Navegando Posts marcados como Pepe



Serginho Chulapa é o novo técnico do Santos, no lugar de Pepe. “A derrota para o Palmeiras foi a gota d’água”, disse Pepe, visivelmente emocionado.

A goleada de 4 a 1 imposta pelo Palmeiras deixou o time na última colocação do Campeonato Paulista, ao lado do Ituano, e motivou a troca de treinadores, anunciada por Pelé após reunião da diretoria.

“Serginho é o novo técnico e dirige o time contra o União”, afirmou Pelé. Ele disse que tem confiança no novo treinador e que espera que a mudança dê certo. “Se precisar, até eu assumo este cargo”, declarou.

Pelé lamentou a saída do técnico Pepe. “É triste. Somos como irmãos”, afirmou. Falando pela diretoria, o ex-jogador deixou claro que o Santos não tem dinheiro e que a diretriz não é contratar, mas trabalhar com o grupo atual.

A diretoria do Santos tentou convencer Pepe a permanecer à frente do time. Não houve acordo. “A paciência saturou”, declarou Pepe. Pesou também na decisão a decepção com o desempenho dos jogadores. “Esperava muito mais dos jogadores e, no fundo, estou muito decepcionado”, declarou.

Para o presidente Miguel Kodja, a saída de Pepe não resolve o problema. “Ele não é o responsável. O que acontece é que temos posições ocupadas por jogadores fracos”, afirmou. Kodja, que ontem completou dois meses como presidente, afirmou que será feita uma reavaliação de todo o elenco.

Para o centroavante Guga, a saída de Pepe era esperada. “Infelizmente no Brasil é assim com os técnicos. Estou triste”, disse.

Para o goleiro Edinho, filho de Pelé, Pepe não deveria sair. “Ele é um grande treinador. O Santos perde muito com sua saída”, afirmou.

Serginho quer ficar entre os 5 primeiros

Técnico pede calma aos jogadores

Serginho Chulapa, novo técnico do Santos em substituição a Pepe, disse ser possível levar o atual elenco do clube a ficar entre os cinco primeiros colocados do Paulista. “Mas para ser campeão não dá”, declarou. Ele disse não temer a torcida. “Eu respeito, além do mais estou gostando da experiência de ser técnico”, disse o novo treinador.

Repórter – O que precisa mudar no time?
Serginho – Tem que mudar a cabeça dos nossos jogadores. Está faltando confiança.

Repórter – O time é fraco?
Serginho – Não dá para ser campeão, mas sem dúvida podemos chegar entre os cinco melhores de São Paulo.

Repórter – O que a sua experiência pode ajudar a melhorar o rendimento do time?
Serginho – Teve uma época no São Paulo que eu fiquei dez jogos sem fazer gol. A gente começa a errar, tamanha é a vontade de acertar. Hoje, é isso que acontece com o Santos. Nessa hora, é preciso calma.

Repórter – Onde pode chegar o Serginho treinador?
Serginho – Não sei, só posso dizer que estou gostando da experiência.

Repórter – Você teme a pressão da torcida?
Serginho – Eu não temo nada. Respeito a torcida e espero ser respeitado.


Fast Clube 0 x 3 Santos

Data: 09/08/1968, sexta-feira.
Competição: Torneio da Amazônia
Local: Estádio Ismael Benigno, em Manaus, AM.
Público: 17.000
Renda: NCr$ 80.000,00
Árbitro: Manoel Joaquim Ramos.
Gols: Pepe (07-2), Pelé (23-2) e Werneck (32-2).

FAST CLUBE (AM)
Pedro Brasil; Antonio Piola, Luís, Zequinha Piola e Pompeu; Nonato e Santana; Alfredo, Amaro, Edson Piola e Zezinho.
Técnico:

SANTOS
Cláudio; Wilson Campos, Ramos Delgado, Joel Camargo (Oberdan) e Turcão; Clodoaldo e Lima; Manoel Maria, Luiz Werneck (Amauri), Pelé e Pepe.
Técnico: Antoninho



Vitória sobre o Fast em Manaus

O Santos recebeu a cota livre de NCr$ 50 mil.

Fonte: Jornal Folha de SP

Santos 5 x 4 Peñarol

Data: 25/03/1965
Competição: Copa Libertadores – Semifinal – Jogo de ida
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo, SP.
Renda: Cr$ 36.591.500,00
Público: 50.000
Árbitro: Luis Ventre (argentino)
Gols: Pelé (02-1), Pepe (05-1), Dorval (07-1), Rocha (19-1), Dorval (24-1), Silva (25-1) e Coutinho (38-1); Silva (30-2) e Silva (37-2).

SANTOS
Gilmar; Ismael, Olavo, Joel e Geraldino; Zito e Mengálvio; Dorval, Coutinho (Toninho, 39-1), Pelé, Pepe.
Técnico: Lula

PEÑAROL
Maidana, Caetano, Maciel (C. G. Pérez, 28-1), Varela e Forlán; Gonçalvez e Rocha; Ledesma, Héctor Silva, Sasía e Joya.
Técnico: Máspoli

Ocorrências: Aos 36-1 Maidana defendeu pênati cometido por Ledesma em Pepe, que Pelé desperdiçou. Foi o quinto penal perdido pelo Rei.

1965-03-25-santos-5-x-4-penarol-maidana-defende-penalti-de-pele-600
1965-03-25-santos-5-x-4-penarol-pele-olha-o-libero-600

Universidad de Chile 1 x 5 Santos

Data: 13/02/1965
Competição: Copa Libertadores – Grupo 2 – 1ª rodada
Local: Estádio Nacional, em Santiago, Chile.
Público: 49.218
Renda: Cr$ 77.888.950,00
Árbitro: Romualdo Arppi Filho (BRA).
Gols: Pelé (12-1), Mengálvio (28-1); Pepe (15-2), Pelé (19-2, de pênalti), Pelé (32-2) e Araya (39-2).

UNIVERSIDAD DE CHILE
Astorga; Donoso, Villanueva, Rodríguez, Contreras, Araya, Alvarez, Clivares (Oleniak), Marcos e Sanchez.

SANTOS
Gilmar; Lima, Joel e Geraldino; Zito e Haroldo; Dorval, Mengálvio, Toninho, Pelé e Pepe.
Técnico: Lula

Santos 3 x 2 Portuguesa

Data: 13/12/1964
Competição: Campeonato Paulista – 30ª rodada (última)
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 17.197 pagantes
Renda: Cr$ 18.823.000,00
Árbitro: Armando Marques.
Gols: Pepe (07-2), Toninho (24-2), Ditão (31-2), Ismael (35-2, contra) e Wilson Silva (35-2, contra).

SANTOS
Gilmar; Ismael, Modesto e Lima; Zito e Haroldo; Toninho, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe.
Técnico: Lula

PORTUGUESA DE DESPORTOS
Orlando; Jair Marinho, Ditão e Edilson; Pampolini e Wilson Silva; Almir, Dida, Henrique, Nair e Ivair.
Técnico: