Navegando Posts marcados como Robert

Portuguesa 1 x 1 Santos

Data: 02/02/2002
Competição: Torneio Rio SP
Local: Estádio do Canindé, em São Paulo, SP.
Público e Renda: N/D
Árbitro: Anselmo da Costa (SP)
Cartão amarelo: Sinval (P), Rogério Pinheiro (P), Paulo Almeida (S), Léo (S) e Esquerdinha (S).
Gols: Robert (21-2) e Evandro (32-2).

PORTUGUESA
Bosco; Vinícius, Rogério Pinheiro, Paulo Fabrício e Elson; Marcus Vinícius (Ricardo Lopes), Hernâni (Sandro Fonseca) e Evandro; Ricardo Oliveira e Sinval.
Técnico: Candinho

SANTOS
Fábio Costa; Odvan, Preto e Cléber; Michel, Paulo Almeida, Marcelo Silva, Esquerdinha (Elano) e Léo; Robert e Oséas.
Técnico: Celso Roth



Santos só empata com a Lusa na estréia de Oséas

Em uma partida bastante movimentada, a Lusa ficou no empate de 1 a 1 com o Santos, resultado que deixou duas com sete pontos, mas com um jogo a menos do que Vasco, Ponte Preta e Palmeiras.

Apesar de jogar fora de casa, a equipe da Vila Belmiro começou o jogo com mais disposição, motivada com a estréia do atacante Oséas, e dominou o primeiro tempo.

O time do Canindé se fechou e conseguiu suportar a pressão até o intervalo.

Mesmo sem estar no melhor de sua forma física, já que não jogava desde novembro, Oséas deu trabalho aos zagueiros adversários.

“Foi uma partida equilibrada e muito difícil, mas conseguimos jogar bem”, disse Oseás, que saiu somente nos minutos finais da partida.

Os gols só aconteceram na etapa complementar. A Lusa voltou melhor e conseguiu mostrar um pouco do seu poder ofensivo com Ricardo Oliveira e Sinval, mas quem abriu o placar foi o Santos, através de uma bela cobrança de falta de Robert.

O meia foi o grande destaque do clássico paulista e ganhou mais credibilidade para negociar sua renovação de contrato com a diretoria santista.

Com o placar adverso, a Lusa passou a pressionar mais ainda e conseguiu a igualdade numa das poucas falhas da defesa santista.

Com os trêz zagueiros rivais na área, o meia Evandro ficou livre para marcar, após rebote do goleiro Fábio Costa.

Satisfeitos com o empate, as equipes apenas administraram o resultado.

Santos 3 x 0 América-RJ

Data: 20/01/2002
Competição: Torneio Rio SP
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 4.592 pagantes
Renda: R$ 38.000,00
Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (RS)
Cartões amarelos: Cléber (S); Leonardo e Luciano Gá (A).
Gols: Cléber (40-1), Robert (46-1) e William (48-1).

SANTOS
Fávio Costa; Michel (Douglas), Preto, Cléber e Léo; Paulo Almeida, Marcelo Silva, Eduardo Marques (Diego) e Robert; Elano e Thiago (William).
Técnico: Celso Roth

AMÉRICA-RJ
Marcelo Leite; Leonardo, Edmar, Luciano Gá e Piá; Neto, Luciano Netter, Serginho e Ratinho (Andrei); Fágner e Fábio Araújo
Técnico: Mario Marques



Santos marca três no final e vence o América na Vila

Mesmo não apresentando um belo futebol, o Santos conseguiu vencer o América, por 3 a 0, na tarde deste domingo, na Vila. Confira os melhores lances do jogo de estréia das duas equipes no Torneio Rio-São Paulo.

Os gols da vitória saíram apenas nos minutos finais. Aos 40min, o zagueiro Cléber abriu o placar. Seis minutos depois foi a vez do meia Robert, em cobrança de falta, se redimir do pênalti perdido no início do segundo tempo. Aos 48min, William fechou o placar.

A equipe paulista é o vice-líder da competição, com desvantagem para o Botafogo apenas nos gols pró (5 contra 3).

Apesar do triunfo, os santistas apresentaram muitas falhas e ouviram vaias dos torcedores já na primeira etapa. O único lance de gol durante os 45 minutos iniciais foi com Elano, que só não marcou o gol porque o goleiro Marcelo Leite salvou com o pé.

