Navegando Posts marcados como Peñarol

Santos 0 x 0 Peñarol-URU

Data: 22/10/1991, terça-feira, 19h00.
Competiçao: Supercopa da Libertadores – QUartas-de-final – Jogo de volta
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 4.045 pagantes
Renda: Cr$ 12.525.000,00
Árbitro: Juan Carlos Losteau (ARG).

SANTOS
Sérgio; Índio (Lico), Pedro Paulo, Rogério e Marcelo Veiga; Axel, Sérgio Manoel e Almir (Zé Renato); Serginho Fraldinha, Paulinho McLaren e Tato.
Técnico: Ramiro Valente

PEÑAROL
Fernando Alvez; Rosa, Sergio Panzardo, Paolo Montero e Alfonso Dominguez; Diego Dorta, Carlos Sánchez e Andrés Martínez; Sérgio Martínez, Néstor Cedrés (Lopez) e Dely Valdez (Paulo Alves).
Técnico: Ricardo Ortiz



Peñarol deixa Santos fora da Supercopa 91

Fonte: Jornal Folha de SP

Penãrol 3 x 2 Santos

Data: 16/10/1991, quarta-feira, 19h00.
Competição: Supercopa da Libertadores – Quartas-de-final – Jogo de ida
Local: Estádio Centenário, em Montevidéu, Uruguai.
Árbitro: Juan Luis Bava (ARG).
Gols: Cedres (15-1) e Pedro Paulo (35-1); Montero (16-2), Serginho Fraldinha (33-2) e Sérgio Martínez (34-2, de pênalti).

PEÑAROL
Fernando Alvez; Rosa, Sergio Panzardo, Paolo Montero e Alfonso Dominguez; Diego Dorta, Carlos Sánchez e Andrés Martínez; Sérgio Martínez, Néstor Cedrés e William Castro (Dely Valdez).
Técnico: Ricardo Ortiz

SANTOS
Nílton; Índio, Pedro Paulo, Camilo e Flavinho; Carlinhos, Sérgio Manoel e Zé Renato (Axel); Almir (Serginho Fraldinha), Paulinho McLaren e Tato.
Técnico: Ramiro Valente



Penãrol bate Santos e depende do empate

Fontes:
Jornal Folha de SP
Estadão

Santos 2 x 2 Peñarol – 2 x 4 nos pênaltis

Data: 07/11/1990, quarta-feira, 21h30.
Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores – 1ª fase – Jogo de volta
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 2.852 pagantes
Renda: Cr$ 1.475.900,00
Árbitro: Ricardo Calabria (ARG).
Cartões amarelos: Camilo e Flavinho (S) e Silvera (P).
Cartões vermelhos: Edu Marangon (S) e Lopez (P).
Pênaltis: Santos: Almir e Flavinho marcaram. O goleiro Alvez defendeu os pênaltis de Derval e Luiz Carlos. Peñarol: Villar, Baran, Da Silva e Montero marcaram.
Gols: Lopez (20-1), Mendonça (36-1) e Mendonça (38-1); Baran (38-2).

SANTOS
Pizelli; Camilo, Pedro Paulo, Luiz Carlos e Flavinho; Derval, Axel e Edu Marangon; Almir, Serginho Chulapa (Zé Humberto) e Mendonça (Sérgio Manoel).
Técnico: Pepe

PEÑAROL
Fernando Alvez; Alfonso Dominguez, Trasante, Paolo Montero e Mendez; Sanchez, Silvero e Rodrigues (Da Silva); Adrian Paz (Baran), Jorge Villar e Lopez.
Técnico: César Luiz Menotti


Após empate em 0 x 0 no Uruguai, o Santos é eliminado nos pênaltis da Supercopa.

Fonte: Jornal Folha de SP

Peñarol 0 x 0 Santos

Data: 18/10/1990, quinta-feira, 21h30.
Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores – 1ª fase – Jogo de ida
Local: Estádio Centenário, em Montevidéu, Uruguai.
Público: 20.000
Árbitro: Juan Carlos Loustau (ARG).
Cartão amarelo: Pedro Paulo (S).

PEÑAROL-URU
Fernando Alvez; Alfonso Dominguez, Trasante, Paolo Montero e Mendez; Sanchez, César Silvera (Eduardo da Silva) e Fernando Silvera; Adrian Paz, Cabrera (Baran) e Lopez.
Técnico: César Luiz Menotti

SANTOS
Sérgio; Índio, Pedro Paulo, Luiz Carlos e Flavinho; César Sampaio, Axel e Edu Marangon; Almir (Mendonça), Paulinho McLaren (Derval) e Sérgio Manoel.
Técnico: Pepe



Fonte: Jornal Folha de SP

Peñarol 0 x 3 Santos

Data: 10/03/1983, quinta-feira, 21h00.
Competição: Copa Vencedores da América – Final
Local: Estádio Centenário, em Montevidéu, Uruguai.
Público: 30.000
Árbitro: Ramon Barreto
Gols: João Paulo, Serginho II e João Paulo.

SANTOS
Marolla; Toninho Oliveira, Marcio Rossini, Toninho Carlos e Gilberto Sorriso; Dema, Toninho Silva e Paulo Isidoro; Serginho Dourado, Luque (Gérson) e João Paulo.
Técnico: Formiga

PEÑAROL
Gustavo Fernandez; W. Oliveira, Nelson, Victor Diogo e Ivan; Miguel Bossio, Walkir e Saralegui; Moreno, Juvencio e Osório.
Técnico:



Santos conquista a Copa Vencedores da América.

Fonte: Jornal Folha de SP