Navegando Posts marcados como Serginho Chulapa



O treinador Serginho foi demitido do Santos. A comunicação foi feita pelo diretor Clodoaldo, na Vila Belmiro.

Com a resolução, a diretoria santista adiantou em dois dias seu posicionamento sobre o incidente ocorrido com o técnico, que seria discutido apenas na segunda-feira.

Serginho agrediu um repórter no estádio Pacaembu, após a derrota para o Corinthians, na quarta-feira. Ainda nos vestiários, desferiu uma cabeçada no repórter Gilvan Ribeiro, que trabalha no jornal “Diário Popular”, após este ter supostamente ironizado o treinador pelo resultado.

Segundo Serginho, toda confusão que culminou com a agressão foi iniciada pelo fato do conselheiro Alberto Francisco de Oliveira ter ido ao vestiário santista para criticar o atacante Guga.
“Ele estava bêbado e começou a falar besteiras”, disse Guga. O fato irritou Serginho.

A Associação dos Cronistas Esportivos do Rio de Janeiro havia pedido garantias à Polícia Civil para que os jornalistas pudessem falar com Serginho sem correr riscos, hoje na partida do time contra o Fluminense.

Técnico diz que está arrependido

O técnico Serginho disse às 16h30 de ontem na Vila Belmiro que estava “arrependido” pela agressão contra o jornalista Gilvam Ribeiro, anteontem à noite no vestiário do Santos, no Pacaembu.

“Eu não via a hora de vir falar com a imprensa para poder pedir desculpas publicamente. Um homem sabe quando erra. O difícil é vir a público e admitir o erro”, afirmou Serginho.

Segundo ele, o culpado pela agressão ao jornalista foi o conselheiro do Santos, Alberto Francisco de Oliveira, conhecido como Alemão.
“Momentos antes da briga, o Alemão entrou no vestiário e foi discutir com o Guga. Isso eu não aceito. Ninguém, à minha exceção, vai tomar satisfação com o jogador”, afirmou.

Serginho disse que ficou nervoso com a entrada do conselheiro no vestiário do Santos. “Eu parei a entrevista que estava dando e fui repreender o Alemão. Aí fiquei nervoso e fiz aquela besteira.”

Serginho classificou a agressão a Ribeiro como “um ato impensado”. Ele disse que pretende pedir desculpas pessoalmente a Ribeiro.

“Fiz uma grande besteira. Se ele aceitar quero encontrá-lo para pedir desculpas e pagar qualquer despesa que ele tenha tido por minha causa”.

O técnico também culpou o árbitro da partida, Antônio Cláudio Perin, na qual o Santos foi derrotado pelo Corinthians, por 2 a 1.

“Eu nem sabia que tinha sido expulso. Foi o Clodoaldo –diretor de futebol do Santos– que me avisou no vestiário”, afirmou o treinador santista. “O juiz de anteontem é um despreparado”, disse.

Serginho disse que o Santos foi “garfado pelo árbitro”. “Eu não reclamo do resultado, mas sim do fato de que ele é um juiz fraco”, afirmou.

O técnico do Santos disse estar calmo. “Hoje eu estou tranquilo por estar aqui podendo pedir desculpas a todos vocês.” E fez uma previsão. “Isso não vai se repetir. Espero que ele me perdoe”, afirmou.




Serginho Chulapa é o novo técnico do Santos, no lugar de Pepe. “A derrota para o Palmeiras foi a gota d’água”, disse Pepe, visivelmente emocionado.

A goleada de 4 a 1 imposta pelo Palmeiras deixou o time na última colocação do Campeonato Paulista, ao lado do Ituano, e motivou a troca de treinadores, anunciada por Pelé após reunião da diretoria.

“Serginho é o novo técnico e dirige o time contra o União”, afirmou Pelé. Ele disse que tem confiança no novo treinador e que espera que a mudança dê certo. “Se precisar, até eu assumo este cargo”, declarou.

Pelé lamentou a saída do técnico Pepe. “É triste. Somos como irmãos”, afirmou. Falando pela diretoria, o ex-jogador deixou claro que o Santos não tem dinheiro e que a diretriz não é contratar, mas trabalhar com o grupo atual.

A diretoria do Santos tentou convencer Pepe a permanecer à frente do time. Não houve acordo. “A paciência saturou”, declarou Pepe. Pesou também na decisão a decepção com o desempenho dos jogadores. “Esperava muito mais dos jogadores e, no fundo, estou muito decepcionado”, declarou.

Para o presidente Miguel Kodja, a saída de Pepe não resolve o problema. “Ele não é o responsável. O que acontece é que temos posições ocupadas por jogadores fracos”, afirmou. Kodja, que ontem completou dois meses como presidente, afirmou que será feita uma reavaliação de todo o elenco.

Para o centroavante Guga, a saída de Pepe era esperada. “Infelizmente no Brasil é assim com os técnicos. Estou triste”, disse.