O Santos voltou um pouco melhor no segundo tempo. Depois da entrada do jovem Diego, de apenas 16 anos, o time passou a criar mais oportunidades. E logo em seu primeiro lance, Diego sofreu um duvidoso pênalti, mas Robert cobrou a infração na trave esquerda de Marcelo Leite.

De tanto pressionar, mesmo que de forma desordenada, a equipe paulista conseguiu abrir o placar. Robert cruzou da direita e Cléber, de cabeça, desviou na canto direito do goleiro carioca.

Aos 46min, Robert cobrou falta com categoria e acertou o ângulo esquerdo de Marcelo Leite, marcando um belo gol. Dois minutos depois, Diego deixou William na cara do gol e este só tocou na saída do goleiro adversário.

Oséas é apresentado

Antes do jogo, a diretoria santista apresentou o atacante Oséas. O jogador ficará na Vila Belmiro, por empréstimo, até 31 de maio. Pelo negócio, o Santos pagou R$ 150 mil.

A expectativa é que o centroavante e o meia Esquerdinha, que ainda não teve sua inscrição regularizada na CBF, estreiem no próximo sábado, no jogo contra a Ponte Preta, em Campinas. O zagueiro Odvan, ainda fora de forma, ficou no banco hoje, mas deve ganhar a posição de Preto durante a semana.

Sport Recife 0 x 2 Santos

Data: 19/09/2001, quarta-feira, 20h30.
Competição: Campeonato Brasileiro – 1ª fase – 13ª rodada
Local: Estádio Ilha do Retiro, em Recife, PE.
Público: 6.658 pagantes
Renda: R$ 39.300,00
Árbitro: Antônio Pereira da Silva (GO).
Cartão amarelo: Gaúcho (SR).
Gols: Robert (29-1); Viola (20-2).

SPORT RECIFE
Marcelo Moretto; Saulo, Alex Pinho, Erlon e Kiko; Val Pilar (Gaúcho, 0-2), Axel, Edu Manga e Ricardinho (Cléber, 18-2); Robinho (Rafael, 0-2) e Júnior Amorim.
Técnico: Júlio César Espinosa

SANTOS
Pitarelli; Preto, Galván e Marcelo Silva (Pereira, 35-2); Russo, Renato, Elano (Vágner, 26-2), Robert (Júlio César, 31-2) e Léo; Marcelinho Carioca e Viola.
Técnico: Cabralzinho



Santos derrota Sport e fica próximo do G8

O Santos venceu sua segunda partida consecutiva no Brasileiro ao derrotar na noite de ontem o Sport por 2 a 0, no estádio da Ilha do Retiro, em Recife. Com o resultado, os paulistas têm agora 19 pontos, na nona posição, próxima do grupo de oito times que vão passar à segunda fase.

No clube pernambucano, a crise se aprofunda. O time permanece na zona de rebaixamento, entre os quatro piores do torneio. Foi a oitava derrota do Sport em 12 jogos e a sexta partida consecutiva sem vitória. O técnico Júlio Espinosa deve ser demitido. Carlos Alberto Silva e Emerson Leão são cotados para substituí-lo.

O Santos começou pressionando e, aos 2min, Robert quase marcou em um chute de fora da área. O goleiro Marcelo Moretto defendeu. Cinco minutos depois, Marcelinho perdeu outra chance, cabeceando a bola na trave.

O Sport só ameaçou pela primeira vez aos 10min, em um cruzamento de Ricardinho desfeito pelo time paulista.

Dominando o meio-campo, o Santos articulava melhor as jogadas de ataque, principalmente com Robert. A defesa pernambucana também falhava e permitia aos adversários trocar passes próximo à sua área.

Aos 29min, o Santos marcou seu primeiro gol em um chute de Robert, de fora da área.

O gol desarticulou ainda mais o Sport, que errava passes e não conseguia fugir da marcação. Só aos 40min os pernambucanos voltaram a ameaçar, em um chute de Júnior Amorim para fora.

Os paulistas responderam com uma bola na trave de Robert, após boa jogada pela direita.

