra Itália – Paulista – Parque Antarctica
27/06/1937 – Santos 1 x 1 Palestra Itália – Paulista – Parque Antarctica
05/12/1937 – Santos 3 x 5 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
13/03/1938 – Santos 0 x 1 Palestra Itália – Paulista – Parque Antarctica
12/04/1939 – Santos 6 x 1 Palestra Itália – Amistoso – Parque Antarctica
11/06/1939 – Santos 3 x 2 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
24/09/1939 – Santos 2 x 2 Palestra Itália – Paulista – Parque Antarctica
14/07/1940 – Santos 0 x 1 Palestra Itália – Paulista – Parque Antarctica
21/09/1940 – Santos 0 x 5 Palestra Itália – Amistoso – Vila Belmiro
24/11/1940 – Santos 0 x 3 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
23/03/1941 – Santos 2 x 4 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
12/07/1941 – Santos 2 x 3 Palestra Itália – Amistoso – Vila Belmiro
27/07/1941 – Santos 1 x 4 Palestra Itália – Paulista – Parque Antarctica
10/05/1942 – Santos 2 x 3 Palestra Itália – Paulista – Parque Antarctica
16/08/1942 – Santos 2 x 5 Palestra Itália – Paulista – Vila Belmiro
01/11/1942 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Amistoso – Vila Belmiro
04/04/1943 – Santos 0 x 1 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
18/07/1943 – Santos 2 x 0 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
14/11/1943 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Amistoso – Vila Belmiro
20/01/1944 – Santos 0 x 1 Palmeiras – Amistoso – Parque Antarctica
09/04/1944 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
08/10/1944 – Santos 0 x 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
27/05/1945 – Santos 0 x 3 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
05/08/1945 – Santos 0 x 2 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
11/05/1946 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
22/09/1946 – Santos 1 x 3 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
14/06/1947 – Santos 0 x 1 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
28/12/1947 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
30/05/1948 – Santos 2 x 0 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
10/10/1948 – Santos 3 x 2 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
02/07/1949 – Santos 0 x 2 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
25/09/1949 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
05/11/1950 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
16/12/1950 – Santos 4 x 2 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
20/05/1951 – Santos 2 x 6 Palmeiras – Taça Cidade de São Paulo – Pacaembu
02/09/1951 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
13/10/1951 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Amistoso – Parque Antarctica
22/12/1951 – Santos 2 x 3 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
13/02/1952 – Santos 2 x 0 Palmeiras – Torneio Rio SP – Pacaembu
17/08/1952 – Santos 0 x 0 Palmeiras – Taça Cidade de Santos – Vila Belmiro
08/11/1952 – Santos 0 x 2 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
14/12/1952 – Santos 4 x 0 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
03/05/1953 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Torneio Rio SP – Pacaembu
20/09/1953 – Santos 1 x 3 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
03/01/1954 – Santos 3 x 6 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
27/05/1954 – Santos 3 x 4 Palmeiras – Torneio Rio SP – Pacaembu
02/10/1954 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
22/01/1955 – Santos 1 x 5 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
13/04/1955 – Santos 4 x 4 Palmeiras – Torneio Rio SP – Pacaembu
24/09/1955 – Santos 3 x 1 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
18/12/1955 – Santos 3 x 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
11/04/1956 – Santos 4 x 2 Palmeiras – Roberto Gomes Pedrosa – Pacaembu
22/09/1956 – Santos 0 x 0 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
24/10/1956 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
22/12/1956 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
15/05/1957 – Santos 3 x 0 Palmeiras – Torneio Rio SP – Pacaembu
08/09/1957 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
26/10/1957 – Santos 4 x 3 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
28/12/1957 – Santos 4 x 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
06/03/1958 – Santos 7 x 6 Palmeiras – Torneio Rio SP – Pacaembu
24/08/1958 – Santos 1 x 0 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
16/11/1958 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
15/03/1959 – Santos 3 x 3 Palmeiras – Amistoso – Pacaembu
06/05/1959 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Torneio Rio SP – Pacaembu
03/10/1959 – Santos 7 x 3 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
29/11/1959 – Santos 1 x 5 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
05/01/1960 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
07/01/1960 – Santos 2 x 2 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
10/01/1960 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
27/03/1960 – Santos 0 x 0 Palmeiras – Torneio Rio SP – Pacaembu
21/08/1960 – Santos 3 x 1 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
16/12/1960 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
23/03/1961 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Torneio Rio SP – Pacaembu
30/07/1961 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
29/11/1961 – Santos 2 x 3 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
18/03/1962 – Santos 5 x 3 Palmeiras – Amistoso – Pacaembu
12/08/1962 – Santos 4 x 2 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
14/11/1962 – Santos 3 x 0 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
13/03/1963 – Santos 3 x 0 Palmeiras – Torneio Rio SP – Pacaembu
07/08/1963 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
20/11/1963 – Santos 0 x 1 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
10/04/1964 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Torneio Rio SP – Pacaembu
23/08/1964 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Paulista – Morumbi
04/11/1964 – Santos 3 x 2 Palmeiras – Taça Brasil – Pacaembu
07/11/1964 – Santos 2 x 3 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
10/11/1964 – Santos 4 x 0 Palmeiras – Taça Brasil – Pacaembu
31/03/1965 – Santos 1 x 7 Palmeiras – Torneio Rio SP – Pacaembu
19/09/1965 – Santos 0 x 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
03/11/1965 – Santos 4 x 2 Palmeiras – Taça Brasil – Pacaembu
10/11/1965 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Taça Brasil – Pacaembu
12/12/1965 – Santos 0 x 5 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
23/03/1966 – Santos 3 x 2 Palmeiras – Torneio Rio SP – Pacaembu
15/04/1966 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Amistoso – Vila Belmiro
22/09/1966 – Santos 2 x 2 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
23/11/1966 – Santos 2 x 0 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
08/04/1967 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Roberto Gomes Pedrosa – Pacaembu
06/08/1967 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
29/10/1967 – Santos 4 x 1 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
13/04/1968 – Santos 1 x 0 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
19/05/1968 – Santos 3 x 1 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
18/09/1968 – Santos 0 x 0 Palmeiras – Roberto Gomes Pedrosa – Pacaembu
08/12/1968 – Santos 3 x 0 Palmeiras – Roberto Gomes Pedrosa – Morumbi
22/03/1969 – Santos 2 x 3 Palmeiras – Paulista – Morumbi
03/05/1969 – Santos 0 x 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
18/06/1969 – Santos 3 x 0 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
12/10/1969 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Roberto Gomes Pedrosa – Pacaembu
11/03/1970 – Santos 1 x 0 Palmeiras – Taça Cidade de São Paulo – Parque Antarctica
24/04/1970 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Taça Cidade de São Paulo – Parque Antarctica
05/07/1970 – Santos 2 x 0 Palmeiras – Paulista – Morumbi
06/09/1970 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Paulista – Morumbi
11/11/1970 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Roberto Gomes Pedrosa – Pacaembu
28/03/1971 – Santos 0 x 2 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
30/05/1971 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
16/10/1971 – Santos 1 x 0 Palmeiras – Brasileiro – Pacaembu
15/01/1972 – Santos 0 x 4 Palmeiras – Amistoso – Parque Antarctica
26/03/1972 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
13/08/1972 – Santos 0 x 1 Palmeiras – Paulista – Morumbi
25/10/1972 – Santos 1 x 0 Palmeiras – Brasileiro – Pacaembu
06/05/1973 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Paulista – Morumbi
12/08/1973 – Santos 0 x 1 Palmeiras – Paulista – Morumbi
02/09/1973 – Santos 0 x 0 Palmeiras – Brasileiro – Morumbi
09/12/1973 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Morumbi
20/04/1974 – Santos 4 x 0 Palmeiras – Brasileiro – Pacaembu
09/09/1974 – Santos 0 x 0 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
24/11/1974 – Santos 0 x 2 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
26/02/1975 – Santos 2 x 2 Palmeiras – Torneio Laudo Natel – Pacaembu
06/04/1975 – Santos 2 x 0 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
27/07/1975 – Santos 0 x 2 Palmeiras – Paulista – Morumbi
15/02/1976 – Santos 0 x 5 Palmeiras – Torneio Governador do Estado – Vila Belmiro
04/04/1976 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
07/09/1976 – Santos 1 x 0 Palmeiras – Brasileiro – Pacaembu
02/04/1977 – Santos 0 x 2 Palmeiras – Paulista – Morumbi
12/06/1977 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Paulista – Morumbi
25/09/1977 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
11/12/1977 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Pacaembu
15/10/1978 – Santos 0 x 2 Palmeiras – Paulista – Morumbi
19/11/1978 – Santos 3 x 1 Palmeiras – Amistoso – Vila Belmiro
04/03/1979 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Paulista – Morumbi
27/05/1979 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Paulista – Morumbi
03/09/1979 – Santos 1 x 3 Palmeiras – Paulista – Morumbi
30/09/1979 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Paulista – Morumbi
18/11/1979 – Santos 1 x 5 Palmeiras – Paulista – Morumbi
23/07/1980 – Santos 0 x 1 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
14/09/1980 – Santos 0 x 0 Palmeiras – Paulista – Morumbi
05/07/1981 – Santos 1 x 0 Palmeiras – Paulista – Morumbi
13/09/1981 – Santos 0 x 0 Palmeiras – Paulista – Morumbi
01/11/1981 – Santos 3 x 2 Palmeiras – Paulista – Morumbi
08/11/1981 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Paulista – Morumbi
13/05/1982 – Santos 0 x 4 Palmeiras – Amistoso – Parque Antarctica
19/09/1982 – Santos 3 x 1 Palmeiras – Paulista – Morumbi
23/11/1982 – Santos 6 x 1 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
14/04/1983 – Santos 1 x 0 Palmeiras – Brasileiro – Morumbi
21/04/1983 – Santos 2 x 2 Palmeiras – Brasileiro – Morumbi
10/07/1983 – Santos 2 x 2 Palmeiras – Paulista – Morumbi
09/10/1983 – Santos 2 x 2 Palmeiras – Paulista – Morumbi
17/03/1984 – Santos 2 x 2 Palmeiras – Brasileiro – Morumbi
25/03/1984 – Santos 2 x 3 Palmeiras – Brasileiro – Morumbi
24/06/1984 – Santos 0 x 0 Palmeiras – 3 x 2 pênaltis – Paulista – Torneio Início – Morumbi
05/08/1984 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Paulista – Morumbi
21/10/1984 – Santos 2 x 0 Palmeiras – Paulista – Morumbi
03/03/1985 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Morumbi
10/04/1985 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Pacaembu
28/07/1985 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
29/09/1985 – Santos 0 x 0 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
15/03/1986 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
06/07/1986 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
29/10/1986 – Santos 0 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Pacaembu
07/12/1986 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Pacaembu
06/03/1987 – Santos 3 x 2 Palmeiras – Amistoso – Pacaembu
29/03/1987 – Santos 2 x 2 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
26/07/1987 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
19/09/1987 – Santos 0 x 0 Palmeiras – Brasileiro – Vila Belmiro
20/03/1988 – Santos 1 x 0 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
25/06/1988 – Santos 0 x 0 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
10/07/1988 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
03/09/1988 – Santos 1 x 1 Palmeiras – 3 x 4 pênaltis – Brasileiro – Parque Antarctica
06/05/1989 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Paulista – Morumbi
07/09/1989 – Santos 0 x 0 Palmeiras – Brasileiro – Morumbi
29/04/1990 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Paulista – Morumbi
02/09/1990 – Santos 0 x 0 Palmeiras – Brasileiro – Parque Antarctica
02/05/1991 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Vila Belmiro
03/08/1991 – Santos 0 x 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
20/10/1991 – Santos 0 x 1 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
06/04/1992 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Parque Antarctica
