Navegando Posts marcados como Tite

Deportivo Municipal 3 x 4 Santos

Data: 18/02/1962, domingo.
Competição: Copa Libertadores – 1ª fase – Grupo 1
Local: Estádio Hernando Siles, La Paz, Bolívia.
Público: 38.000
Renda: 336.680.000,00 bolivares (Cr$ 10.000.000,00 aproximadamente)
Árbitro: Ayrton Ayres Abreu (BRA)
Gols: Aguilera (16-1) e Lima (41-1); Mengálvio (11-2), Julio Torres (13-2), Ruiz Díaz (17-2), Pagão (32-2) e Tite (34-2).

DEPORTIVO MUNICIPAL DE LA PAZ (BOL)
Solís; Zenteno, Di Lorenzo e Vargas; Alberto Torres e Gainza; Luis Aguilera, Alcócer, Roberto Cainzo, Julio Torres e Antonio Aguirre (Ruiz Díaz).
Técnico:

SANTOS
Laércio; Getúlio, Olavo e Zé Carlos; Lima e Calvet; Dorval (Tite), Mengálvio, Pagão, Pelé, Osvaldo.
Técnico: Lula



Vitória dramática do Santos FC sobre o Municipal, em La Paz

Fonte: Jornal Folha da Manhã



Formiga e Calvet dirigirão o Santos no prélio de hoje (Em 18/02/1962)

Recepção apoteótica ao Santos em La Paz

Bolivianos obrigaram Pelé a fazer discurso

Fonte: Jornal Folha da Manhã

Santos 6 x 2 Ferroviária

Data: 13/12/1961
Competição: Campeonato Paulista – 29ª rodada (penúltima)
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Árbitro: Stefan Walter Glanz.
Renda: Cr$ 2.267.850,00
Gols: Pelé (11-1) e Tite (15-1); Pagão (06-2), Beni (13-2), Pelé (20-2), Pepe (22-2), Pepe (35-2) e Peixinho (44-2).

SANTOS
Laércio; Lima, Mauro e Dalmo; Zito e Calvet; Dorval, Tite, Coutinho (Pagão), Pelé e Pepe.
Técnico: Lula

FERROVIÁRIA
Toninho; Ismael, Antoninho e Jurandir; Dudu e Rodrigues; Peixinho, Laerte, Parada (Melão), Bazzani e Beni.
Técnico:



Santos conquista o Bicampeonato Paulista, seu sexto título estadual na história.

XV de Piracicaba 2 x 7 Santos

Data: 10/12/1961
Competição: Campeonato Paulista – 28ª rodada (antepenúltima)
Local: Estádio Roberto Gomes Pedrosa, o “Robetão”, em Piracicaba, SP.
Árbitro: Stefan Walter Glanz.
Renda: Cr$ 1.175.200,00
Gols: Pepe (25-1, de pênalti), Geraldo (36-1), Valdir (44-1), Dema (11-2, contra), Pelé (17-2), Coutinho (23-2), Pelé (2º tempo), Tite (2º tempo) e Coutinho (45-2).

XV DE PIRACICABA
Luis Carlos; Orlando Maia, Dorival e Dema; Silvio e Biguá; Fifi, Nilo, Geraldo, Celso e Valdir.
Técnico:

SANTOS
Laércio; Lima, Mauro e Dalmo; Zito e Calvet; Dorval, Tite, Coutinho, Pelé e Pepe.
Técnico: Lula



1961-12-12-xv-de-piracicaba-2-x-7-santos-2

Guarani 1 x 2 Santos

Data: 22/10/1961
Competição: Campeonato Paulista – 19ª rodada
Local: Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, SP.
Árbitro: Stefan Walter Glanz.
Renda: Cr$ 2.294.900,00
Gols: Cido (05-1) e Coutinho (22-1); Tite (41-2).

GUARANI
Dimas; Ferrari, Ditinho e Diogo; Ilton e Eraldo; Dorival, Bataglia, Paulo Leão, Cido e Osvaldo.
Técnico:

SANTOS
Laércio; Getúlio, Mauro e Dalmo; Zito e Calvet; Tite, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe.
Técnico:


Seleção de Brasília 0 x 4 Santos

Data: 21/04/1961, sexta-feira.
Amistoso: Amistoso
Local: Campo do Guará, Brasília.
Público e Renda: Não disponíveis.
Árbitro: Olten Ayres de Abreu
Gols: Sormani e Coutinho; Zoca e Tite.

SELEÇÃO DE BRASÍLIA
Gaguinho, Jair, Edson Galba e Bimba; Luiz Silva e Pacuzinho; Ubaldo, Eli, Dario, Walter Moreira e Joãozinho.
Técnico: Didi de Carvalho.

SANTOS
Laércio (Lalá), Fioti, Mauro (Calvet) e Getúlio; Formiga (Dalmo) e Lima; Dorval, Mengálvio (Nei), Coutinho (Zoca), Sormani e Pepe (Tite).
Técnico: Lula



Pelé não jogou, mas foi grande vedeta em Brasília

O jogo de futebol entre Santos FC, campeão paulista e a Seleção de Brasília realizado na tarde de 21/04/1961 foi um dos pontos altos das festas comemorativas do primeiro aniversário de fundação da nova capital da República, Brasília.

Sem exagero, pode-se dizer que Brasília inteira, inclusive o “mundo” oficial, correu ao estádio para assistir a exibição do famoso quadro de Pelé.

Pelé a atração

O mais famoso astro do futebol brasileiro e mundial não participou do embate, mas mesmo assim coube-lhe as honras de participar do espetáculo. Pelé e Zito não jogaram. Mesmo machucado, Pelé seguiu com a delegação santista.

Pouco antes do início da partida, Pelé desceu no gramado, transportado por um helicóptero da FAB e foi alvo de consagradora manifestação popular. Pelé acompanhou toda a partida sentado à margem de uma das laterais do gramado, cercado por uma multidão de fãs.

Fácil

Como se esperava, não foi difícil para o Santos impor sua melhor categoria. O jogo terminou com o placar de 4 x 0 a favor do Santos.

Sormani e Coutinho, no primeiro tempo, e Zoca e Tite, na etapa complementar, marcaram os gols. Zoca, o irmão de Pelé.

O jogo só teve uma nota desagradável a empaná-lo: a expulsão de Nei, aos 23 minutos do segundo, por ter desferido um pontapé sem bola num adversário.

Solenidades

O prefeito Paulo de Tarso deu o pontapé inicial do embate que foi televisionado pelas três emissoras de televisão locais.

O estádio do Guará, que fica situado entre o Plano Piloto e a Cidade Livre, inaugurou hoje o seu seu gramado e abrigou um grande público. Foram cobrados ingressos a preço único de 50 cruzeiros, mas a renda não foi fornecida a imprensa.

Fonte: http://acervo.folha.com.br/fsp/1961/04/22/21//4503960