No intervalo, Júlio Espinosa substituiu Val Pilar por Gaúcho, e Robinho por Rafael. Com as mudanças, Érlon foi deslocado para tentar dar mais consistência ao meio-de-campo do Sport.

Pressionado pela torcida, que passou a vaiar, o time foi à frente e perdeu boa chance de empatar logo aos 2min, em um chute para fora do centroavante Rafael.

O jogo permaneceu equilibrado até os 20min, quando o atacante Viola fez o segundo gol, chutando de virada, rasteiro, após receber a bola de Marcelinho.

O técnico Cabralzinho substituiu Robert por Júlio César, e o Santos passou a tocar a bola, esperando o tempo passar. Sem forças para reagir, o time pernambucano foi vaiado.

“Foi uma vitória justíssima”, disse o meia santista Robert. “A equipe se impôs”, declarou.


Santos 1 x 2 Goiás

Data: 02/09/2001, domingo, 15h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 1ª fase – 9ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 8.458 pagantes
Renda: R$ 71.165,00
Árbitro: Fabiano Gonçalves (RS).
Cartões amarelos: Paulo Almeida, Léo e Russo (S); Maurício e Zé Carlos (G).
Gols: Roni (12-1), Robert (17-1, de pênalti) e Danilo (25-1).

SANTOS
Pitarelli; Preto, Orestes (André Dias) e Cléber; Russo, Paulo Almeida, Vágner (Júlio César), Renato e Léo; Robert e Weldon (Elano).
Técnico: Serginho Chulapa (interino)

GOIÁS
Harlei; Roni, Milton do Ó e Edmilson; Maurício, Túlio, Marabá, Danilo (Bilu) e Cássio; Araújo (Zé Carlos) e Itamar (Josué).
Técnico: Lori Sandri



Marcelinho vê Santos cair na Vila

Da tribuna de honra do estádio da Vila Belmiro, Marcelinho viu o seu novo time, o Santos, perder a invencibilidade no Brasileiro para o Goiás, que venceu por 2 a 1.

Com isso, as esperanças de recuperação do time passaram a se concentrar na estréia do ex-corintiano na próxima quinta, em Brasília, contra o Flamengo.

Empolgado, o Santos começou a partida marcando no campo do adversário. Mas, logo a 1min, o time cometeu o primeiro de uma série de erros de finalização que custaram a derrota: com o gol vazio, Renatinho, de cabeça, complementou para fora cruzamento da direita feito por Russo.

Retraído, o Goiás, que buscava os contra-ataques, abriu o placar aos 12min, em jogada ensaiada. Ao cobrar falta, Túlio rolou a bola por trás da defesa, Araújo penetrou, cruzou rasteiro, e Roni completou para o gol.

Embora em desvantagem, o Santos conteve os nervos. Aos 17min, Weldon tentou um chapéu sobre Milton do Ó, o zagueiro tocou a mão na bola e o juiz marcou pênalti. Robert cobrou e empatou a partida.

O Goiás chegava pouco, mas com eficiência, ao gol do Santos. Numa delas, em jogada individual, aos 25min, o meia Danilo se livrou de três zagueiros e desempatou a partida.

Cinco minutos depois, o Santos quase empatou, mas novamente Renatinho falhou na conclusão, ao driblar o goleiro e chutar fraco.

Imediatamente, o técnico Serginho Chulapa decidiu renunciar ao 3-5-2: tirou o zagueiro Orestes e colocou o atacante André Dias. O novo esquema desarticulou a marcação e deixou mais vulnerável o sistema defensivo santista.

No intervalo, devido à fraca atuação no primeiro tempo, o atacante Weldon, que substituiu Viola, suspenso, deu lugar ao meia-atacante Elano.

A partir dos 15min, surgiram as primeiras vaias da torcida. Serginho colocou mais um atacante: Júlio César entrou no lugar do volante Vagner. Mas, taticamente desarticulado, o time persistiu nos erros e novamente deixou o campo vaiado.

Jogadores se “escondem” de torcedores na saída

Parte dos jogadores do Santos deixou ontem a Vila Belmiro por uma porta alternativa para não enfrentar o protesto de torcedores que se aglomeraram na saída principal do vestiário.