26/07/1992 – Santos 0 x 2 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
10/10/1992 – Santos 0 x 1 Palmeiras – Paulista – Morumbi
07/02/1993 – Santos 1 x 3 Palmeiras – Paulista – Morumbi
03/04/1993 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Paulista – Morumbi
07/07/1993 – Santos 2 x 0 Palmeiras – Torneio Rio SP – Vila Belmiro
17/07/1993 – Santos 0 x 3 Palmeiras – Torneio Rio SP – Parque Antarctica
26/09/1993 – Santos 3 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Vila Belmiro
10/11/1993 – Santos 1 x 0 Palmeiras – Brasileiro – Parque Antarctica
06/03/1994 – Santos 1 x 4 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
03/04/1994 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
21/05/1994 – Santos 0 x 1 Palmeiras – Torneio Brasil-Itália – Parque Antarctica
22/07/1994 – Santos 0 x 0 Palmeiras – Copa Bandeirantes – Bruno José Daniel
06/08/1994 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Copa Bandeirantes – Vila Belmiro
19/10/1994 – Santos 0 x 2 Palmeiras – Brasileiro – Parque Antarctica
19/02/1995 – Santos 2 x 2 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
14/05/1995 – Santos 3 x 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
22/11/1995 – Santos 1 x 0 Palmeiras – Brasileiro – Pacaembu
24/03/1996 – Santos 0 x 6 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
02/06/1996 – Santos 0 x 2 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
08/09/1996 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Brasileiro – Morumbi
28/01/1997 – Santos 3 x 1 Palmeiras – Torneio Rio SP – Parque Antarctica
01/02/1997 – Santos 0 x 1 Palmeiras – Torneio Rio SP – Presidente Prudente
02/03/1997 – Santos 0 x 2 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
04/06/1997 – Santos 4 x 0 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
21/09/1997 – Santos 0 x 5 Palmeiras – Brasileiro – Parque Antarctica
23/11/1997 – Santos 3 x 3 Palmeiras – Brasileiro – Morumbi
03/12/1997 – Santos 0 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Morumbi
19/05/1998 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Copa do Brasil – Parque Antarctica
23/05/1998 – Santos 2 x 2 Palmeiras – Copa do Brasil – Vila Belmiro
15/08/1998 – Santos 1 x 0 Palmeiras – Brasileiro – Vila Belmiro
27/01/1999 – Santos 3 x 1 Palmeiras – Torneio Rio SP – Vila Belmiro
17/02/1999 – Santos 2 x 3 Palmeiras – Torneio Rio SP – Parque Antarctica
07/03/1999 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Paulista – Morumbi
05/06/1999 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Paulista – Morumbi
08/06/1999 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Paulista – Morumbi
26/09/1999 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Parque Antarctica
27/05/2000 – Santos 0 x 0 Palmeiras – Paulista – Morumbi
04/06/2000 – Santos 3 x 2 Palmeiras – Paulista – Morumbi
27/08/2000 – Santos 2 x 3 Palmeiras – Brasileiro – Vila Belmiro
01/04/2001 – Santos 3 x 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
10/10/2001 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Brasileiro – Parque Antarctica
09/02/2002 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Torneio Rio SP – Parque Antarctica
29/09/2002 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Vila Belmiro
01/02/2004 – Santos 2 x 2 Palmeiras – Paulista – Morumbi
23/05/2004 – Santos 0 x 4 Palmeiras – Brasileiro – Vila Belmiro
12/09/2004 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Pacaembu
06/03/2005 – Santos 1 x 3 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
29/05/2005 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Brasileiro – Parque Antarctica
21/09/2005 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Vila Belmiro
05/03/2006 – Santos 1 x 0 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
30/04/2006 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Parque Antarctica
03/09/2006 – Santos 5 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Vila Belmiro
04/02/2007 – Santos 3 x 3 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
19/07/2007 – Santos 2 x 2 Palmeiras – Brasileiro – Parque Antarctica
13/10/2007 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Vila Belmiro
20/01/2008 – Santos 0 x 0 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
24/07/2008 – Santos 2 x 4 Palmeiras – Brasileiro – Parque Antarctica
02/11/2008 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Brasileiro – Vila Belmiro
08/02/2009 – Santos 1 x 4 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
11/04/2009 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
18/04/2009 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Paulista – Parque Antarctica
28/06/2009 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Parque Antarctica
04/10/2009 – Santos 1 x 3 Palmeiras – Brasileiro – Vila Belmiro
14/03/2010 – Santos 3 x 4 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
15/07/2010 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Brasileiro – Pacaembu
02/10/2010 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Vila Belmiro
03/04/2011 – Santos 0 X 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
10/07/2011 – Santos 0 x 3 Palmeiras – Brasileiro – Pacaembu
09/10/2011 – Santos 1 x 0 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
05/02/2012 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Paulista – Prudentão
25/08/2012 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Pacaembu
01/12/2012 – Santos 3 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Vila Belmiro
24/03/2013 – Santos 0 x 0 Palmeiras – Paulista – Pacaembu
27/04/2013 – Santos 1 x 1 Palmeiras – 4 x 2 pênaltis – Paulista – Vila Belmiro
23/03/2014 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
17/07/2014 – Santos 2 x 0 Palmeiras – Brasileiro – Vila Belmiro
19/10/2014 – Santos 3 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Pacaembu
11/03/2015 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro
26/04/2015 – Santos 0 x 1 Palmeiras – Paulista – Allianz Parque
03/05/2015 – Santos 2 x 1 Palmeiras – 4 x 2 pênaltis – Paulista – Vila Belmiro
19/07/2015 – Santos 0 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Allianz Parque
01/11/2015 – Santos 2 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Vila Belmiro
25/11/2015 – Santos 1 x 0 Palmeiras – Copa do Brasil – Vila Belmiro
02/12/2015 – Santos 1 x 2 Palmeiras – 3 x 4 pênaltis – Copa do Brasil – Allianz Parque
20/02/2016 – Santos 0 x 0 Palmeiras – Paulista – Allianz Parque
24/04/2016 – Santos 2 x 2 Palmeiras – 3 x 2 pênaltis – Paulista – Vila Belmiro
12/07/2016 – Santos 1 x 1 Palmeiras – Brasileiro – Allianz Parque
30/10/2016 – Santos 1 x 0 Palmeiras – Brasileiro – Vila Belmiro
19/03/2017 – Santos 1 x 2 Palmeiras – Paulista – Vila Belmiro