Para o goleiro Edinho, filho de Pelé, Pepe não deveria sair. “Ele é um grande treinador. O Santos perde muito com sua saída”, afirmou.

Serginho quer ficar entre os 5 primeiros

Técnico pede calma aos jogadores

Serginho Chulapa, novo técnico do Santos em substituição a Pepe, disse ser possível levar o atual elenco do clube a ficar entre os cinco primeiros colocados do Paulista. “Mas para ser campeão não dá”, declarou. Ele disse não temer a torcida. “Eu respeito, além do mais estou gostando da experiência de ser técnico”, disse o novo treinador.

Repórter – O que precisa mudar no time?
Serginho – Tem que mudar a cabeça dos nossos jogadores. Está faltando confiança.

Repórter – O time é fraco?
Serginho – Não dá para ser campeão, mas sem dúvida podemos chegar entre os cinco melhores de São Paulo.

Repórter – O que a sua experiência pode ajudar a melhorar o rendimento do time?
Serginho – Teve uma época no São Paulo que eu fiquei dez jogos sem fazer gol. A gente começa a errar, tamanha é a vontade de acertar. Hoje, é isso que acontece com o Santos. Nessa hora, é preciso calma.

Repórter – Onde pode chegar o Serginho treinador?
Serginho – Não sei, só posso dizer que estou gostando da experiência.

Repórter – Você teme a pressão da torcida?
Serginho – Eu não temo nada. Respeito a torcida e espero ser respeitado.


Fluminense 5 X 2 Santos

Data: 15/09/1990
Competição: Campeonato Brasileiro – 1ª fase – 5ª rodada
Local: Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, RJ.
Público: 1.105 pagantes
Renda: Cr$ 353.300,00
Árbitro: João José Venceslau dos Santos (PE).
Cartões amarelos: Rangel, Marquinho e Dacroce (F); França (S).
Cartão vermelho: Camilo (37-2).
Gols: Rinaldo (17-1), Serginho Chulapa (24-1), Serginho Chulapa (27-1), Edemílson (37-1); Luciano (25-2), Rinaldo (35-2) e Edemílson (43-2).

FLUMINENSE
Ricardo Pinto; Alexandre Torres, Marquinho Carioca, Rangel (Julinho) e Edgar; Luciano, Dacroce, Macula e Renato (Marcelo Gomes); Edemílson e Rinaldo.
Técnico: Paulo Emílio

SANTOS
Sérgio; Índio, Camilo, França e Flavinho; Derval, Axel e Sérgio Manoel (Édson Ampola); Almir, Ney Bala (Paulinho McLaren) e Serginho Chulapa.
Técnico: Pepe


Santos 2 x 1 Náutico

Data: 29/11/1989, quarta-feira, 21h30.
Competição: Campeonato Brasileiro – 2ª fase – 16ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 2.010 pagantes
Renda: NCz$ 41.900,00
Árbitro: Alvimar Gaspar dos Reis (MG).
Cartões amarelos: Camilo e Serginho (S); Vavá e Júnior (N).
Cartão vermelho: Lúcio Surubim (N, 15-2).
Gols: Serginho Chulapa (04-1) e Nivaldo (12-1); Paulinho (24-2).

SANTOS
Sérgio; Ditinho, Camilo, Pedro Paulo e Wladimir; César Sampaio, Axel, Jorginho Putinati (Carlinhos) e Sérgio Manoel (Totonho); Paulinho McLaren e Serginho Chulapa.
Técnico: Pepe

NÁUTICO
Mauri; Levi, Vavá, Freitas e Júnior; Lúcio, Léo, Erasmo e Nivaldo; Bizu e Augusto (Ocimar).
Técnico: Paulo César Capegiani



Serginho Chulapa marcou neste jogo seu 100° gol pelo Santos FC.

Créditos:
Fonte: http://acervo.folha.com.br/fsp/1989/11/29/20//4096834
Vídeo indicado por Danilo Barbosa.


Santos 2 x 1 Novorizontino

Data: 29/05/1988, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Paulista
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 3.621
Renda: Cz$ 538.600,00
Árbitro: Emídio Marques Mesquita
Gols: Serginho Chulapa (05-1); Evando (03-2) e Heraldo (37-2).

SANTOS
Rodolfo Rodriguez; Heraldo, Nildo, Cássio e Ijuí; César Ferreira, Luvanor e Mendonça (Junior); Édson (César Sampaio), Serginho Chulapa e Tuíco.
Técnico: Geninho

NOVORIZONTINO
Toni; César, Márcio Santos, Alexandre e Tonigato; Rubinho, Paulinho (Luck), Amado e Rubinho; Evandro (Nelsinho), Hélio e Serginho.
Técnico: Jacinto Angeloni



Santos bate Novorizontino na lama e fica perto da vaga

Fonte: – Jornal Folha de SP – http://acervo.folha.com.br/fsp/1988/05/30/2//4157917