O meia-atacante Marcelinho também não passou pelos jornalistas que o aguardavam e saiu do estádio sem dar entrevistas.
Dentre os que se pronunciaram após o jogo, a maioria admitiu que a exibição da equipe foi decepcionante. “Merecemos perder”, disse o meia Robert. “O time estava apático”, afirmou Preto.

O técnico Serginho Chulapa disse esperar uma melhora de rendimento na quinta, contra o Flamengo, em Brasília, devido à volta dos titulares que desfalcaram o time (Fábio Costa, Válber, Gálvan e Viola) e à estréia de Marcelinho Carioca.

O treinador lamentou o excesso de oportunidades desperdiçadas e disse que pretende promover treinamentos específicos a fim de tentar corrigir a falha.

Para Serginho, que começou o jogo com o 3-5-2, passou pelo 4-4-2 e terminou com o 4-2-4, “faltou tranquilidade” para os atacantes. “A ansiedade complica. Você não consegue dominar”, afirmou.



Fonte: Jornal Folha de SP – http://acervo.folha.com.br/fsp/2001/09/03/20//147076

Santos 2 x 0 Coritiba

Data: 12/08/2001, domingo,
Competição: Campeonato Brasileiro – 1ª fase – 4ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 8.122 pagantes
Renda: R$ 70.515,00
Árbitro: Jorge Travassos (RJ).
Cartões amarelos: Cléber, paulo Almeida, Vágner, Válber, Weldon e Robert (S); Max Sandro, Filipe Alvim, Willians, Messias e Fabinho (C).
Gols: Robert (15-1); Robert (22-2).

SANTOS
Fábio Costa; Preto, Galván e Cléber; Russo (Vágner), Paulo Almeida (Elano), Renato, Válber e Canindé; Robert e Weldon (Julio César).
Técnico: Geninho

CORITIBA
Marcelo Cruz; Max Sandro, Edinho e Allan; Filipe Alvim (Alexandre), Willians (Pepo), Juliano, Messias e Fabinho (Alemão); Edmilson e Rincón.
Técnico: Paquito



Robert comanda vitória do Santos

Com uma exibição de destaque de Robert, o Santos quebrou o jejum de vitórias no Brasileiro e bateu o Coritiba por 2 a 0, ontem à tarde, na Vila Belmiro. Os dois gols foram marcados pelo meia. O jogo marcou as estréias no Santos do zagueiro Cléber (ex-Cruzeiro) e do volante Vagner (ex-Bahia). O técnico Ricardo Gomes, contratado pelo Coritiba para substituir Ivo Wortmann, que foi para o Cruzeiro, assistiu à partida de um camarote do estádio.

Além dos aplausos pelos gols, Robert recebeu antes do jogo, das mãos do volante Narciso, uma placa como homenagem aos 200 jogos que já disputou pelo time.

No primeiro tempo, o placar de 1 a 0 não justificou o desempenho do Santos, que só não marcou mais devido às defesas do goleiro Marcelo Cruz.

Bem posicionado na defesa e exercendo uma rígida marcação, o Santos não permitia ao Coritiba articular ações ofensivas -o primeiro chute a gol do time paranaense, sem perigo, ocorreu somente aos 32min. Sem a bola, o Santos se encolhia no campo de defesa, atraía o adversário e partia em velocidade para o ataque. Com deslocamentos frequentes, os santistas confundiam a defesa do Coritiba e abriam espaços para as finalizações dos meias e atacantes.

O time da casa também se beneficiava da jornada inspirada do meia Robert, que recebeu do técnico Geninho a mesma atribuição dada por Luiz Felipe Scolari a Rivaldo na seleção brasileira. Atuando no ataque e sem a obrigação de marcar, Robert ficou livre para se movimentar.

Aos 15min, em lance do meia, o Santos abriu o placar. Robert lançou Russo por cima da defesa. O lateral entrou na área e foi empurrado por trás por Fabinho. Robert cobrou o pênalti e fez 1 a 0.

Na segunda etapa, o Santos definiu o placar. Aos 22min, Válber cobrou falta, e Cléber desviou para Renato. O meia furou, e a bola sobrou para Robert, que finalizou com um toque para marcar pela segunda vez.

Fonte: http://acervo.folha.com.br/fsp/2001/08/13/20//28575