Palmeiras 1 x 1 Santos

Data: 28/06/2009, domingo.
Competição: Campeonato Brasileiro – 8ª rodada
Local: Estádio Parque Antarctica, em São Paulo, SP.
Árbitro: Leonardo Gaciba (RS)
Auxiliares: Márcio Luiz Augusto e Carlos Augusto Nogueira Junior (ambos de SP).
Cartões amarelos: Wagner Diniz, Fabão e Róbson (S); Wendel e Souza (P).
Gols: Obina (32-1) e Róbson (37-2).

PALMEIRAS
Marcos; Wendel (Ortigoza), Mauricio Ramos, Danilo e Armero; Pierre (Edmilson), Souza, Cleiton Xavier e Diego Souza; Willians (Felipe) e Obina.
Técnico: Jorginho

SANTOS
Douglas; Wagner Diniz, Fabão, Domingos e Pará (Molina); Rodrigo Souto, Roberto Brum, Paulo Henrique Lima (Paulo Henrique Rodrigues) e Madson; Neymar (Róbson) e Kléber Pereira.
Técnico: Vagner Mancini



No 1º jogo sem Luxa, Palmeiras empata clássico com o Santos

O Palmeiras foi formulado neste ano para ter Vanderlei Luxemburgo como o “arquiteto” do time e Keirrison como o “matador”. Os dois, porém, não fazem mais parte dos planos do clube. Do lado santista, Mancini convive com a sombra Muricy. O empate por 1 a 1 neste domingo, no Parque Antarctica, manteve as incertezas das duas equipes no Brasileirão, que estudam mudanças nos comandos técnicos.

