Navegando Posts marcados como Presidente

Sob nova direção

O empresário Miguel Assad Macool Filho, de 41 anos, que não é torcedor do Santos, foi eleito pelo Conselho Deliberativo como o novo presidente do clube, com 144 votos contra 115 de Luiz de Souza Júnior. A sua chapa “Renovação” tinha como slogan: “O Santos é uma baleia furiosa que está adormecida.”

Entre seus planos para recuperar as finanças do Clube, Miguel pretende anistiar cerca de 10 mil associados com pagamentos em atraso para tentar trazê-los de volta à Vila Belmiro.



Fonte: Revista Placar, nº 932, 15/04/1988.

Renúncia em massa

Em uma carta de 66 linhas, o Presidente do Santos, Manoel dos Santos Sá, conhecido por “Maneco das Tintas” por ser dono de uma fábrica, anunciou sua renúncia ao cargo. Seu gesto foi acompanhado pelos demais diretores.
Manoel abandonava os 30 milhões que havia investido no clube. Antes, porém, empenhou as verbas de TV até o final de 1988. Manoel da Tintas renuncia à Presidência do Santos

Motivo: o episódio do veto do Conselho Deliberativo à venda dos passes dos jogadores César Sampaio e Marco Antônio Cipó ao empresário Juan Figer. “Daria um superávit de 20 milhões de cruzados”, alegou o empresário.

Com a renúncia, assumiu o Presidente do Conselho Deliberativo, Otávio Alves Adegas, que tem 30 dias para convocar novas eleições.



Fontes:
– Revista Placar, nº 928, pág. 52, 18/03/1988.
– Revista Placar, nº 979, pág. 29, 17/03/1989.

Na noite de sábado (28/03), apenas 16,9% dos 13.849 associados aptos a votarem compareceram a Vila Belmiro para elegerem a gestão de abril/1981 a 31 de dezembro de 1983.

A chapa de situação, representada pelo presidente Rubens Quintas Ovalle e o vice, José Rubens Marino, venceu o candidato Álvaro Bandarra, da chapa de oposição.

O resultado final apontou a Chapa 1 com 1.752 votos e a Chapa 2 com 575, além de 12 votos nulos e brancos.

Prevendo dificuldades econômicas, Quintas confirmou que deverá prevalecer a política de “investir nas divisões inferiores, formar os jogadores para o Santos, ao invés de contratá-los a peso de ouro”.

Rubens Quintas terá em suas sete vice-presidências:

– Administração e Finanças: Renato Soares Prestes;
– Futebol: José Rubens Marino;
– Jurídico: Carlos Augusto Corte Real;
– Patrimônio: Sérgio Cordeiro;
– Social: Rubens Sérgio;
– Esportes Amadores: Joé Gaia;
– Comunicação: Ernesto Vieira dos Santos.