(em construção)

Elenco:
Clique aqui e conheça o elenco que disputou o Torneio Rio São Paulo de 2002.

Artilharia:

19 gols – França (São Paulo)
17 gols – Dodô (Botafogo)
13 gols – Washington (Ponte Preta)
12 gols – Ricardo Oliveira (Portuguesa)
11 gols – Roger e Magno Alves (Fluminense) e Romário (Vasco)
10 gols – Juninho (Flamengo)
08 gols – Jean Carlos (Etti Jundiaí), Christian (Palmeiras) e Robert (Santos)

Artilheiros do Santos:

08 gols – Robert
04 gols – William
03 gols – Cléber
02 gols – Marcelo Silva e Renato
01 gol – André Luis, Douglas, Michel, Marcinho, Odvan e Oséas

Campanha
# Data Ficha Técnica Local
Vídeo
1 20/01/2002 Santos 3 x 0 América-RJ Vila Belmiro
N/D
2 26/01/2002 Ponte Preta 3 x 1 Santos Moisés Lucarelli
3 30/01/2002 Santos 1 x 0 Corinthians Vila Belmiro
4 02/02/2002 Portuguesa 1 x 1 Santos Canindé
N/D
5 09/02/2002 Palmeiras 2 x 1 Santos P. Antártica
N/D
6 17/02/2002 Santos 2 x 1 São Caetano Vila Belmiro
N/D
7 24/02/2002 Santos 2 x 0 Flamengo Vila Belmiro
N/D
8 02/03/2002 Americano 3 x 2 Santos Godofredo Cruz
N/D
9 10/03/2002 Santos 3 x 3 Botafogo Vila Belmiro
N/D
10 16/03/2002 Fluminense 1 x 1 Santos Maracanã
N/D
11 20/03/2002 Santos 1 x 2 Etti Jundiaí Vila Belmiro
N/D
12 24/03/2002 Santos 2 x 0 Guarani Vila Belmiro
N/D
13 30/03/2002 Vasco 1 x 1 Santos São Januário
14 07/04/2002 Santos 3 x 2 São Paulo Vila Belmiro
N/D
15 14/04/2002 Bangu 1 x 1 Santos Moça Bonita
N/D


Classificação Final
Pos.  
PG
J
V
E
D
GP
GC
SG
%
1
Corinthians
31
15
9
4
2
30
14
16
2
Palmeiras
31
15
9
4
2
34
23
11
3
São Paulo
26
15
8
2
5
47
31
16
4
São Caetano
25
15
8
1
6
23
18
5
5
Fluminense
24
15
7
3
5
33
23
10
6
Vasco
24
15
6
6
3
32
23
9
7
Botafogo
23
15
6
5
4
32
25
7
8
Etti Jundiaí
23
15
6
5
4
32
27
5
9 Santos
23
15
6
5
4
25
20
5
10 Portuguesa
20
15
6
2
7
27
37
-10
11 Ponte Preta
20
15
5
5
5
29
28
1

12

Guarani
20
15
5
5
5
19
19
0
13 Flamengo
15
15
4
3
8
34
37
-3
14 Americano
11
15
3
2
10
20
37
-17
15 Bangu
8
15
1
5
9
18
38
-30
16 América
7
15
2
1
12
15
49
-34

Regulamento:

Clubes participantes

Em 2002, pela primeira vez, o Torneio Rio-São Paulo teve 16 clubes participantes. Foram eles: América-RJ, Americano-RJ, Bangu-RJ, Botafogo-RJ, Corinthians-SP, Flamengo-RJ, Fluminense-RJ, Guarani-SP, Jundiaí-SP, Palmeiras-SP, Ponte Preta-SP, Portuguesa-SP, Santos-SP, São Caetano-SP, São Paulo-SP e Vasco da Gama-RJ.

Forma de disputa

Na primeira fase, as 16 equipes jogariam entre si, em turno único, classificando-se para a fase semifinal as quatro melhores colocadas por índice técnico. Em caso de igualdade de pontos entre dois ou mais clubes, os critérios para desempate eram os seguintes:
1- Maior número de vitórias
2- Melhor saldo de gols
3- Maior número de gols a favor
4- Menor número de cartões vermelhos
5- Menor número de cartões amarelos
6- Vantagem no confronto direto (apenas no caso de empate entre dois times).

Para efeito de classificação foi utilizada a seguinte forma de pontuação:
1- Três pontos ganhos por vitória
2- Um ponto ganho por empate.

Na segunda fase (semifinal), foram formadas duas chaves de dois times cada. O primeiro colocado da fase inicial enfrentaria o quarto melhor, enquanto segundo e terceiro se enfrentariam, sempre em jogos de ida e volta. Para efeito de desempate, valeria o saldo de gols das duas partidas. Caso persistisse a igualdade, os clubes que tivessem feito a melhor campanha na primeira fase garantiriam a classificação.

A final repetiria a fórmula anterior, com jogos de ida e volta entre os vencedores das semifinais. O saldo de gols era o critério de desempate. Caso persistisse a igualdade, seria declarado campeão o time com melhor campanha em toda a competição, somadas primeira e segunda fase. As seis equipes melhores colocadas no torneio garantiriam automaticamente presença na Copa dos Campeões, classificatória para a Taça Libertadores da América 2003. Os três primeiros colocados disputariam o Supercampeonato Paulista com o campeão do Estadual de 2002.

Rebaixamento

Um clube paulista e outro carioca (os que conquistassem o menor número de pontos na primeira fase) seriam rebaixados e substituídos, no ano que vem, pelos campeões estaduais de São Paulo e Rio de Janeiro. Caso dois times empatassem levando-se em consideração todos os critérios mencionados acima, haveria um jogo-extra para a definição do clube rebaixado. Neste jogo, empate nos 90 minutos levaria a partida para uma prorrogação de mais 30 minutos, sem morte súbita. Permanecendo a igualdade, a definição iria para os pênaltis.

Caso as piores campanhas fossem de equipes fundadoras da Liga Rio-São Paulo (Botafogo, Corinthians, Flamengo, Fluminense, Palmeiras, Santos, São Paulo e Vasco), haveria uma repescagem para a definição do rebaixamento. Seriam disputados jogos de ida e volta , com o saldo de gols valendo como critério de desempate. Se a igualdade persistisse, as definições iriam para os pênaltis. O clube fundador paulista enfrentaria o vencedor do estadual de São Paulo e assim por diante.

Prazo de inscrição

Os clubes tinham até o dia 17/01/2002 para inscrever atletas na seção de registros das federações paulista e carioca.

Punições

Jogadores que levassem cinco cartões amarelos seriam suspensos automaticamente da próxima partida de sua equipes. Para os que fossem advertidos com um cartão vermelho valia a mesma punição, embora o regulamento já indicasse quer seria possível um atleta punido com o vermelho participar do jogo seguinte se for julgado pela comissão disciplinar.

Preços dos ingressos

Os preços eram os seguintes: arquibancada (R$ 15), cadeiras inferiores ou descobertas (R$ 20), cadeiras superiores ou cobertas (R$ 30) e gral (R$ 8). Estudantes, professores da rede pública dos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro e aposentados pagarão 50%.



Galeria de fotos:

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Créditos e fontes:

xxxxxxxxxxxxxxx