O resultado tirou o Palmeiras do G-4. O time está na quinta colocação, com 13 pontos, três a mais que o Santos, décimo na classificação.

Demitido do comando do Palmeiras, Vanderlei Luxemburgo foi lembrado pela torcida alviverde, que não economizou críticas e ironias em direção ao ex-técnico do clube.

Uma faixa com a inscrição “Planejamento?” foi aberta pelos torcedores no começo do clássico, lembrando uma das metas propaladas por Luxemburgo. Outros torcedores palmeirenses pediam Muricy Ramalho, atualmente desempregado.

A sombra de Muricy também ronda a Vila Belmiro. O Santos completou seu quarto jogo sem vitória. Em campo, a equipe se limitou a defender nos 45 minutos iniciais. Pouco criativo, o time da Vila dava espaços para investidas do Palmeiras. Mesmo demonstrando falta de sintonia ofensivamente, o time alviverde teve maior controle no 1° tempo, atacando o Santos principalmente com Cleiton Xavier, articulador no meio-campo.

Sem Keirrison, em negociação com o Barcelona, o ataque do Palmeiras buscou outra opção na área: Obina, aposta do ex-técnico do clube, Vanderlei Luxemburgo, que bancou sua contratação mesmo sob intensas críticas. E foi Obina quem abriu o marcador. O ex-flamenguista aproveitou sobra de bola dentro da área após chute de Cleiton Xavier e apenas escorou para o gol, aos 32 minutos da etapa inicial.

Em vantagem, o Palmeiras intensificou jogadas na área santista. Obina teve outra oportunidade clara de gol, mas desta vez foi interceptado por Fabão. Já o Santos foi nulo com Kléber Pereira e Neymar.

Envolvidos em confusão no encontro anterior entre as equipes (segundo jogo das semifinais do Paulistão), Diego Souza e Domingos fizeram um duelo à parte neste domingo. A cada jogada em que ambos se encontravam, sobravam contatos ríspidos e intimidações dos dois lados.

O Palmeiras iniciou a 2ª etapa disposto a liquidar a partida. E teve chances para isso. No entanto, o ataque alviverde continuava apresentado falhas na condução da bola. Obina e Willians perderam boas chances, deixando a bola escapar dos pés. Insatisfeito com o rendimento irregular de Willians, o técnico interino Jorginho colocou Felipe no ataque na etapa complementar.

Adormecido durante quase toda a partida, o ataque do Santos acordou somente aos 26 min da etapa final. Róbson, que substituiu Neymar durante o jogo, deu belo voleio em passe de Kléber Pereira, mas Marcos fez defesa espetacular, evitando o gol de empate.

Em situação adversa no marcador, o Santos decidiu se arriscar no ataque. Mancini trocou o lateral Pará por Molina. A estratégia deu maior volume santista no meio-campo, fortalecendo jogadas pela ponta esquerda, com Madson.

A partir dos 30 min do segundo tempo, a situação se inverteu. Desta vez foi o Santos quem pressionava. O Palmeiras se resumia a evitar os ataques alvinegros. A pressão santista surtiu efeito. Dentro da área, Róbson chutou no canto esquerdo de Marcos.

No desespero, o Palmeiras tentou desempatar a partida jogando bolas para a área do Santos, mas sem sucesso.


Vídeos: (1) Melhores momentos e (2) Reportagem do Globo Esporte.

Palmeiras 1 x 2 Santos

Data: 18/04/2009, sábado.
Competição: Campeonato Paulista – Semifinal – Jogo de volta
Local: Estádio Parque Antarctica, em São Paulo.
Público: 26.447 torcedores
Renda: R$ 1.071.800,00
Árbitro: Salvio Spinola Fagundes Filho (SP)
Auxiliares: Vicente Romano Neto e Giovani Cesar Canzian (SP)
Cartões amarelos: Maurício Ramos 2, Marcão (P); Roberto Brum, Fabão, Madson e Neymar (S).
Cartões vermelhos: Maurício Ramos e Diego Souza, (P); Domingos (S).
Gols: Madson (17-1); Kléber Pereira (06-2, de pênalti) e Pierre (29-2).

PALMEIRAS
Marcos; Fabinho Capixaba, Danilo, Maurício Ramos e Pablo Armero; Pierre, Jumar (Ortigoza), Evandro (Marcão) e Diego Souza; Lenny (Deyvid Sacconi) e Keirrison
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

SANTOS
Fábio Costa; Luizinho, Fabão, Fabiano Eller e Triguinho; Germano, Roberto Brum (Pará), Madson, Paulo Henrique Lima; Neymar (Domingos) e Kléber Pereira (Roni)
Técnico: Vagner Mancini



Com briga e confusão, Santos bate Palmeiras e vai à final do Paulista

O Santos começou a temporada desacreditado, com atuações irregulares e com problemas no elenco. Mas quando chegou a fase decisiva do Campeonato Paulista, a equipe mostrou sua força. Neste sábado, o time de Vagner Mancini não se intimidou com a pressão do Parque Antarctica lotado e aplicou 2 a 1 no Palmeiras para avançar à final depois de um confronto marcado pelo clima tenso e por uma confusão generalizada.

Em meio a uma partida com atletas nervosos, o duelo precisou ser parado no fim do segundo tempo graças a uma briga de Diego Souza e Domingos. Por pouco, outros jogadores não aderiram à disputa, e a confusão não tomou proporções maiores. No fim, o Santos levou a melhor e agora enfrenta o Corinthians, que eliminou o São Paulo no domingo, no Morumbi.

“A confusão não pode tirar o brilho da vitória do Santos. Fomos totalmente superiores ao Palmeiras e fizemos por merecer. Não jogamos na defesa e isso fez a diferença”, comemorou Vagner Mancini, que vai à primeira final de Paulista como técnico depois de dois triunfos por 2 a 1 na semi.

Com 11 vitórias, quatro empates e quatro derrotas na primeira fase, o Santos teve um longo caminho até a decisão. Depois de começar o ano com um técnico novato (Márcio Fernandes) e ver até uma briga no elenco – entre Fabiano Eller e Fábio Costa -, o time praiano precisou lidar com uma forte desconfiança da torcida.

Entretanto, a chegada de Vagner Mancini aliada à ascensão de Neymar e Paulo Henrique recolocou o Santos na disputa. A partir da semifinal, a reação se consolidou com duas boas apresentações diante dos atuais campeões. Ao mesmo tempo, o Palmeiras fica em um clima ainda mais conturbado. O time volta suas atenções à Libertadores, torneio em que também vive uma situação difícil.

Mesmo com o estádio completamente tomado pela torcida alviverde, o Palmeiras teve dificuldades no início do confronto e viu o Santos tomar a iniciativa com mais posse de bola. Após os dez minutos iniciais, os anfitriões entraram no clima na torcida. Com isso, começaram a pressão sobre o clube alvinegro.

Até que aos 17min, Madson aproveitou falha generalizada da zaga alviverde após tiro de meta de Fábio Costa e passe de Neymar e abriu o placar para o Santos. O gol conteve os avanços dos donos da casa, enquanto os visitantes continuaram levando perigo à meta de Marcos. Nervoso, o Palmeiras não mostrou reação e ficou praticamente sem criação ofensiva até o fim do primeiro tempo.

“Não nos achamos dentro de campo. Precisamos mudar e também entrar mais no clima de decisão se quisermos ir para a final”, lamentou Pierre antes de se dirigir aos vestiários. “Se melhorarmos a movimentação, podemos fazer mais”, destacou Madson logo em seguida.

As entradas de Deyvid Sacconi e Ortigoza deixaram o Palmeiras mais ofensivo na etapa final. Mas logo aos 8min o Santos esfriou as pretensões alviverdes novamente. Neymar foi derrubado dentro da área por Maurício Ramos, que foi expulso pelo lance. Na sequência, Kléber Pereira acertou o pênalti e aumentou a vantagem alvinegra.

Foi quando as vaias aumentaram no Parque Antarctica. Apagado, Keirrison foi um dos mais criticados pela torcida, assim como o técnico Vanderlei Luxemburgo. Quando parecia que o Santos não teria mais dificuldades, Pierre arriscou de fora da área aos 29min e contou um frango clamoroso de Fábio Costa para descontar.

Com ânimos renovados, os anfitriões voltaram ao jogo. Até que Domingos entrou na vaga de Neymar aos 35min e entrou em discussão Diego Souza quase no mesmo instante. Nervoso, o meia respondeu e logo em seguida o árbitro expulsou os dois. Foi o suficiente para começar a confusão. Domingos caiu no gramado após ser empurrado e simulou uma agressão mais forte, o que deixou o camisa 7 do Palmeiras inconformado.

Mesmo segurado por uma série de jogadores, Diego Souza correu para cima do defensor novamente e o agrediu com uma rasteira. Após uma paralisação de cinco minutos, o zagueiro deixou a confusão sorrindo, ao mesmo tempo em que Diego Souza finalmente retornou para os vestiários. Depois disso, não sobrou mais tempo para o placar ser alterado.

Palmeiras 4 x 1 Santos

Data: 08/02/2009, domingo, 17h00.
Competição: Campeonato Paulista – 6ª rodada
Local: Estádio do Parque Antarctica, em São Paulo, SP.
Público: 24.515
Renda: R$ 689.985,00
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse e Newton dos Reis Barreira (ambos de SP).
Cartões amarelos: Diego Souza, Jéci, Lenny e Edmílson (P); Fábio Costa e Germano (S).
Gols: Edmílson (15-1) e Keirrison (22-1); Keirrison (01-2), Kléber Pereira (18-2) e Lenny (40-2).

PALMEIRAS
Bruno; Danilo, Edmílson e Jéci; Fabinho Capixaba, Pierre, Cleiton Xavier, Diego Souza (Jumar) e Pablo Armero; Willians (Lenny) e Keirrison (Marquinhos).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

SANTOS
Fábio Costa; Adriano, Adaílton, Fabiano Eller e Léo; Roberto Brum (Germano), Rodrigo Souto, Madson e Lucio Flavio (Roni); Róbson (Bolaños) e Kléber Pereira.
Técnico: Márcio Fernandes



Carrasco Keirrison brilha, Palmeiras goleia Santos e segue 100%

O atacante Keirrison manteve a sina de ser carrasco do Santos e fez a diferença no clássico deste domingo. O atleta de 20 anos marcou dois gols na vitória do Palmeiras por 4 a 1, no estádio do Parque Antarctica, e o clube alviverde, mesmo com um jogo a menos do que os demais participantes do Campeonato Paulista, reassumiu a liderança com 15 pontos.

No ano passado, Keirrison anotou sete gols contra o Santos em duas partidas pelo Coritiba. Dessa vez, o centroavante foi às redes em uma cobrança de pênalti, sofrido por ele mesmo, e completando um rebote do goleiro Fábio Costa. Quem abriu o placar do duelo foi Edmílson, Kléber Pereira diminuiu para os visitantes, e Lenny garantiu a goleada.

Questionado se tem alguma coisa contra o Santos, Keirrison respondeu: “Não tenho nada. Só faço o meu trabalho com humildade.”

O Palmeiras soma 15 pontos em cinco jogos, seguido por Corinthians, que tem 14, e São Paulo, com 13 – ambos os rivais participaram das seis rodadas do Estadual. O Santos tem 10 pontos, e está fora do G-4.

Com o sétimo triunfo na temporada, cinco pelo Paulistão e dois pela Copa Libertadores, a equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo segue 100% e iguala o melhor início de ano do clube no século. Em 2006, sob o comando de Emerson Leão, o Palmeiras também ganhou seus sete primeiros compromissos.

O jogo

Nos 30 minutos iniciais do primeiro tempo, o Santos viu o Palmeiras passear em campo. Foram sete oportunidades claras de gol, com quatro finalizações certas.

A superioridade dos donos da casa surtiu efeito aos 15min. Cleiton Xavier bateu escanteio fechado, Fábio Costa afastou mal e Edmílson apoveitou a sobra para mandar para as redes de bicicleta. O gol do pentacampeão mundial foi parecido com o que ele fez na Copa do Mundo de 2002, durante a vitória sobre a Costa Rica na primeira fase.

Antes de o capitão palmeirense abrir placar, Willians e Cleiton Xavier já haviam desperdiçado duas oportunidades na cara do camisa 1 santista.

Aos 22min, Keirrison aproveitou um vacilo de Adaílton, invadiu a área e foi derrubado pelo goleiro Fábio Costa. O camisa 9 cobrou com categoria e fez 2 a 0.

Nos dez minutos finais, o Santos passou a ter o domínio do clássico. Lúcio Flávio e Kléber Pereira quase diminuíram o placar, mas a defesa palmeirense e o goleiro Bruno evitaram o gol.

“A gente estava dando a bola de graça para o time deles. Agora que conseguiumos colocar a bola no chão, melhoramos”, analisou o santista Rodrigo Souto. “O jogo não está definido. O time jogou bem no primeiro tempo, mas nos últimos minutos demos espaço”, ponderou Edmílson, do outro lado.

O técnico Márcio Fernandes mexeu no intervalo. Sacou Lúcio Flávio e colocou o atacante Roni, deixando o Santos mais ofensivo. Porém, logo a 1min, Willians fez bela jogada próximo à entrada da área, cortou para o meio e chutou. Fábio Cosa espalmou e Keirrison pegou o rebote para anotar o seu sétimo gol em cinco jogos pelo clube paulistano.

Os visitantes não se entregaram após o terceiro gol da partida e passaram a pressionar o adversário, porém sem sucesso no arremate. Até que, aos 18min, Madson cruzou na área, e Kléber Pereira mergulhou para marcar de peixinho.

Entretanto, a equipe alvinegra não conseguiu manter o ritmo no ataque e viu o rival alviverde fazer 4 a 1 com Lenny, que recebeu de Cleiton Xavier, driblou Fábio Costa e marcou o seu quinto gol no Paulistão.

Pameiras 4 x 2 Santos

Data: 24/07/2008
Competição: Campeonato Brasileiro
Local: Estádio do Parque Antarctica, em São Paulo, SP.
Árbitro: José Henrique de Carvalho (Fifa/SP)
Auxiliares: Ednilson Corona (Fifa/SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (SP)
Cartões amarelos: Valdivia, Maurício, Leandro e Diego Souza; Fabão, Apodi, Kléber Pereira, Marcelo, Maikon Leite, Fabiano e Kléber (S).
Gols: Leandro (13-1), Alex Mineiro (15-1), Leandro (28-1), Kléber Pereira (33-1), Apodi (37-1) e Gladstone (44-1).

PALMEIRAS
Marcos, Maurício (Maicosuel), Jéci, Gladstone; Fabinho Capixaba, Wendel, Jumar, Diego Souza (Lenny) e Leandro; Valdivia e Alex Mineiro.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

SANTOS
Felipe, Marcelo, Fabão (Tiago Luís), Fabiano Eller; Apodi, Adriano (Fabiano), Dionísio, Molina (Maikon Leite) e Kléber; Cuevas e Kléber Pereira.
Técnico: Cuca



Em duelo ‘sem defesas’, Palmeiras vence e afunda Santos na crise

Palmeiras e Santos fizeram um clássico de seis gols na noite desta quinta-feira, no estádio do Parque Antarctica, e deixaram evidentes as fragilidades de seus sistemas defensivos. Melhor para o clube alviverde, que venceu por 4 a 2, voltou a figurar no G-4 do Campeonato Brasileiro e aumentou a crise do rival, que segue na penúltima colocação.

Com a vitória por dois gols de diferença, o time da capital iguala os 24 pontos e o saldo de gols do Cruzeiro, porém leva vantagem no número de gols pró e pula da sétima para a quarta colocação, dentro da zona de classificação para a próxima edição da Copa Libertadores da América.

Já o Santos continua com 11 pontos, na vice-lanterna. A diferença para o 16º lugar, posto que escapa do rebaixamento, é de quatro pontos. O técnico Cuca ainda foi expulso por reclamação e segue ameaçado no cargo. Os torcedores palmeirenses não perdoaram e ecoaram o grito: “ão, ão, ão, segunda divisão”.

Todos os gols aconteceram no primeiro tempo: Leandro abriu o placar, Alex Mineiro fez o segundo e Leandro ampliou para 3 a 0; o Santos reagiu com Kléber Pereira e Apodi, mas Gladstone fez 4 a 2. O goleiro Felipe, que ocupa a vaga do lesionado Fábio Costa, falhou nos dois últimos gols do Palmeiras

Apesar do sexto triunfo em casa pelo certame nacional, os jogadores do Palmeiras, principalmente do sistema defensivo, não escaparam de uma bronca do capitão Marcos. “Tomamos cinco ou seis gols desse jeito. A gente treina e chega na hora do jogo toma gol. Com três zagueiros e dois volantes, não pode tomar tanto gol assim”, esbravejou o camisa 12.

O jogo

Logo aos 2min de jogo, um lance polêmico: Leandro cobrou falta na área, Diego Souza desviou de cabeça e a bola foi para o gol, mas o auxiliar Ednilson Corona apontou impedimento de Gladstone, que participou da jogada na pequena área.

Entretanto, o gol irregular já demonstrou a fragilidade da zaga do time da Baixada Santista e o nervosismo de Felipe. Aos 13min, Diego Souza bateu falta com rapidez antes do meio campo e lançou Alex Mineiro. O camisa 9 dominou pelo lado esquerdo e rolou para a área. Sozinho, Leandro tocou na saída de goleiro rival.

Dois minutos depois, Diego Souza recuperou a bola no campo de ataque e viu Alex Mineiro avançar nas costas de Fabiano Eller. O camisa 7 tocou, e o centroavante bateu na saída do goleiro santista para ampliar e anotar o seu nono gol no Nacional.

A melhor chance do Santos aconteceu aos 27min. Em cobrança de falta, Fabão arriscou o chute, Marcos espalmou, mas Fabiano Eller não aproveitou o rebote.

Um minuto depois, Leandro cobrou falta, pelo lado direito, direto para o gol e enganou Felipe, que se adiantou esperando um cruzamento.

Os visitantes esboçaram uma reação. Aos 37min, Fabão recebeu sozinho na área e tocou para o meio. Kléber Pereira finalizou sozinho e marcou seu sétimo gol no campeonato. Sete minutos depois, Molina fez boa jogada e tocou para Apodi nas costas da zaga. O lateral direito bateu forte, no ângulo, e marcou um belo gol.

Porém, aos 44min, mais uma vez o goleiro Felipe vacilou. Ele saiu mal do gol, em nova cobrança de falta de Leandro, e Gladstone desviou de cabeça para o fundo das redes.

A equipe do técnico Cuca voltou melhor para a etapa final, e teve mais posse de bola nos 20 minutos inicias, porém com dificuldades para superar a retranca palmeirense. O comandante santista promoveu duas alterações e deixou sua equipe mais ofensiva: os atacantes Maikon Leite e Tiago Luís entraram nos lugares do meia Molina e do zagueiro Fabão.

Luxemburgo respondeu e sacou o zagueiro Maurício para a entrada do meia-atacante Maicosuel.

As trocas fizeram melhor aos donos da casa, que quase ampliaram o placar com Fabinho Capixaba, mas Felipe fez sua primeira boa defesa no jogo. Do outro lado, o Santos não assustou mais Marcos.